ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/28/2020

Bola, vocalista da Zimbra, lança single Barco de Papel


Faixa mescla folk, sintetizadores e melancolia

O vocalista da Zimbra, Bola, acabou de lançar o single “Barco de Papel”. A faixa aborda o amadurecimento enquanto mixa elementos do folk orgânico com música eletrônica. A faixa é um lançamento do selo Elevarte Music.

O single foi gravado ao decorrer de 2018 e 2019 no homestudio do baixista e produtor Bruno Pelloni, em Santos, São Paulo. O processo de concepção do arranjo ainda contou com o auxílio do guitarrista da Zimbra, Vitor Fernandes. Já a mixagem e a masterização ficaram a cargo do guitarrista da Bula, André Freitas. 

Bola frisa que “Barco de Papel” é uma música sobre autoconhecimento, ingenuidade e anseios. Para ele, “a faixa aborda o momento em que nos damos conta do mundo real. Quando crescemos e queremos desbravar coisas novas, também precisamos decidir o que deixaremos para trás para seguir dali em diante”.

Para o produtor, Bruno Pelloni, a minuciosidade foi a chave da gravação. “As sessions e os arranjos foram evoluindo até percebemos que a música já estava pronta. Adicionamos até loops rítmicos para dar mais movimentos às levadas, assim fazendo referência ao próprio título ‘Barco de Papel’”, ressaltou.

Atualmente, Bola prepara o lançamento outros singles para o decorrer de 2020. O artista  pretende divulgar novas músicas tanto no projeto solo quanto com a banda Zimbra. 

LETRA
Barco de Papel (Bola)

Tanto pra viver
Você se resolveu cedo demais
- O mundo é muito grande pra entender
- A vida é muito curta pra evitar
Disse você

Nada em suas mãos
No quadro a sua imagem que ficou
De todos esses anos que eu abri
A porta a vida agora quem fechou
Não pude ir 

Aceito se for só
Mantenho o seu nó

Nossos sonhos vão dormir no céu
Vida inteira, barco de papel
Frágil demais

Bola - Barco de Papel

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo