ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/20/2019

Brasileiros em Stanford criam conferência para fomentar inovação no Brasil e aproximar o país do Vale do Silício



Apadrinhada por Jorge Paulo Lemann, Luciano Huck, Hugo Barra e Carlos Brito, o evento Brazil at Silicon Valley acontece nos dias 8 e 9 de abril no campus da universidade Stanford, na Califórnia

O ano de 2019 traz uma novidade para o Brasil. Alunos e ex-alunos brasileiros de Stanford estão organizando a primeira conferência anual sediada na universidade com foco exclusivo no país: a Brazil at Silicon Valley. A primeira edição do evento acontece nos dias 8 e 9 de abril e nasce com um sonho grande: aumentar a competitividade do país, por meio de inovação e tecnologia, ao conectar o Brasil com o Vale do Silício.

Nessa primeira edição, a conferência irá promover debates sobre quatro grandes áreas: FinTech, EdTech, HealthTech e GovTech, além de discutir a dinâmica dos Ecossistemas de Inovação, com palestrantes e moderadores brasileiros e internacionais que se destacam em suas áreas de atuação. As discussões incluem temas como o futuro dos meios de pagamento, criptomoedas e blockchain, inovação em gestão no setor público, o uso de big data nos sistemas de saúde e o impacto da inteligência artificial na educação.

Brazil at Silicon Valley nasce também com importante apoio de padrinhos ícones do empreendedorismo e gestão inovadora no Brasil. O investidor e empreendedor Jorge Paulo Lemann, sócio-fundador da 3G Capital, o empresário e apresentador Luciano Huck, o executivo do Vale do Silício, Hugo Barra, e Carlos Brito, CEO da AB InBev, estão entre os apoiadores. 

Entre os patrocinadores estão algumas das principais empresas e institutos do Brasil e do mundo em seus respectivos setores: Ânima Educação, Bank of America, BTG Pactual, Dasa, Fundação Lemann, Grupo Votorantim, Instituto D’Or, Pinheiro Neto e Magazine Luiza. 

"Nossa maior preocupação é que o evento não seja apenas um momento de inspiração, mas que consiga gerar resultados práticos no dia a dia e nas trajetórias dos participantes. Para isso, estamos planejando formas de preparar os convidados previamente, trabalhar o conteúdo da maneira mais prática e aplicável possível e manter o engajamento da comunidade criada para além dos dois dias da conferência", explica Ana Paula Pereira, co-presidente do evento e aluna de Mestrado em Educação de Stanford. 

Como tudo começou
A ideia surgiu no início de 2018, quando um grupo de estudantes brasileiros da universidade decidiu criar um movimento que pudesse estimular uma grande transformação no Brasil usando como motores a tecnologia e a inovação, alicerces do Vale do Silício, local onde Stanford está localizada. 

“Aos poucos, começamos a nos estruturar e a envolver outros stakeholders, como professores e empresários interessados em impulsionar a competitividade do nosso país. Com o evento, vamos unir expoentes do Brasil e do mundo para criar novas ideias e soluções por meio de tecnologia e inovação.”, afirma Djalma Rezende, um dos co-presidentes do evento e aluno de MBA de Stanford.

Discussões relevantes
A conferência vai reunir expoentes em quatro áreas de alta relevância para o futuro do Brasil: 

FinTech
Embora ainda haja trabalho a ser feito em termos de inclusão financeira, regulamentação e disponibilidade de financiamento, o Brasil tem algumas das instituições financeiras e fintechs mais inovadoras e eficientes do mundo. A conferência irá expor como isso aconteceu, os desafios ao longo do caminho e o que vem a seguir.

EdTech
É consenso que a educação é fundamental para que o Brasil desenvolva todo seu potencial. As discussões avaliarão como o país pode aproveitar as mudanças tecnológicas que estão permitindo as primeiras transformações significativas, em séculos, na área de educação, em diversos países do mundo.

HealthTech
A área de saúde tem sido - e continuará a ser - uma das mais impactadas pelos recentes avanços tecnológicos em todo o mundo. Enquanto isso, os desafios demográficos e de assistência médica do Brasil também vêm mudando rapidamente. O evento examinará como a digitalização da saúde para o tratamento do paciente pode ser usada para enfrentar os novos desafios que o Brasil enfrenta.

GovTech
A tecnologia é uma ferramenta imperativa para que os governos forneçam melhores serviços aos seus cidadãos, melhorando a eficiência e a transparência. Os painéis irão abordar como os principais governos do mundo vêm adotando GovTech, também aplicáveis ao Brasil, para se tornar mais ágil, transparente, eficiente e para aumentar o engajamento da sociedade.

Mais informações sobre a conferência, assim como a agenda completa e nomes dos palestrantes confirmados estão disponíveis no site www.brazilatsiliconvalley.com. Atualizações sobre a conferência também estão nos perfis do Facebook e Instagram.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

GALERIA DA LUSOFONIA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil