ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/20/2019

Lançamento da obra de poesia "MEU MUSSEQUE MEUS AMORES" de Banzo Muxima | CCP Luanda 27/11

Imagem de StockSnap por Pixabay

CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS
Parceria com
EDITORA ACÁCIAS

Lançamento de obra de poesia
MEU MUSSEQUE MEUS AMORES de Banzo Muxima

No dia 27 de Novembro de 2019 (4ª feira) pelas 18H30, no CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50), será lançada a obra de poesia MEU MUSSEQUE MEUS AMORES do poeta BANZO MUXIMA, editada pela Editora ACÁCIAS.

A obra reúne um conjunto de 36 poemas que evocam o quotidiano dos Musseques da periferia de Luanda, com as suas dores, misérias, sofrimento e desesperanças. Retalhos e retratos de vidas, no limiar da sobrevivência, envoltas em sombras negras de um destino marcado pela fatalidade, no qual, apesar de tudo, a esperança continua a resistir.     

Esperança no Musseque
“Do lamaçal do nosso musseque de lata
Entre o imbondeiro e o candeeiro a petróleo
Jaz um sorriso de esperança!
Uma mística de nada….
Solto ao vento sem destino nem retorno!
Lágrimas!...
 (…)

Nostalgia no Musseque
“A nostalgia, contagia o musseque!
Nos becos entoam-se cânticos de dor
O cheiro a barro transborda nosso areal vermelho

O olfacto se transforma em aromas
Nocturnos, em dias negros
Sem sorrisos!….
Sem festejos!...
Sem luzes!...
Para clarear nossas vidas sofridas

Pois cai do alto uma bênção
Cuja incompetência humana transformou
em sacrifício….”

SOBRE O AUTOR
Banzo Muxima, pseudónimo literário de Bruno António Fernandes, nasceu em Luanda, em Abril de 1984.
É licenciado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Lusíada de Angola e pós-graduado em Direcção e Gestão de Recursos Humanos pelo Instituto Madrileno de Formação.
Trabalhou como voluntário no Hospital Neves Bendinha (Hospital dos Queimados) em Luanda e foi Brigadista no Registo Eleitoral.
Foi docente no Instituto Técnico Comercial de Luanda (ITCA) e no Instituto Superior Politécnico de Gestão.
Actualmente, é Chefe de Recursos Humanos na Sociedade Mineira SA.
É Membro fundador do Movimento Café Cultural e é declamador de poesia, designadamente no Recital “Poesia à volta da Fogueira” promovido pelo Movimento Literário Juvenil Lev’Arte e no “Artes ao Vivo” na Fundação Arte e Cultura. 

Sem comentários:

Enviar um comentário