ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/14/2019

5/6 - Boston Hilarmonic Youth Orchestra na Série TUCCA

       
TUCCA Música pela Cura apresenta
SÉRIE CONCERTOS INTERNACIONAIS
BOSTON PHILHARMONIC YOUTH ORCHESTRA
Dia 15 de junho, às 20h, no Teatro Castro Alves, Salvador
Dia 18 de junho, às 21h, na Sala São Paulo.
Benjamin Zander, regência.
Anna Fedorova, piano.

O respeitado regente e diretor artístico Benjamin Zander, titular da Filarmônica de Boston, palestrante, escritor e grande líder da educação orquestral, estará à frente da Orquestra Jovem de Boston, que virá com seus 112 músicos para récita no Teatro Castro Alves, em Salvador, no dia 15 de junho às 20h e na Sala São Paulo, no dia 18 de junho, às 21h. Toda a renda de bilheteria será destinada a TUCCA, 100% dedicada à cura do câncer em crianças e adolescentes.

Além do maestro, que também foi aluno de Britten, e da grande formação orquestral, a apresentação contará ainda com a pianista ucraniana Anna Fedorova, ganhadora de diversos prêmios internacionais e mundialmente conhecida por sua performance do Concerto n. 2 de Rachmaninov, obra que tornou seu nome e trabalho conhecido. Com mais de 22 milhões de visualizações no Youtube, a gravação ao vivo de sua performance no Royal Concertgebouw se tornou o concerto clássico mais visualizado na plataforma. É o senso de originalidade da peça que até hoje arrebata os ouvintes, a despeito de sua familiaridade, e que Fedorova evidencia tão bem.

O Concerto é antecedido pela Abertura da ópera Euryanthe de Weber, uma peça curta, mas uma das favoritas do maestro Zander e encerra com a Sinfonia n. 10 de Shostakovich, a primeira grande obra sinfônica do compositor, criada após ter sido denunciado pela segunda vez ao Partido Comunista. Estreada em 1953, mesmo ano da morte de Stalin, gerou a especulação, por parte de alguns críticos, de que a obra seria um manifesto contra o regime stalinista, fato pouco relevante diante da música em si, que evidencia a genialidade do compositor.

Programa:
Carl Maria von Weber
Euryanthe Overture
Sergei Rachmaninoff
Concerto para piano n. 2
Dmitri Shostakovich
Sinfonia n. 10

Filarmônica Jovem de Boston (BPYO)

“Desejo que mais orquestras profissionais toquem
tão empolgadamente quanto a Filarmônica Jovem de Boston”
Lloyd Schwartz, Boston Phoenix


Formado em 2012 sob o auspício da Filarmônica de Boston, tem como lema a “formação de futuros líderes através da música”. Com 120 músicos de 12 a 21 anos, a variação de idade permite que os mais jovens colaborem com estudantes mais experientes que já começaram a carreira profissional, além de oferecer a oportunidade aos mais velhos de estimular e treinar as futuras gerações.

A Filarmônica Jovem de Boston oferece a experiência única para jovem instrumentistas estudarem o repertório orquestral em um ambiente musical dinâmico e intelectualmente desafiados, indo além da profunda compreensão da partitura ou de conhecer seu próprio instrumento, mas engajando o diálogo com o maestro e diretor Benjamin Zander, em reuniões semanais onde são convidados a dividir suas percepções em todos os aspectos musicais e dos ensaios, com frequência estimulando discussões e estabelecendo uma conexão pessoal entre o mentor e seus alunos.

Com três CDs lançados, as muitas oportunidades de crescimento musical e pessoal oferecidas pela BPYO aos seus integrantes, cultivam músicos habilidosos que se tornam profissionais respeitados e aclamados na música e em suas comunidades.

Desde sua temporada inaugural em 2012, a BPYO além dos ensaios semanais e performances em Boston, se apresenta em turnês regulares, que já os levaram para o Carnegie Hall, Concertgebouw, Berlin Philharmonie, KKL de Lucerna e também à turnê América do Sul em 2017 e Europa em 2018. As turnês carregam ainda o imperativo de serem uma fonte de aprendizado e troca de experiência com instituições musicais locais.

Benjamin Zander, regência



“O Maestro Benjamin Zander é reconhecido por sua habilidade de extrair performances refinadas de jovens artistas.”
The New York Times

“Rápido e emocionante, Zander,
traz um novo espírito ao repertório familiar.”
Boston Classical Review

Pelos últimos 50 anos, Benjamin Zander ocupou um lugar único como mestre e professor, tornando-se uma fonte de forte inspiração para o público, líderes corporativos, músicos, além de estudantes e professores. Ele se engajou permanentemente na formação de excelência de músicos e plateia, em uma empreitada para esclarecer o cânone da música orquestra ocidental e as questões políticas, sociais e religiosas que inspiraram sua criação.

Zander fundou a Filarmônica de Boston em 1978 e foi regente convidado em algumas das mais conceituadas orquestras do mundo. Especialista no repertório sinfônico dos séculos 19 e 20, sucesso de público e crítica, inspirou músicos de várias gerações com sua interpretação.

Manteve por 25 anos uma relação única com a Philharmonia Orchestra, gravando séries das sinfonias de Beethoven e Mahler, recebendo prêmios de crítica, além de nomeações ao Grammy.

De 1965 a 2012, lecionou Interpretação Musical no New England Conservatory of Music (NEC) e atuou também como Diretor Artístico. Em 2012, Zander fundou a Orquestra Filarmônica Jovem de Boston, que atrai músicos de todo o nordeste dos EUA, com ensaios semanais e performances em Boston, assim como turnês regulares.

Zander possui ainda uma carreira internacional como palestrante, com palestras no Fórum de Economia Mundial em Davos e no TED. Seu livro A Arte da Possibilidade, em coautoria com Rosamund Zander, foi traduzido para 18 idiomas, inclusive o Português, lançado no Brasil em 2000 pela editora Campus.

Anna Fedorova, piano






Anna Fedorova graduou-se com distinção em piano pela Royal College of Music sob a orientação de Norma Fischer. Com mais de 22 milhões de visualizações, a gravação ao vivo de sua performance do Concerto n. 2 para Piano de Rachmaninoff no Royal Concertgebouw se tornou o concerto clássico mais visualizado no Youtube, aclamado inclusive por artistas renomados, retorno anualmente para a sala de concertos para transmissões online do canal AvroTros.

Anna se apresentou em algumas das mais prestigiosas salas de concerto da Europa, América e Ásia, incluindo Amsterdam Concertgebouw, Carnegie Hall, Royal Festival Hall, Theatre des Champs Elysees em Paris, the Zurich Tonhalle, o Palacio de Bellas Artes no México, o Teatro Colón em Buenos Aires, Cadogan Hall em Londres, o Vancouver Playhouse, o Warsaw Filharmonia, a Gdansk Philharmonic, o Tel Aviv Museum of Art, Tokyo’s Bunka Kaikan e muitos outros.

Com extenso repertório, apresentou com diversas orquestras, como a Philharmonia Orchestra e Royal Philharmonic (Londres), Hong Kong Philharmonic Orchestra, Dallas Symphony, Kyoto Symphony, Yomiuri Nippon Symphony Orchestra, e a Tokyo New City Orchestra (Japão), Filarmônica da Holanda e a Camerata Amsterdam (Holanda), a Orquestra Filarmônica de Buenos Aires (Argentina), sob a batuta de grandes regentes, incluindo Jaap Van Zweden, Jun Markl, Benjamin Zander, Olari Elts, Carlos Miguel Prieto, Christian Schumann, Tatsuya Shimono, Andrew Grams and Martin Panteleev.

Ganhadora de diversos prêmios de competições de piano internacionais, incluindo o International Rubinstein 'In Memoriam' Piano Competition, a Moscow International Frederick Chopin Competition, Lyon Piano Competition e recentemente o Verbier Festival Academy Award, Fedorova tem 2 discos lançados e outros 3 previstos para lançamento em 2019 sob o selo Channel Classics.

TUCCA
“CONCERTOS INTERNACIONAIS”
BOSTON PHILHARMONIC YOUTH ORCHESTRA
Benjamin Zander, regência.
Anna Fedorova, piano.
Data: 18 de junho
Horário: 21h
Indicação: maiores de 8 anos
Duração: 120 minutos
Local: Sala São Paulo – 1498 lugares
Endereço: Praça Julio Prestes, 16 – 2º andar – Campos Elíseos
Telefone: (11) 2344-1051
Ingressos: de R$ 80 a R$ 320
Ingressos promocionais limitados a R$ 50,00

BILHETERIA TUCCA
Você pode comprar ingressos avulsos ou se tornar um assinante, por telefone (11) 2344.1051 ou Ingressos@tucca.org.br.
(Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 12h e das 13h às 18h)
Formas de pagamento: Dinheiro, Cheque ou Cartão de Crédito (Visa, MasterCard ou Diners).

BILHETERIA SALA SÃO PAULO
Abertura a partir de 2h30 antes do horário dos espetáculos, permanecendo aberta até 30 minutos após o início do programa.
Por Telefone: 3777-9721 – de segunda a sexta das 12h às 18h

TUCCA SÉRIE  “CONCERTOS INTERNACIONAIS”

*PROGRAMAÇÃO 2019

27/03 JAZZMIN’S BIG BAND & ANAT COHEN
30/04:  ILUMINA & PAUL LEWIS
15/5: THIAGO ESPIRITO SANTO & JOSHUA REDMAN
18/06: BOSTON PHILHARMONIC YOUTH ORCHESTRA
20/08: AVI AVITAL - L'ARTE DEL MONDO
24/07: JIL AIGROT - A VOZ DE EDITH PIAF
08/10: THE DUKE ELLINGTON ORCHESTRA
09/11: JOHN ELLIOT GARDINER, THE ENGLISH BAROQUE SOLOISTS & MONTEVERDI CHOIR

SEJA UM ASSINANTE

Toda a arrecadação de bilheteria é destinada ao tratamento de crianças e adolescentes com câncer no ambulatório da TUCCA em parceria com o Hospital Santa Marcelina, em Itaquera - São Paulo.

Contato em caso de dúvidas: ingressos@tucca.org.br

Sobre a TUCCA Música Pela Cura:
Criado em 2000 o projeto TUCCA Música pela Cura foi idealizado para garantir a sustentabilidade da Associação.

Anualmente, o projeto realiza duas séries musicais, a Série Concertos Internacionais e a Série Aprendiz de Maestro, que encantam ouvintes de todas as gerações. Os concertos são realizados na Sala São Paulo, eleita pelo ‘The Guardian’ como uma das 10 melhores salas de concerto do mundo.

A Série TUCCA Concertos Internacionais traz ao Brasil alguns dos maiores nomes da música clássica e do jazz mundiais como Chick Corea, Dee Dee Bridgewater, Brian McKnight, Maxim Vengerov,  Sumi Jo, Shlomo Mintz, Brad Mehldau, Sarah Chang, Daniel Hope, Paquito D´Rivera, Andreas Scholl, Nelson Freire, Madeleine Peyroux, Natalie Dessay, Kurt Elling, entre muitos outros.

Sobre a TUCCA:
A Associação TUCCA é uma associação sem fins lucrativos e não governamental que oferece tratamento multidisciplinar e gratuito para crianças e adolescentes com câncer em parceria com o Hospital Santa Marcelina, investindo direta e exclusivamente no que faz a diferença para oferecer a melhor chance de cura para os seus pacientes. Nessa trajetória de sucesso, desde 1998, atendeu mais de 3.500 famílias.

Além do tratamento, a TUCCA também investe em pesquisa, diagnóstico precoce e treinamento profissional, além de ter o primeiro Hospice da América Latina, que oferece conforto às famílias quando toda a chance de cura foi esgotada.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil