ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/11/2019

Lançamento: ‘Gaia – O Templo Esquecido’ estará na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro


Este é o segundo volume da trilogia da autora brasileira Telma Brites Alves, que virá da Alemanha, onde reside, especialmente para o evento

Uma obra de fantasia romanceada, que tem como pano de fundo a história e personagens da mitologia grega, repleta de mistério e ação, chega a 19ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro (de 30/8 a 8/9), “Gaia – O Templo Esquecido”, da editora Ella, o segundo volume da trilogia ‘Gaia’, da escritora Telma Brites Alves, cientista social, com foco em antropologia, nascida em Cafarnaum, na Bahia, e que há mais de 30 anos mora na Europa, os últimos 17 anos na Alemanha. 

Em 2017, Telma lançou ‘Gaia – A Roda da Vida’ na Bienal do RJ, e, também, na Alemanha, e agora retorna para mostrar a continuação da história, que demandou de quase um ano de pesquisa, sobretudo sobre os deuses mitológicos e tudo que envolve os mitos gregos antigos e seus significados. 

Telma criou uma enigmática história, onde a realidade se mistura com o imaginário, tendo como personagem principal Gaia, uma menina inteligente, perspicaz, madura para sua idade, e que é colocada à prova de todos os seus ideais, uma adolescente com dilemas frente as tragédias de sua vida, mas que descobre o amor e a importância da união, e que vive aventuras, desvenda segredos, e tem que aceitar o seu papel enquanto personagem principal de uma profecia, cuja sobrevivência depende da crença e da aceitação do designo a que está predestinada. 

“A história de vida de Gaia, mesmo ainda jovem, lhe deixou muitas marcas, e necessita libertar seus sentimentos. Sentimentos esses que muitos de nós temos, como o medo de sair do casulo, sensações que sufocam e reprimem e as incoerências. Mas quando Gaia se descobre e se entrega para a vida e para que veio, tudo muda e se transforma, mostrando que cabe a cada um quebrar as barreiras que o impede de avançar”, diz Telma. 

Sobre a mitologia, que usou como pano de fundo, a autora explica ser a representação do místico tão presente em nosso cotidiano, sem nem mesmo nos darmos conta. “Fiz muita pesquisa enquanto escrevia Gaia para me sair bem no desafio de colocar características humanas aos deuses”.

Segundo Telma, ‘Gaia’ era para ser um só livro, porém “a imaginação me levou tão longe que tive que continuar. O terceiro volume está quase pronto, mais repleto ainda de mitologia, e será lançado este ano”. Os livros têm narrativa simples, linguagem fluida e instigante, os capítulos são curtos e a história tem detalhes sobre os sentimentos dos personagens e os cenários onde se encontram, como as ruas de Colônia e os campos de plantações de Sechtem, ambas cidades na Alemanha. Segue o estilo de escrita que intercala presente e passado.

A ideia dessa história surgiu quando Telma estava de férias em Creta, ilha na Grécia. “No último dia, estava meditando em uma montanha e do outro lado tinha um rochedo parecido com um gigante deitado com as mãos sobre a barriga. Tive a ideia de escrever um livro e ter este ‘Gigante Adormecido’ como um dos personagens”. Assim nasceu a ideia de Gaia, cujo significado na mitologia grega, é ‘Mãe Terra’, conhecida pela sua grande força geradora.

Book trailers:
Gaia – A Roda da Vida 
Gaia - O Templo Esquecido --
(Crédito dos vídeos: Nathalia Jesus / Instagram: @palavrasdalua_)

Sinopses
Gaia – A Roda da Vida – Gaia Gottesstein perde sua mãe, em um acidente aéreo misterioso, na costa da Flórida, aos 7 anos de idade. A história começa com Gaia já adolescente, superprotegida, morando em um iate com o pai, e seus amigos, a governanta e o cozinheiro, e estudando a distância. Seu pai, milionário, vive há anos na busca constante do que verdadeiramente aconteceu com a mãe de Gaia. E, então, a um certo momento, a vida de Gaia dá uma reviravolta, o que a faz ir morar na Alemanha com sua tia materna, que mal conhece. É na cidadezinha de Sechtem (de seis mil habitantes), que encontra o amor de sua vida, Jaison, mas também passa por acontecimentos estranhos, tem alucinações que parecem reais, se vê envolvida em uma enigmática história ligada ao passado de sua família. Gaia vive no limite da realidade e do imaginário, quando descobre ser o personagem principal de uma profecia. E, então, a roda da vida começa realmente a girar, tudo exala magia e mistério. A história é repleta de romance, segredos, aventura, mitologia e escolhas.

Gaia – O Templo Esquecido -- Gaia tem 16 anos de idade e há seis meses mora na casa dos tios. Logo completará 17 anos, e teme este dia pois tudo indica que a profecia se realizará. O enigma sobre suas origens, enquanto descendente de Poseidon com uma amante humana, fica mais claro ao ser transportada ao Oráculo de Delfos e ao viajar para a Grécia, em uma excursão ao rochedo Gigante Adormecido (nome do quadro dado por sua mãe). Gaia e seu namorado Jaison, não sabiam que encontrariam tamanho mistério ao serem sugados à Ilha de Ares (o deus da guerra selvagem e sanguinolenta, renegado pelo pai Zeus). E envoltos pelo manto invisível da separação, enfrentam ainda a ira do deus do mar, Poseidon, na busca incessante de si mesmos, tendo de vencer seus mais profundos medos e se descobrir. Só a união, amor, coragem e determinação poderão salvá-los. O livro já inicia com revelações surpreendentes e assim continua até seu final, prendendo a atenção do leitor.

Telma Brites Alves -- 56 anos, nasceu na Bahia, onde passou a infância entre Cafarnaum e o Morro do Chapéu. Aos 10 anos de idade mudou-se para Salvador, e na adolescência gostava de ler Kafka, Simone de Beauvoir e Sartre. Se formou em Ciências Sociais, na Universidade Federal da Bahia - UFBA, com foco em antropologia. Com pouco mais de 20 anos, foi morar na Guiana Francesa, onde foi professora autodidata de português para estrangeiros. Após nove anos mudou-se para a França e conseguiu a titularidade CAPES -- Certificat d’Aptitude au Professorat de l’Enseignement du Segund degré para lecionar língua portuguesa até o segundo grau. Depois de seis anos resolveu ir para a Alemanha, onde foi modelo e atriz.  Atualmente, casada e com três filhos, ainda mora na Alemanha, em Sechtem, onde trabalha ensinando português e dedica seu tempo para cuidar da família e realizar seu sonho de ser escritora.

SERVIÇO:
‘Gaia – A Roda da Vida’ e ‘Gaia – O Templo Esquecido’ -- estarão no Pavilhão Verde S70 (valor: R$ 25,00 cada)
Bienal Internacional do Livro – de 30 de agosto a 8 de setembro
Local: Palácio das Artes, no Riocentro, Barra da Tijuca, Zona Oeste do RJ

‘GAIA - A roda da vida’ e ‘Gaia – O Templo Esquecido’
Editora Ella
Gênero: Fantasia
Formato: 16 x 23 – 268 páginas
Públicos: Jovens/Adultos
Os livros também podem ser encontrados no ig: https://www.instagram.com/telma_brites/
Na Editora Ella (http://www.editoraella.com.br/gaia-a-roda-da-vida), Submarino, Americanas e na Amazon (como eBook).

Quem quiser conhecer mais a autora, segue entrevista em Paris pela RFI - Rádio França Internacional: https://www.youtube.com/watch?v=s_VmSghvoTI&t=61s

Sem comentários:

Enviar um comentário