ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/04/2015

Morre em Santa Catarina, Edy Silva, a maior divulgadora de Roberto Carlos e outros artistas nos anos 60!


“A querida Edi Silva nos deixou ontem… Divulgadora incansável dos sucessos de Roberto e Erasmo nos anos 60, foi um anjo que caiu em nossas vidas. Que esteja em paz.”
Foi com essas palavras de Erasmo Carlos em sua página do Facebook que soubemos do falecimento de Edy Silva ocorrido em 01/09/2015

Quem foi Edy Silva? O comunicador e radialista Antonio Aguillar explica:
EDY SILVA FOI CONTRATADA PELA CBS ESPECIALMENTE PARA DIVULGAR O NOVATO ROBERTO CARLOS.
Ela foi fera em matéria de divulgação, percorrendo todas as emissoras de rádio em São Paulo e cidades vizinhas. Estava sempre com os discos do Roberto Carlos debaixo do braço, pedindo para tocarem suas músicas que ainda eram desconhecidas em São Paulo.
Quando Roberto Carlos gravou SPLISH SPLASH, Edy Silva deu um grito de alegria porque as emissoras de rádio passaram a tocar essa musica com muita frequência até coloca-lo nas paradas de sucesso. Ela foi uma incansável lutadora pelo sucesso do REI. Após Roberto Carlos caminhar sozinho, em razão do seu nome passar a ser respeitado por todos, ela resolveu dar uma parada e mudar de cidade. Foi para Sta. Catarina e lá ficou até o fim de sua vida. Faleceu ontem e que Deus lhe dê a gloria do céu para que descanse em paz.
Na foto a seguir, de 2013, estou ao lado dela quando viajamos no navio em companhia do Rei Roberto Carlos, que também ajudei muito. Nunca me esqueço quando Edy Silva chegava perto de mim, na TV Excelsior e depois na TV Record e pedia para colocar o Roberto Carlos para cantar todas as semanas.
Ela era uma pessoa persistente e fez o garotão chegar lá…claro, pelo seu talento, pela sua qualidade artística e também pela sua humildade de homem.
Sem dúvida, a Edy Silva, foi uma mãe para o Roberto Carlos. Fazia o que podia e o que não podia fazer, para elevar a sua vida profissional como cantor, numa época em que o mesmo não era conhecido e ninguém botava fé, pois ele era muito tímido e fechado, quase não falava com ninguém a não ser comigo, pois ele acreditava no meu trabalho e queria que eu o ajudasse de qualquer maneira. Foi uma época difícil mas linda, porque todo mundo queria aparecer e o meu programa era uma vitrine única para isso. Nunca me esqueço que o Roberto Carlos chegava perto de mim e dizia, AINDA QUERO CHEGAR LÁ….QUERO SER ALGUÉM NA VIDA ARTÍSTICA.
Eu dizia sempre pra ele, tudo vai depender de você, do seu repertório, da sua vontade de vencer….e a Edy Silva, não me perdia de vista, pedindo sempre para ajuda-lo e coloca-lo nos meus programas de televisão e divulga-lo na rádio.
Mas a musica Malena ja estava dando uma canseira…eu pedia ao Roberto para gravar um rock e esse seria o inicio de seu sucesso, pois a época era essa. Ele ficava receoso e dizia que era um cantor romântico e não ficava bem gravando rock. Dei como exemplo o Elvis Presley do qual ele era fã ardoroso. Elvis cantava rock, mas tinha também as musicas românticas que eram sucesso na voz do ídolo internacional. Roberto criou coragem e falou com o roqueiro Erasmo Carlos e este lhe fez uma versão de um sucesso do Boby Darin, a canção SPLISH SPLASH e dai, a coisa andou…
Edi Silva saiu divulgando em todas as emissoras de São Paulo, as rádios e TV passaram a tomar conhecimento de Roberto Carlos, colocando-o nos programas e tocando sua musica… Foi sucesso absoluto e ele seguiu essa meta gravando depois o Calhambeque e outras mais. Essa é uma pequena história vivida pela Edy Silva, mulher de fibra, briguenta, brava, mas ferrenha amiga do Roberto Carlos que gravava pelas CBS, gravadora que pagava um bom salário pra ela e o Roberto dava cobertura, dando alguns por fora. Ela se saiu bem e ganhou um imóvel dele e recebia um dinheirinho até o final de sua vida.
Foi embora a maior divulgadora dos anos 60. Certamente está ao lado de Deus no Céu.
Antonio Aguillar
Edy Silva, divulgadora de RC em 1963, com Antonio Aguillar em 2013 durante um Cruzeiro onde acontecem os shows do Roberto Carlos…

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo