ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/16/2016

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - EGLI DAS GRAÇAS CARDOSO DE FARIA


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlística que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A seleção da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo GuimarãesCarmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que segue é com a fã Egli das Graças Cardoso de Faria, de Suzano, São Paulo. Confira:

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos 

EGLI DAS GRAÇAS CARDOSO - Eu nasci em 1955, ou seja, tenho 60 anos. Em 1963, escutava no rádio as músicas de RC, junto com meu irmão, hoje com 73. Comecei a gostar já nessa época. Mas meu primeiro disco, presente de meu irmão, foi o de 1966(Eu te darei o céu) e depois os anteriores. Quando ficava de cama, doente(tinha bronquite), pedia pra minha mãe o rádio de pilha e ficava trocando as estações, para escutar RC.

PSS - Você se considera uma grande fã?

EGC - Sim, pois não vou em show de outro cantor, só de RC, sei todas as letras de suas músicas, defendo-o em qualquer situação, sempre, e tento ir em todos os shows, conforme a parte financeira deixar.

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com alguém especial, qual música do rei colocaria para tocar?

EGC - Não sou casada, pois não o fiz para poder ir ver RC onde eu quiser e Deus permitir, para ninguém me impedir de ir.  Quando era pequena, na época da Jovem Guarda, tinha uma televisão em casa. Meu pai queria ver Silvio Santos, então não consegui ver todos os programas, por isso pensei: se eu casar, o marido poderia impedir também. Então não casei. Mas se estive com um amado numa ilha, seria Como é grande o meu amor por você.

PSS - Como Roberto Carlos faz parte de sua vida?

EGC - Em tudo! Eu deito e levanto pensando em RC. Logicamente DEUS está em primeiro, pois sem ele não conseguiria chegar onde cheguei com o rei. Por isso agradeço muito ao pai.

PSS - Você já fez alguma loucura pelo rei?

EGC - Muitas! Para assistir ao show em Las Vegas(2014), gastei em torno de 10 mil reais, mas não me arrependo, pois pretendo ir para a Itália, apesar de não saber falar outra língua. Fui aos EUA com o Projeto Emoções, sem falar uma só palavra em inglês; Ficar até mais tarde para ver RC sair do show de madrugada e depois andar pelas ruas sozinha pra pegar ônibus; Ficar na porta do metrô esperando a noite para começar as atividades e ir pra casa, e outras loucuras mais, mas não me arrependo. Se pudesse, faria de novo. Meu salário é dirigido só para ver RC.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionado ao rei Roberto.

EGC - A primeira vez que cheguei perto do rei em 1978, no Anhembi. Foram 3 shows (sexta a domingo). Eu paguei apenas um e fui aos três, pois ganhava ingressos dos fiscais da PMSP, já que trabalhava lá. Em um desses dias, RC chegou mais cedo e eu estava sozinha. Veio de Landau azul-marinho. Cheguei perto dele e ele me deu um beijo, segurou meus braços no seu rosto. Inesquecível! No mesmo lugar, em 2013, Roberto também fez um show. Depois do fim da apresentação, fiquei na saída do local esperando ele ir embora. Na hora, eu estava conversando com uma fã, que não vou mencionar seu nome. Roberto saiu com seu carro, mas um pouco adiante parou para falar com essa dita amiga. Aproveitei e corri para o carro e perguntei ao cantor: posso te dar um beijo? Ele aceitou e chegou até a fazer “biquinho”, mas acabei dando-lhe um beijo no rosto. Até hoje não me conformo de ter perdido a chance de dar um selinho nele (risos). Mas espero ter outra chance.

PSS - Coleciona algo do rei? Cite exemplos.

EGC  - Tenho toda a coleção de LPs e alguns compactos, CDs relançados da coleção e os lançados a diante no Brasil. CDs em espanhol e italiano, pôsteres, revistas(Isto é, Manchete, O Cruzeiro, Intervalo, SP na TV, Contigo, Ilusão, Cartaz, Fatos e Fotos, Melodia, Ti TI TI), livro de fotos, DVDs,  os três filmes e especiais gravados.

PSS - Quantos shows de RC você  já foi até o momento?

EGC - 139 shows no Brasil e 1 em Las Vegas.
               
PSS - Você já foi a quantos Cruzeiros Emoções em Alto Mar? Qual a emoção ter vivido esses momentos lindos?

EGC - Até o momento foram nove cruzeiros, desde o Costa Fortuna. Ou seja, do terceiro cruzeiro para cá. Todos maravilhosos, apesar da rota ser a mesma, mas só de estar perto do Roberto já é fantástico. O show é mais aconchegante, pois você chega perto do Rei, brinda com ele, no karaokê fica perto dele, a distância pro palco é bem menor e na hora da rosa é um momento mágico. Só indo pra entender.

PSS - Dessas idas aos cruzeiros, tem um que você guarda uma lembrança especial?

EGC - Em 2014 fui chamada ao camarim. Levei de presente um violão azul. Ele me tratou muito bem, adorou o presente. Quando entrei e dei-lhe o objeto, ele disse: “hum, violão azul.” Tocou e, brincando, falou: “Mas está desafinado.” Respondi a ele que eu não sabia afinar, ele sorriu e me deu um beijo. Ainda tive tempo de comentar que a primeira vez em que estive com ele nem consegui lhe olhar direito, mas agora sim. Ele sorriu lindamente e tiramos a foto.          

PSS - Quantas vezes você já visitou o camarim do rei? Fale-nos um pouco dessas emoções.

EGC - Já visitei o camarim 9 vezes:

16.08.2013 - Forte de Copacabana no RJ: Quando RC me chamou, comecei a chorar muito, e uma pessoa da produção falou para mim: “Não fica chorando assim, senão você não entra.” Então fiquei na fila, pois as “mais fãs” são as últimas. Até nesse momento consegui me acalmar, mas quando cheguei perto do Roberto não consegui olhar para ele, pois se olhasse começaria a chorar novamente. Falei-lhe: “Roberto, faz 47 anos que esperava por isso!”. Ele respondeu: “Nossa! Demorou muito tempo.” Em seguida, comentei que já tinha ido até aquele momento a 103 shows e 7 cruzeiros. RC mostrou-se surpreso. Tirei a foto e saí. Perguntei à produção se naquele momento poderia chorar, responderam positivamente e então comecei. Chorava e tremia muito, a ponto de ficarem com medo de eu passar mal e me darem uma garrafa de água que guardo até hoje. 

03.02.2014 - Navio MSC: Comprei um violão azul para dar-lhe de presente. Nesse ano, Adalgiza, uma amiga de Salvador, foi junto comigo. Ela nunca tinha entrado no camarim, levou imagem de irmã Dulce para dar a ele. Na hora do show, não ficou perto de mim, pois tinha um ingresso extra que deram para as pessoas que tinham ido várias vezes no navio. Quando ela deu o presente, Roberto a chamou, então fiquei sentada do lado de fora esperando. Poucos minutos depois, RC pede a alguém de produção para me chamar também. No momento da foto, minha amiga contou que nos conhecemos em Cachoeiro do Itapemirim no show de 50 anos. Ele agradeceu e pediu para tirarmos uma foto juntos, nós três. Depois fomos, Adalgiza e eu, tomar champagne para comemorar.   

16.05.2014 - Espaço das Américas(SP): Roberto Carlos me chamou por detrás, ou seja, depois que ele entrou, pediu à produção para colocar algumas fãs pra dentro. Quando entrei, pediram para ser breve que RC estava apressado. Só tive tempo de dizer “Roberto, eu te amo”. Tiramos a foto e saí.

08.09.2014 - Las Vegas(EUA): Roberto chamou fãs que foram aqui do Brasil para lá. Quando entrei, perguntei se ele se lembrava de mim. Sua resposta foi muito verdadeira e maravilhosa: “Lembro sim, com certeza!” Nos abraçamos e tiramos a foto. 

15.11.2014 – Maracanãzinho(RJ): Ao entrar no camarim, mostrei a ele minha pulseira que ganhei do meu pai nos meus 11 anos. Roberto achou parecido com a dele. Dei-lhe um beijo e tiramos a foto. Pedi para tirar uma dando-lhe um beijo e ele deixou. 

11.04.2015 - Estádio Beira Rio(RS): Quando entrei, falaram para ele que era meu aniversário. Em seguida, lhe falei: "Roberto, hoje você é meu presente de aniversário. Estou fazendo 60 anos." Ele me deu um beijo e comentou: “Nossa, parece 42!(risos)”. Pedi para tirar uma com ele me beijando, e fui prontamente atendida. 

12.06.2015 - Centro Regional Eventos SJRP(SP) Roberto também me chamou só depois, no fim do show, junto com o fã clube. Quando entrei, mostrei-lhe minhas unhas, pois estavam com adesivos das fotos que tirei com ele. Roberto achou muito interessante. Tiramos a foto juntos, dei-lhe dois beijos no rosto e sai.

07.10.2015 - Ginásio Sabiazinho (Uberlândia-MG): Roberto também mandou chamar algumas “fãs especiais”. Ao entrar, comentei que nossas blusas eram parecidas. Roberto concordou, tiramos a foto e nos cumprimentamos com um beijo.

17.10.2015 - Arena  Batistão(Aracaju-SE): Parabenizei-lhe por sua neta Laura. Roberto Carlos agradeceu, todo contente. Tiramos a foto e nos cumprimentamos com um beijo no rosto.

PSS – Qual o conselho que você dá aos fãs que sonham um dia ir ao camarim do cantor?

EGC - Persista que um dia consegue. Fique com um cartaz pedindo, nas laterais do show. Tente chegar perto, mostrar o cartaz. Pode até não ser da primeira vez, pois eu, por exemplo, demorei 47 anos, mas nunca desista. Vá com fé, pois Deus é maior. Hoje  já fui a 139 shows e 10 navios. Tudo tem o seu tempo.        
PSS – Qual seu disco(LP ou CD) preferido do rei? E qual sua capa predileta?

EGC - Resposta  muito difícil, pois todos tem músicas que gosto, até umas que não foram muitas divulgadas, como por exemplo  “O coração não tem idade” que marcou um fato da minha vida. Mas vou citar a capa de 1979(Desabafo). Aquele olhar do Roberto me mata. Parece que vê no fundo da minha alma.
       
PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

EGC - Só 10? Não pode ser o repertório inteiro(risos)?
Detalhes, Rotina, Emoções, Desabafo, O Grude, Tolo, Pássaro Ferido, Amor Sem Limite, Acróstico, Eu quero apenas, Esse Cara Sou Eu, Furdúncio, Seres Humanos, Lady Laura, Fé, Jesus Salvador, Nossa Senhora, Todas as Nossas Senhoras, Jesus Cristo, Como é grande o meu amor por você, Eu te amo tanto, Mulher de 40, Mulher pequena, o Charme dos seus óculos...

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

EGC - Todos  que vou falar são pessoas dadas, ou seja, trata os fãs muito bem. São maravilhosos. Qualquer qualidade ainda não expressa o grande caráter de cada um: Barba, Maurício, Mair, Sinval, Wellighton, Sena, Matias e Carminha. No RC9 cito Tutuca, Eduardo Lages, Dárcio e Paulinho.  
  
PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

EGC - Sinceridade.  O título de rei não o deixou uma pessoa estúpida, como outros. Aquele olhar dele é maravilhoso. Só Deus sabe como é bom ficar abraçada com ele, e ele lhe olhando. 

PSS - Se tivesse que escolher uma frase "robertocarlista" do repertório do rei que masse identificasse com você, que frase escolhia?

EGC - São muitas emoções.

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.

EGC - Não seria uma resposta, mas um comentário: Desde meus 9 anos sou doida por Roberto Carlos, pois quando ficava acamada, doente, pedia para minha mãe um radinho de pilha e ficava trocando as estações só para ouvi-lo cantar. Eu nasci em 1955, ou seja, esse fato foi mais ou menos em 1964. Amo meu rei!  
Entrevista conduzida por

1 comentário:

  1. Que espetáculo!
    Uma calorosa entrevista, onde a amiga Egli das Graças me fez viver com ela, todas as emoções de cada encontro que teve com o NMQT.
    Parabéns amiga, cada relato teu me comoveu, foste uma entrevistada brilhante! Sensacional!
    Parabéns amigo Derbson Frota e obrigada por nos apresentar essa Robertodependente que tão calorosamente expressou sua devoção, seu carinho e seu Amor pelo nosso rei!
    Parabéns ao nosso conceituado Portal Splish Splash, que vem nos proporcionando essa maravilhosa oportunidade de podermos expandir nossos sentimentos pelo nosso grande Ídolo Roberto Carlos, e a todos os envolvidos nesse magnífico trabalho onde impera a emoção e o Amor.
    Sucesso sempre!

    Beijos
    Alba Maria

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo