ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/07/2020

Empresários de Curitiba se mobilizam para fabricar máscaras para doação

Produção de máscaras em TNT-Divulgação

Os lotes serão encaminhados para hospitais e instituições beneficentes

Uma corrente do bem vem se espalhando pela cidade com o intuito de ajudar o próximo neste momento de isolamento social e queda das atividades econômicas do país. O empresário Gabriel Krieger, que possui uma empresa de confecção de roupas da linha sport wear, é um exemplo. Vendo as costureiras paradas e a necessidade da população, ele e sua mãe, Lina Krieger, resolveram criar uma vaquinha online, com a ajuda de seus familiares, para comprar matéria-prima para a produção de máscaras cirúrgicas para doação. A meta inicial de R$15 mil já está sendo alcançada. Com esse resultado, o primeiro lote com duas mil máscaras cirúrgicas de TNT fica pronto amanhã (8). Inicialmente, as doações serão feitas para o Hospital Pequeno Príncipe, Hospital da Clínicas e para o Projeto Luz, que ajuda pessoas em situação de rua.

Produção de máscaras em TNT-Divulgação
“Decidimos fazer as máscaras cirúrgicas, para ajudar as pessoas que circulam pelo hospital porque têm consultas ou outros motivos e pessoas em situações de vulnerabilidade social. Com as doações conseguimos pagar a mão de obra das nossas colaboradoras e o material utilizado. Assim garantimos a renda das costureiras, que seguem todas as orientações dos órgãos de saúde, como o uso de máscaras e luvas na confecção, para evitar o contágio do novo coronavírus”, afirma  Gabriel

Ilana Kriger, que também auxilia na captação dos recursos e, diz que não é porque estão atingindo a meta proposta no site de arrecadação que o projeto para por aí. “O céu é o limite. Quanto mais conseguirmos arrecadar, mais máscaras serão produzidas e doadas. Não sabemos até quando vai essa situação que estamos vivendo, mas enquanto pudermos contribuir para o bem, vamos fazer”, garante.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo