ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

20 de outubro de 2018

Roberto Carlos, o poeta brasileiro do amor

Roberto Carlos (Arte: Derbson Frota)
Por Derbson Frota

Hoje é comemorado no Brasil, ainda que de maneira extraoficial, o Dia do Poeta. A data tem como objetivo felicitar aos artistas que usam de sua criatividade e sensibilidade para emocionar as pessoas através de versos. Entre os muitos poetas que nosso país possui, podemos citar os compositores. Afinal, o Brasil é um dos países em que a musicalidade tem presença forte e consistente em todo o mundo. Somos donos de um repertório musical ímpar, respeitado e admirado por todos os países.

Entre os muitos poetas do cancioneiro brasileiro, podemos citar os compositores Chico Buarque, Cartola, Luiz Gonzaga, Milton Nascimento, Cazuza, Caetano Veloso, Noel Rosa, Ary Barroso, Erasmo Carlos e, é claro, o rei Roberto Carlos.

Compositor de mais de 500 canções, em sua esmagadora maioria com o parceiro tremendão, Roberto Carlos é dono de um talento incomparável, uma inteligência indiscutível e um carisma fantástico. Ao longo desses quase 60 anos embala, através de suas maravilhosas poesias, milhões de amores. Faz-nos refletir e chegar mais perto de Deus com suas canções que são verdadeiras orações. Ensina-nos a amar, nos aconselha a perdoar, ter fé e saber valorizar a família, a natureza, os amigos e a vida.

É um artista completo e merece os aplausos de todo o Brasil. É sem dúvida alguma o poeta do amor, da fé, da reflexão, da paz. É um grande poeta desse país de grandes poetas!

Viva a poesia! Viva o rei!
Derbson Frota

Sobre o autor

Derbson Frota - Professor, blogueiro, jornalista, radialista, cordelista e wikipedista, é graduado em História e especialista em Mídias na Educação e em Informática e Comunicação na Educação. Redator do Portal Splish Splash desde 2014. Leia Mais sobre o autor...

2 comentários:

  1. Oficial ou não, se no Brasil hoje é comemorado o Dia do Poeta, os meus parabéns a Derbson Frota por este texto sobre a poesia de Roberto Carlos.
    Na verdade, músicas à parte, as letras que ele canta, muitas da sua autoria, são poesia pura, não raro carregadas de metáforas.
    Disso escrevi em 20-06-2006 no Portal Clube do Rei e em 01-03-2011 no Portal Splish Splash, sob o título "A ilusão pictórica na obra de Roberto Carlos"(clique aqui: https://www.portalsplishsplash.com/2011/03/ilusao-pictorica-na-obra-de-roberto.html) e hoje, ao ler a matéria do Derbson Frota pesquisei na internet e encontrei a obra de 289 páginas intitulada "Liberdade e engajamento na obra de Roberto Carlos" da autoria de Maria Lucia Ferreira, publicada em 2012 na
    Revista Brasileira de Estudos da Canção e cuja leitura recomendo através do PDF constante neste link: http://www.rbec.ect.ufrn.br/data/_uploaded/artigo/N2/RBEC_N2_A15.pdf

    ResponderEliminar
  2. É isso aí, pá! A musicalidade do nosso Roberto Carlos é poesia pura! Muito legal essas informações adicionais. Abraço.

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis