ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

12 de janeiro de 2018

Micose de unha: procedimento trata o problema de maneira rápida, eficaz, segura e indolor


Novidade no tratamento da doença, o Laser Lunula combate o fungo causador da micose sem a necessidade do uso de medicamentos orais ou tópicos. 

Micose São Paulo – 11/01/2018 - O verão é a estação mais quente do ano, o que é ótimo para a realização de atividades de lazer na beira da piscina e na praia. Mas é preciso manter-se atento pois a estação possui um clima perfeito para fungos e bactérias que se aproveitam do calor e da umidade para se proliferarem e se alojarem em algumas regiões do corpo causando doenças como a micose. “A onicomicose ou micose de unha é uma infecção causada por fungos que se alimentam de queratina, substância que forma as unhas. As unhas mais afetadas são as dos pés, pois o ambiente úmido, escuro e aquecido, encontrado dentro dos sapatos e tênis, favorece o crescimento dos fungos”, explica a Dra. Valéria Marcondes, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Podendo ser contraída através do solo, fezes de animais, alicates e tesouras contaminados ou contágio por outras pessoas, o fungo causador da micose é de difícil eliminação devido ao crescimento mais lento das unhas dos pés. Porém, já existem procedimentos que são mais eficazes no combate à doença como é o caso do Laser Lunula. “O Lunula é um laser de diodo duplo que combina uma onda de 405 nanômetros, de efeito antifúngico, com uma onda de 365 nanômetros, de efeito regenerador. Desse modo, o laser estimula a circulação local, promovendo não apenas a morte do fungo e a recuperação da unha como também estimula o organismo a produzir anticorpos contra o fungo, ou seja, se houver alguma outra infecção fúngica ao redor, o laser também vai tratar”, afirma a dermatologista.

De acordo com a especialista, antigamente o tratamento contra micose era muito demorado, pois para atingir o nível ideal das unhas, os medicamentos tinham que ser tomados por longos períodos de tempo, o que prejudicava o paciente porque, além de caros, os antifúngicos são tóxicos para o fígado. “Já existiam também outros lasers para a micose de unha. Porém, estes superaqueciam e destruíam o fungo, causando complicações como a destruição da matriz da unha ou até mesmo a necrose da ponta do dedo. Além disso, estes lasers eram muito doloridos devido ao superaquecimento, o que fazia com que muitos pacientes não aguentassem o tratamento”, completa.

O Lunula surge com algumas vantagens em relação a tudo que se tinha até então para micose de unha. Eficaz contra fungos dermatófitos, cândida albicans e também para fungos nas unhas das mãos, o tratamento, que é completamente indolor, composto por sessões rápidas de 12 minutos para cada pé ou mão. “São realizadas de quatro a oito sessões com intervalos de uma semana entre cada uma. Então, após dois meses, é feita uma reavaliação para verificar se são necessárias novas sessões”, destaca a Dra. Valéria. 

Segundo a médica são recomendados alguns cuidados antes, durante e depois do tratamento. Por exemplo, é preciso prestar atenção em suas meias e sapatos, pois o fungo pode acabar alojando-se no calçado e voltando para o pé. O recomendado é que sejam utilizados sprays antifúngicos nos sapatos e as meias sejam trocadas diariamente. “É importante também trazer para o procedimento uma meia limpa extra para que, após a utilização do laser, não exista o risco de o fungo na meia antiga alojar-se novamente na unha. Além disso, se as unhas já estiverem muito comprometidas, isto é, se forem muito grossas ou espessas, o ideal é que seja realizada a remoção da parte já acometida pela infecção fúngica para melhor eficácia do tratamento”, afirma.

Antes do procedimento, é necessário que seja feita uma coleta de exame micológico para que seja identificado o tipo de fungo e comprovado a micose das unhas, pois o laser não é efetivo para outras doenças como psoríase, traumas, distrofias. “Quanto a complicações, não existe nenhuma reportada na literatura, diferente de outros lasers de calor que possuem diversos efeitos colaterais. Com o Laser Lunula é possível uma boa ação contra a micose, pois não possui toxicidade e complicações e sua aplicação é simples e rápida, matando o fungo e deixando que as unhas cresçam bem”, finaliza a Dra. Valéria Marcondes.

Dra. Valéria Marcondes 

Dermatologista da Clínica de Dermatologia Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser. www.valeriamarcondes.com.br
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis