ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/01/2019

Programação Audio Rebel - Junho/2019

Martin Mendonça por Carol Bittencourt

Agenda Audio Rebel
Junho 2019

01/06 
Vitor Brauer e superbanda RJ
Vitor Brauer, conhecido por liderar a banda Lupe de Lupe, se une a amigos músicos da cena carioca em um show especial. Na sexta encarnação da turnê “Sem sair na Rolling Stone”, ele leva sua mãe, a dona Marta, para conhecer o Brasil em uma gira por variados estados. De quebra, apresenta shows embalados por músicas marcantes de sua discografia. No Rio, ele será acompanhado por Nathanne Rodrigues e Pedro Millecco (ambos da banda Chico de Barro), Bernardo Cunha (da Tom Gangue) e Lucas Santos (do projeto experimental Santos).
Horário: 16h
Ingressos: R$15

01/06
STASH & Banda Oeste
Stash e a Banda Oeste retornam aos palcos. A noite terá um repertório autoral, além de interpretações de canções que são referências para os músicos.
Horário: 19h
Ingressos: R$ 25 (meia); R$50 (inteira)

02/06
Tatubeleza & a Banda do Momento
A Tatubeleza volta à Rebel acompanhada por sua Banda do Momento, com show de abertura de Gab Mariquito. O grupo foi fundado por Lucas Rohloff e Matheus Cecatto e, após uma série de shows, entrou em processo de gravação e campanha de financiamento coletivo, culminando no lançamento em vinil do seu primeiro EP oficial: “Totipotência”. A banda segue fazendo shows e está próxima de lançar seu novo EP intitulado “Quem Vai Querer?”. Eles mesclam MPB, rock, funk, jazz e samba e sobem ao palco com Bernardo Ibeas, Pedro Tentilhão e Cadu Libonatti.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

03/06
Subcena #18: Reuben + Paloma Klisys
Mais uma edição do evento que reúne poesia e música experimental na Rebel. Reuben é poeta, artista sonoro e visual. Publicou quase dez livros e atualmente trabalha em seu segundo disco de poesia sonora, intitulado “REUBEN!?”. Paloma Klisys é escritora, poeta, artista sonora e transmídias. Criadora interdependente, explora interseções possíveis entre a performance/interferência urbana, o audiovisual e a palavra falada e escrita.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

05 e 06/06 
Budweiser apresenta: Paal Nilssen-Love + Ken Vandermark

Paal Nilssen-Love e Ken Vandermark por Dawid Laskowski

O free jazz, o improviso e a música de vanguarda marcam as apresentações do norueguês Paal Nilssen-Love junto do americano Ken Vandermark. Essa é mais uma realização da Budweiser, sempre prometendo um encontro regado aos sons inovadores da música mundial. Ken Vandermark se destaca por ter desenvolvido um estilo singular de tocar diferentes instrumentos – como os saxofones tenor e barítono, clarinete e clarone. Já tocou e gravou com Hamid-Drake, Mats Gustafsson, Peter Brötzmann, Kevin Drumm, além de ter liderado diversos grupos, como o DKV Trio, School Days e Vandermark 5. Já Paal Nilssen-Love, baterista e percussionista, é reconhecido pelas apresentações cheias de vida, seja ao lado de grandes improvisadores ou acompanhado pela banda Large Unit. A ligação do músico com o Brasil é forte, tendo gravado dois discos no país e sido influenciado por Luiz Gonzaga, Milton Nascimento e Pedro Santos. Traz no currículo o trio The Thing, com quem lançou o disco “The Cherry Thing”, ao lado da cantora Neneh Cherry. Outros projetos incluem Brotzmann/Gustafsson/Nilssen-Love, Butecher/Nilssen-Love Duo, Peter Brotzmann Chicago Tentet e Vandermark/Nilssen-Love Duo. No dia 6 de junho, Nilssen-Love e Vandermark se juntarão a dois músicos expoentes da cena de improviso local, Paulinho Bicolor (cuíca) e Cadu Tenório (noise e eletrônicos).
Horário: 20h
Ingressos: R$ 25 (antecipado); R$ 30 (na hora)

07/06
Martin Mendonça

Martin Mendonça por Carol Bittencourt

Martin Mendonça traz ao Rio o show “Quando Um Não Quer” acústico. O músico acompanha a cantora Pitty há mais de 10 anos, com quem formou o duo folk Agridoce, e já se apresentou com o baterista Duda Machado no projeto que levava o nome dos dois e com o qual lançou o disco “Dezenove vezes Amor”. Agora, Martin lança seu primeiro trabalho solo, atuando não só no instrumento que o consagrou, mas mostrando-se como cantor e compositor. O disco ganhou o nome “Quando um Não Quer” e foi lançado em formato digital pela Deck. No show acústico, Martin, acompanhado por Guilherme Almeida, faz uma releitura de suas músicas num formato mais delicado e intimista. No repertório estão canções do novo álbum, músicas do “Dezenove Vezes Amor”, algumas parcerias e músicas que o influenciaram.
Horário: 20h
Ingressos: R$20 (antecipado) / R$25 (na hora)

09/06
Afro Coltrane
Retorno do espetáculo Afro Coltrane, com Nivaldo Ornelas (sax), Sergio Barrozo (contrabaixo), Marcelo Magalhães Pinto (teclado), Didac Tiago (percussão) e Roberto Rutigliano (bateria). Depois de ter lançado o disco “As músicas de Miles e Coltrane”, em finais de 2017, Roberto Rutigliano desenvolve este projeto a partir da vontade de realizar todo um repertório com arranjos com ritmos afro-latinos, brasileiros e ancestrais para a música de John Coltrane. O show inclui “Afro Blues”, “Lonnie’s Lament”, “Blue Train” e outros sucessos. Isso sem abrir mão de uma interpretação mais pessoal para o grupo, que imprime em cada tema a personalidade de seus músicos. Destaque especial para a concepção coltraniana do sax de Nivaldo Ornelas no seu som e na composição "Sonata para batera", de sua autoria.
Horário: 20h
Ingressos: R$30

11/06 
Taco de Golfe + SLVDR

Taco de Golfe-Crédito Beatriz Linhares

Taco de Golfe é um trio de rock instrumental de Aracaju (SE), formado em 2017 por Gabriel Galvão (guitarra), Filipe Williams (baixo) e Alexandre Damasceno (bateria). O grupo mescla influências guiadas pelo rock e pelo jazz, passando por Toe, Chon, Don Caballero, Omar Rodriguez-López e Kamasi Washington. Eles trazem na discografia os EPs “Cato” e “Erro e volto” e o álbum “Folge”. Taco de Golfe divide a noite com SLVDR, que traz suas músicas com a influência de ritmos brasileiros e de vários outros lugares do mundo - com um pé no math rock, outro no alternativo, transitando entre o post rock e o experimental. A banda é formada por Hugo Noguchi, Bruno Flores, Pedro Simião e Gabriel Barbosa.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

13/06
Borealis + Terra Incognita
Pela primeira vez ao vivo, a música eletrônica instrumental ruidosa do Borealis junta forças com o duo Terra Incognita (Alex Mandarino & Leandra Lambert). 
Horário: 20h
Ingressos: R$20

14/06 
Cacá Machado
Cacá Machado apresenta o repertório de seu álbum, “Sibilina”, lançado em 2018 pelos selos Circus e YB Muisc. Ele assume voz e violão e é acompanhado por Joana Queiroz (sopros), Sérgio Reza (bateria), Monte (guitarra), Filipe Massumi (cello) e terá participação especial de Rubi (voz). Cacá é também professor de história da música da Unicamp e amplia a sonoridade construída com o álbum de estreia, “Eslavosamba” (2013). Em “Sibilina”, ele assume a linha de frente como intérprete e ainda tem as participações de Matheus Aleluia, Ava Rocha, Tiganá Santana, Alessandra Leão e Iara Rennó. Seus parceiros letristas, Romulo Fróes, Clima, Guilherme Wisnik e Vadim Nikitin também estão presentes nos coros. Diferentes gêneros - samba, choro, valsa, rumba - servem de inspiração para texturas sonoras que vão do acústico ao elétrico.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

16/06 
Johnny Malone Trio
O cantor e compositor Johnny Malone traz uma performance enérgica acompanhado de seu power trio. Superando dificuldades associadas ao diagnóstico de raquitismo, ele se une aos músicos Pedro Pedrada (baixo) e Dudu Senna (bateria) para apresentar canções autorais e releituras inspiradas por pop, rock, reggae e R&B. Recentemente assinou com o selo Pedradas Records, de Pedro Pedrada, também baixista da banda Ponto de Equilíbrio, com lançamentos projetados ainda para 2019.
Horário: 20h
Ingresso: R$20

18/06
Quarteto Fernando Trocado
O grupo apresenta sua música autoral, agregando elementos da MPB, do jazz e da música erudita. O saxofonista e flautista Fernando Trocado lidera o quarteto, que conta ainda com Natan Gomes no piano; Dave Zinno no baixo; e MacWilliam Caetano na bateria.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

19/06
Filatelia nº 02 com Pedro Ivo Frota, Tainá Garmendia, Lucas Dain e João Mantuano
A Filatelia é um agregado dos selos Porangareté, Cantores del Mundo e Athanor que desagua num coletivo de artistas de música brasileira e de todos os povos do mundo. Pedro Ivo Frota apresenta músicas de diversas fases da sua carreira, que inclui os álbuns “Via Canção” (2008), “Leve o Porto” (2011), “Olha de Criança” (2014) e “Monolito” (2017). Lucas Dain, conhecido por ter integrado a banda Scambo, apresenta seu trabalho solo, mesclando piano e poesia. João Mantuano também se apresenta em formato solo. Conhecido por liderar o João Mantuano Trio, ele toca canções com influências tradicionalmente brasileiras, como Jards Macalé, Luiz Melodia, Chico Buarque. Em 2018, lançou o single solo “Edifício”. Completa a noite a sonoridade da manauara Tainá Garmendia, que tocará músicas autorais embaladas por ritmos latinos, guitarrada,  carimbó, samba e choro.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

20/06 
Wado

 Wado-Crédito Marcelo Camelo

Wado traz o show do disco “Precariado” pela primeira vez ao Rio de Janeiro com participações de Kassin e Flora Uchôa. A data comemora também o lançamento de “Antifa” - o primeiro single “avulso” em seus mais de quinze anos de carreira. Acompanhado por Igor Peixoto (Morfina), Wado tocará faixas ora em formato acústico, ora eletrônico, com programações. No repertório, estão sucessos de “Precariado”, como “Tudo Salta” e “Correntes Comprimidas” ao lado de diversos outros momentos de sua discografia, como “Sexo” (principal hit do disco Ivete, 2016), “Com a Ponta dos Dedos” (vencedora do prêmio de Melhor Canção no VMB 2012) e “Rosa” (do disco “Vazio Tropical”, composta em parceria com Cícero).
Horário: 20h
Ingressos: R$20

21/06
Baptiste Herbin
O saxofonista francês também é professor e dá masterclasses ao redor do mundo. Sua música e estilo são influenciados por Charlie Parker, Cannonball Adderley, Ornette Coleman, Maceo Parker, John Coltrane, mas também compositores clássicos, como Debussy, Ravel e Bach. Ele começa o dia na Rebel com uma masterclass especial e após se apresenta com seu show.
Horário: 
Masterclass: de 14h às 17h
Show: 20h
Inscrição da masterclass: R$50
Ingressos para o show: R$30

22/06
Hélio Delmiro
O violonista e guitarrista Hélio Delmiro retorna ao palco da Audio Rebel, em apresentação intimista. Suas experiências musicais incluem apresentações com Elizeth Cardoso, Marlene, Elza Soares e outros. Tocou ao lado de Elis Regina e Tom Jobim, ao gravarem um álbum nos EUA e participarem no Festival de Montreaux em 1979, do especial para a TV com Michel Legrand e do LP "O Som Brasileiro de Sarah Vaughan", em 1978. Em parceria com Clare Fischer realizou o álbum Symbiosis. Nesta noite, apresentará canções dos álbuns “Emotiva”, “Samambaia”, “Chama”, “Romã”, “Compassos” e também alguns clássicos, standards, sucessos e inéditas.
Horário: 20h
Ingressos: R$35 (antecipado); R$40 (na hora)

23/06 
Victor Mus
Victor Mus-Divulgação (Zéca Vieira) - João Suprani 

Após o lançamento de "Vapor" e da vitória por voto popular na Maratona Novos Talentos da Música da Firjan SESI Cultura, Victor Mus volta à Rebel para apresentar seu novo show. A noite comemora o aniversário do artista, além do sucesso do último single, que já ultrapassa os 40.000 plays no Spotify, pouco mais de 1 mês após ter sido lançado. Com um repertório misto, que passará por músicas do EP “Chão de Terra” (2017), já conhecidas do público, e inéditas, Victor Mus promete mostrar canções que farão parte de seu novo EP, com lançamento previsto para o segundo semestre.
Horário: 17h
Ingressos: R$10-R$30

26/06
Totonho & Os Cabra
Totonho & Os Cabra lança o novo álbum “Samba Luzia Gorda”, com as participações na gravação de Otto, Moreno Veloso, André Abujamra, Manoel e Felipe Cordeiro e outros. O disco une samba, terreiro, quinteto de cordas e macumba cubana em um caldeirão sonoro. Na Rebel, ele se une aos músicos Gustavo Benjão (baixo e synth), Marcos Campello (guitarra e violão), Marcelo Callado (bateria e percussão) e Pedro Fonte (bateria e MPC) para celebrar o lançamento do trabalho. 
Horário: 20h
Ingressos: R$20

27/06
UAR
O UAR é um duo experimental formado em 2018 no Rio de Janeiro pelo guitarrista Flavio Abbes e o baterista Leo Monteiro. O foco da dupla é a construção de paisagens sonoras e improvisação livre em tempo real, a partir de ideias musicais pré estabelecidas. Através da sua guitarra, Flavio explora seus detritos sonoros, utilizando seus captadores para reproduzir fitas cassetes, rádios e sintetizadores, além de explorar texturas e timbres ásperos. Leo é inventor de ritmos, gosta de explorar andamentos indefinidos e ritmos abstratos. Sua linha de trabalho não se limita apenas à bateria acústica convencional, mas também experimentando, e extraindo ruídos e ressonâncias incomuns em toda a extensão da bateria, utilizando apetrechos inimagináveis e objetos do cotidiano. 
Horário: 20h
Ingressos: R$20

28/06 
Orlando Costa
O músico apresenta a turnê do disco “Eu - Porque Sou Percussivo”. Com 40 anos de carreira iniciada nos trios elétricos e blocos afros de Salvador, Orlando Costa já acompanhou nos palcos nomes como Marisa Monte, Caetano Veloso, Gilberto Gil, João Bosco, Carlinhos Brown, Elba Ramalho, Ivete Sangalo, Marina Lima, Vanessa da Mata, Moraes Moreira, Baby do Brasil, Arnaldo Antunes, entre muitos outros. Iniciando sua carreira solo com o show que também dá nome ao seu primeiro disco, Costa apresenta toda a sua curiosidade musical, através de uma roupagem e textura moderna, misturando bits feitos por ele com improvisações e construções rítmicas criadas ao vivo.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

29/06
Roberto Rutigliano e grupo
O músico, baterista e compositor Roberto Rutigliano apresenta suas composições gravadas no disco “Sotaques”, lançado no final de 2018, e ainda mostra o material inédito de seu próximo álbum. Melodias assoviáveis e ritmos que transitam pela musicalidade argentina e brasileira são a marca de seu trabalho. No repertório, “Garças sobrevoam Avenida Brasil”, “Um dia em Bacaya” e “Saturnina”. No palco, Bernardo Bossiso (guitarra), Sergio Barrozo (contrabaixo), Marcelo Magalhães Pinto (teclados), Didac Thiago (percussão) e Roberto Rutigliano (bateria).
Horário: 20h
Ingressos: R$30

Sobre a Audio Rebel
Localizada em um sobrado de Botafogo, Zona Sul carioca, a Audio Rebel é um complexo com quatro salas interconectadas e isoladas acusticamente, uma loja de instrumentos e acessórios e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). Oferecemos serviços de sound design, trilha sonora, foley, dublagem, mixagem 2.0 e 5.1, masterização, gravação de voz, gravação de áudios adicionais para cinema, gravação e produção de áudio books e book trailers, áudio para instalações e performances artística.

SERVIÇO:
Programação Audio Rebel - Junho/2019
Local: Audio Rebel
Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Classificação: 16 anos
Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)
Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito.
Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito
Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 2 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil