ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

10/11/2019

Terapias clássicas rapidamente darão lugar a novos procedimentos, diz referência mundial em doenças do sangue


A comunidade científica mundial é enfática: 2019 é um dos anos mais promissores para as pesquisas científicas, novas maneiras de diagnosticar e tratar cânceres em geral, em especial as neoplasias no sangue, com mais precisão e rapidez. Entre os procedimentos estão estudos com as células CAR-T, cujas pesquisas iniciam no Brasil ainda este ano, e que consiste em modificar geneticamente células de defesa do organismo para torná-las mais eficazes no combate à doença.

Esses e outros avanços tecnológicos serão amplamente discutidos durante o maior congresso das áreas de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular na América Latina, o HEMO 2019, promovido pela Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH). O evento acontece de 6 a 9 de novembro, no Riocentro, no Rio de Janeiro (RJ).

Mas o que é isso? A sigla “CAR” vem de Chimeric Antigen Receptor, receptor de antígenos quiméricos e o T, das células T. O princípio básico dessa terapia revolucionária é o uso das técnicas imunológicas para recuperar pacientes graves.

Nos Estados Unidos e na Europa, cientistas estão envolvidos em uma importante corrida para domínio de uma nova tecnologia que envolve engenharia genética e imunoterapia e que se apresenta como uma das grandes esperanças para a cura do câncer. A tecnologia é identificada pela sigla CAR T-Cell e consiste em modificar geneticamente células T para torná-las mais eficazes no combate à doença.

O Brasil, segundo Angelo Maiolino, presidente do HEMO 2019 e reconhecido como um dos maiores pesquisadores pela comunidade global em mieloma (tipo de câncer que faz com que as células que produzem anticorpos tornem-se cancerígenas), está preparado para dominar o CAR T-Cell por meio da produção de linfócitos geneticamente modificados em laboratório.

A tecnologia, aprovada para uso comercial pelo Food and Drug Administration (FDA), nos Estados Unidos, é indicada para pacientes com leucemias e linfomas de células B. Em nosso país, a ABHH e outras instituições, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), discutem as pesquisas e a regulamentação da CAR T-Cell.

SERVIÇO:
HEMO 2019
Data: 6 a 9/11
Local: Riocentro (Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca), Rio de Janeiro (RJ)
Outras informações e inscrição: www.hemo.org.br
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 2 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil