LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/02/2019

“Descobridor de talentos” da internet, João Mendes é o mais novo apoiador do Soulphia

Projeto que prepara moradoras de abrigos nova-iorquinos para serem tutoras de cursos de Inglês pela internet agora conta com o apoio do responsável por uma das principais empresas de agenciamento de carreiras do País

O Projeto Soulphia, iniciado pelos brasileiros Tiago Souza e Felipe Marinho com o objetivo de preparar moradoras de abrigos de Nova York para atuarem como tutoras em aulas de Inglês pela internet, ganha um novo sócio: João Mendes, sócio da Non Stop Produções, uma das principais empresas de agenciamento de carreiras artísticas do País e que tem no casting nomes como Carlinhos Maia, Whindersson Nunes, Tirullipa, Carioca, Dani Russo e outros talentos do meio digital.

João Mendes é irmão do humorista Gustavo Mendes, conhecido pelas imitações de personalidades políticas, como a ex-presidente Dilma Roussef. De seu casting de agenciados, Carlinhos Maia também declarou, recentemente, ser padrinho da causa do Soulphia.

Em quase dois anos de atividades, o Projeto já ofereceu oportunidades de reinserção social para mais de 50 mulheres, que passaram a ter a possibilidade de trabalharem como professoras em cursos de Inglês pela web. Os alunos do Soulphia estão distribuídos tanto no Brasil quanto em países como China, Colômbia e dos próprios Estados Unidos.

Além de sócio da Non Stop e de outras grandes empresas voltadas ao marketing digital, João Mendes possui uma rede de escolas de Inglês com mais de 10 mil alunos, que passarão a ser alunos do Soulphia. Dessa forma, o projeto passa a contar com cerca de 10.500 estudantes.

Junto com Mendes e Carlinhos Maia, o “time” de celebridades apoiadoras do Soulphia é composto por nomes como o ator Erik Marmo, Maju Trindade e o muralista Eduardo Kobra.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo