LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/10/2020

CCBeat | BEAUTIFY JUNKYARDS > CCB Lisboa 14/02

Beautify Junkyards em Lisboa no Centro Cultural de Belém 14 de fevereiro

Beautify Junkyards
CCBeat

CCB ▪ 14 fevereiro ▪ sexta-feira ▪ 21h ▪ Pequeno Auditório

The invisible world of Beautify Junkyards foi sem dúvida o álbum mais marcante da curta carreira da banda lisboeta, em primeiro lugar por ter sido lançado pela editora de culto inglesa Ghost Box, mas também porque permitiu à banda estrear-se além fronteiras, incluindo um concerto de casa cheia na mítica sala londrina Cafe OTO (com data extra no dia seguinte).



Em Portugal, a banda apresentou-se por todo o país com destaque a presença em eventos como MIL – Lisbon International Music Network, Festival Iminente, Festival Impulso e Festa do Outono (Serralves) e em salas como a Galeria Zé dos Bois, Damas e Musicbox – onde programaram a noite mágica Sonhos Tecnicolor.



Também na imprensa, tanto nacional como estrangeira, o álbum teve repercussões muito positivas, com críticas em publicações como Electronic Sound, Shindig, Wire, Record Collector. Em Portugal, foram destacados em publicações como Público/Ípsilon, Blitz, Expresso, Rimas e Batidas, entre muitas outras. No final de 2018, o álbum viria mesmo a constar da lista dos melhores de 2018 de publicações e rádios como: Blitz, RADAR, Concrete Islands (UK), Goldmine (EUA). O músico DJ Food e o escritor Simon Reynolds (autor de Retromania) também incluíram o álbum nas suas listas de favoritos do ano.



Para o concerto do CCB, a banda convidou a cantora Nina Miranda, que virá de Londres para se juntar à festa e adornar os ambientes tropicalistas que os Beautify Junkyards irradiam. Nessa noite a banda irá também apresentar algumas versões de músicas que são especiais para o seu universo.



CRÍTICAS:












REDES SOCIAIS:



Tudo aponta para uma noite inesquecível.



Beautify Junkyards - Aquarius

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo