ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

30 de março de 2018

Sugestões da TV Brasil para segunda (2) - Fake News no Mídia em Foco

Mídia em Foco-Cristina Tardaguila-Crédito Leonardo Veras-TV Brasil

Polêmica das fake news é analisada no Mídia em Foco desta segunda (2) na TV Brasil

Especialistas refletem sobre o poder que as notícias falsas têm de influenciar a política

O Mídia em Foco discute o uso político das fake news nesta segunda (2), às 22h45, na TV Brasil. O programa mostra que a disseminação de notícias falsas existe desde a antiguidade, cresce após a surgimento da imprensa e amplia o alcance com o advento da internet e a popularização das mídias sociais.

Para debater a polêmica, a atração jornalística apresentada por Paula Abritta recebe a diretora da Agência Lupa, Cristina Tardáguila; o jornalista e cientista político Leonardo Sakamoto; e o professor de Políticas Públicas da USP, Pablo Ortellado.

Disseminar informações enganosas sob o disfarce de algo verdadeiro. O termo fake news, notícia falsa em inglês, se popularizou em dois mil e dezesseis a partir da disputa presidencial norte-americana entre Donald Trump e Hillary Clinton.

Mídia em Foco-Cristina Tardaguila-Crédito Leonardo Veras-TV Brasil

Segundo a jornalista Cristina Tardáguila, o impacto de uma notícia falsa varia. "Ele pode variar desde uma simples risada, você recebe e ri porque é algo tão absurdo, até uma morte, como a da Fabiane de Jesus no Guarujá", comenta ao recordar o linchamento de uma mulher confundida com uma suposta criminosa na periferia do Guarujá, no litoral de São Paulo, em maio de 2014.

Considerada a primeira empresa jornalística especializada na checagem de fatos do país, a Agência Lupa verifica de forma sistemática e contínua, o grau de veracidade das informações que circulam no Brasil. A jornalista Cristina Tardáguila é uma das fundadoras do projeto e dirige o negócio.

Mídia em Foco-Leonardo Sakamoto-Crédito Leonardo Veras-TVBrasil

Para o também jornalista e cientista político Leonardo Sakamoto, a lógica em escala das mentiras propagadas ajuda a conferir credibilidade às informações falsas. "Há gradações, e quanto mais gradações houver, mais competente é a fake news pra tentar subverter e entrar na população", afirma.

Mídia em Foco-Pablo Ortellado-Crédito Leonardo Veras-TV Brasil

Pablo Ortellado, professor de Políticas Públicas da USP, alerta para o risco de notícias enganosas se multiplicarem rapidamente. "A gente tem um conjunto de técnicas de desinformação que são utilizadas para fazer manchetes fortes, que fazem com que uma determinada notícia viralize", explica.

Fake news na história

De acordo com o dicionário Merriam-Webster, a expressão fake news já aparece em jornais desde 1890. Mas para além desse registro, as notícias falsas existem e são propagadas no mundo muito antes disso.

Na antiguidade, o imperador romano Júlio César espalhava notícias falsas demonizando povos estrangeiros. No século VI, o historiador Procópio escreveu informações inverídicas difamando o imperador bizantino Justiniano.

Em 1522, o poeta italiano Pietro Aretino tentou manipular a eleição do papa escrevendo sonetos perversos sobre os candidatos.

O advento da internet ampliou seu alcance: primeiro através de blogs e sites; depois por meio das mídias sociais. A indústria das fake news nunca foi tão lucrativa e seu poder de influenciar a política é cada vez maior.

Sobre o Mídia em Foco

Abrir uma janela na televisão aberta para se pensar os rumos da comunicação é o mote do Mídia em Foco. No ar em uma emissora pública, a TV Brasil, o programa apresentado pela jornalista Paula Abritta utiliza da linguagem documental para abordar temas diversos. Estão no escopo da atração as novas tendências de mercado, produção do conteúdo, evolução das tecnologias, convergência das mídias, regulação e consumo nos dias de hoje e as expectativas para o futuro.

O Mídia em Foco busca contemplar, ainda, a história dos meios de comunicação e sua influência na sociedade atualmente. A proposta do programa jornalístico é estimular que o telespectador desenvolva uma visão crítica e possa refletir sobre o que observa na mídia.

Acadêmicos, profissionais e especialistas na área analisam o futuro da imprensa, cinema, televisão, rádio e internet. Já gravaram para o programa personalidades como o publicitário Washington Olivetto, o roteirista Walbercy Ribas e o jornalista Heródoto Barbeiro.

SERVIÇO:
Mídia em Foco – segunda-feira (2), às 22h45, na TV Brasil.
Mídia em Foco – domingo (8) para segunda-feira (9), à 0h30, na TV Brasil

Conscientização do autismo e literatura infantil são temas do Sem Censura
Sem Censura- Literatura Infantil-Crédito Tomaz Silva-Agencia Brasil

Vera Barroso entrevista convidados que debate os temas no programa da TV Brasil

Nesta segunda-feira, 2 de abril, data em que se celebra o Dia Mundial de Conscientização do Autismo e o Dia Internacional do Livro Infantil, o programa Sem Censura aborda esses assuntos. A apresentadora Vera Barroso recebe convidados para conversar sobre essas questões ao vivo, às 17h30, na TV Brasil.

Sem Censura-Vera Barroso-Crédito Bruno Barros

Idealizadora da Fundação Mundo Azul, entidade que defende os direitos dos autistas e dá apoio a familiares, Denise Aragão conversa sobre a condição das pessoas que têm esse transtorno. Ela explica como a instituição oferece ajuda às famílias que buscam auxílio no desenvolvimento de parentes e amigos.

Sem Censura-Rafael Poggi

Autista, Rafaela Poggi é desenhista e autora do livro "Fairy Rainbow". Ela bate um papo com Vera Barroso sobre suas experiência de vida. A convidada conta suas principais inspirações e reflete sobre a importância da arte como forma de expressão.

Rafaela elabora histórias em quadrinhos mangá. Com muito esforço e apoio, conseguiu estudar em escolas públicas e terminar o Ensino Médio. Agora, a jovem está fazendo faculdade de Design Gráfico e Animação. Hoje, faz estágio uma vez por semana numa agência de publicidade.

Sem Censura- Literatura Infantil-Crédito Tomaz Silva-Agencia Brasil

Autor de obras infanto-juvenis premiadas, Alex Gomes tem uma trajetória literária dedicada ao segmento. Atualmente, ele preside a Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILIJ).

Alex destaca a quantidade de publicações voltadas para crianças e adolescentes além de ressaltar a importância de grandes personalidades que escrevem para esse público como Ruth Rocha e Ana Maria Machado.

Sem Censura- Literatura Infantil-Crédito Tomaz Silva-Agencia Brasil

A professora Cecília Machado explica os resultados de uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que traz dados sobre as brasileiras que ficam fora do mercado de trabalho após a licença maternidade. O desafio de conciliar as atividades do lar com a carreira profissional de homens e mulheres também pauta o debate entre os convidados.

SERVIÇO:
Sem Censura – segunda-feira (2), ao vivo, às 17h30, na TV Brasil
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis