ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/08/2019

Suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, aponta pesquisa


Por ano, quase 800 mil pessoas em todo o mundo cometem suicídio, o que representa uma morte a cada 40 segundos. Entre os jovens de 15 a 29 ano, é a segunda maior causa de morte, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS). Depressão nem sempre é a causa principal. Violência sexual, abusos, violência doméstica e bullying também são fatores que desencadeiam esse fenômeno. 

A jovem escritora de 22 anos, Mônica Mota, foi vítima de abuso sexual na infância e já pensou em cometer suicídio. “Precisei fazer terapia para tratar desse trauma da infância e até hoje continuo indo para as sessões. Não foi nada fácil, mas com a ajuda de psicólogo consegui me sentir melhor e a minha história serviu de inspiração para escrever e conversar sobre esse tema com outras pessoas”, explica.


Em sua primeira publicação, lançada durante a Bienal Internacional do Livro, em Fortaleza, “Tom, Elis e Chico”, Mônica Mota narra a história de três macaquinhos irmãos que, após sofrerem abuso sexual, perdem toda a magia e a alegria da infância. “Esse livro é uma ferramenta para combater e prevenir o abuso sexual infantil. Uso uma abordagem leve para tratar de um tema complexo, a fim de que mais pessoas entendam e consigam identificar esse tipo de violência e possa agir antes que algo mais sério aconteça”, ressalta.

No mês da conscientização, o setembro amarelo, a autora realiza palestras em escolas públicas do Estado do Ceará para orientar sobre o abuso sexual infantil e quais ações esse tipo de violência pode causar. Por meio de conversa com pais, educadores e crianças, Mônica Mota faz um alerta. “Precisamos conversar sobre esse tema. A falta de informação leva a inúmeras violências, por isso é importante debater e orientar para que as crianças e jovens não venha cometer algum crime contra a sua própria vida”, afirma.


Lançada pela editora Brasil Tropical, a publicação infantil é destinada para 4 a 10 anos com o intermédio de um adulto para leitura, e conta com as ilustrações da designer Lia Britto que usa em seus desenhos cores primárias e traços leves para atrair a atenção e compreensão das crianças.

Mônica Mota
Mônica Mota é natural de Pentecoste, interior do Ceará, da comunidade rural chamada Miguá -Terra. Vítima de abuso sexual na infância, vem se destacando por sua superação e por desenvolver ações que combater esse tipo de crime. A jovem de 22 anos promoveu a primeira audiência pública sobre o abuso sexual infantil e a primeira corrida de rua em Pentecoste para alertar acerca do tema, além de ministrar palestras para adolescentes, pais, professores e universitários sobre a temática.

1 comentário:

  1. Nobre colega Alda,

    As pesquisas mostram o alarmante índice de suicídios. As famílias devem ficar alertas nas mudanças de comportamentos dos seus entes queridos. As outras faixas etárias também estão com altos índices. Parabéns a essa jovem escritora pelo belo trabalho. Temas como esse merecem ser divulgados, como você e outros vem fazendo.

    ResponderEliminar