LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/26/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - ISMAEL SALVADOR

A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlística que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A seleção da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo GuimarãesCarmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

Nosso próximo entrevistado é o fã Ismael Salvador do Crato, interior do Ceará. Confira:

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do Roberto Carlos?

ISMAEL SALVADOR – Quando criança assisti ao especial de fim de ano em 1982. Eu tinha apenas cinco anos, mas é uma das poucas lembranças da época que tenho. Vi o clipe da “Música Fim de Semana” e aquela música e vídeo não saiu da minha cabeça. Algum tempo depois percebi que minhas tias possuíam uma coleção de LPs, e entre eles muitos do Roberto, pois na casa da minha avó onde elas moravam, todos gostavam do Rei. Meu Pai também me apresentou a muitas músicas do Rei, ainda na minha infância.

PSS – Você se considera um grande fã? Por quê?

IS – Me considero um grande Súdito do Rei. Admiro demais ele como artista e como pessoa, pois o pouco que conhecemos de sua intimidade, já que é muito reservado, nos mostra um homem de caráter, que vive plenamente para sua carreira e família. Toda essa admiração tem uma explicação: É um grande cantor, compositor e tem um trabalho impecável dentro da história da música mundial. Como não admirar?

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com sua esposa, qual música do rei colocaria pra tocar?

IS – A trilha seria “Proposta”, com certeza.

SS – Como Roberto Carlos faz parte de sua vida?

IS – Desde criança, no dia a dia,sempre escuto pelo menos uma música do Rei. Na infância foi mais complicado, pois nossa condição financeira não permitia comprar um “3 em 1”(risos). Eu tinha um radinho de pilhas e ficava torcendo para passar músicas do Rei. Quando ia pra casa das minhas tias eu fazia a festa na antiga radiola baú de madeira. 
Conheci minha esposa ao som do Rei. Canto para minha filha. Noitadas com amigos ao som do violão e lindas canções do RC. Hoje não abro mão de ter sempre as músicas dele por perto, no carro, no celular, no trabalho, etc. Suas canções sempre nos trazem lindas e saudosas recordações.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionado ao rei Roberto.

IS – Agora em julho o Rei fez um show aqui na minha cidade (Crato – CE), e tive o prazer de ter belos momentos, junto com alguns amigos (Paulo, Ivan Carlos, Socorro e Adriano Thalles). Estivemos no aeroporto para esperar sua chegada (ganhamos um aceno), fomos ao hotel, consegui uma flor durante o show, e tudo isso foi muito emocionante. Voltei a ser adolescente(risos).

PSS – O que você coleciona do rei?

IS – Principalmente CD’se DVD’s. Mas tenho algumas revistas,poster e livros.

PSS – Qual Especial de fim de ano do rei é seu preferido?

IS – Difícil. Mas acho que o de 1980.

PSS – Das gravações de shows e reportagens nacionais e internacionais que você possui, qual o seu preferido? Aquele que você assiste seja qual for o horário?

IS – Gosto muito da entrevista que o Rei deu ao Jô Soares em 2011, e a entrevista feita pelo Léo Jayme também. De shows eu sempre assisto Ao Festival de Viña Del Mar em 1975 e o de 2011. 

PSS – Você já foi a quantos shows do rei? Pretende ir a mais shows?

IS – Infelizmente somente um. Sempre ocorreu algo pra atrapalhar(risos). Mas com certeza irei a muitos, ainda!

PSS – Qual a emoção de ter ido ao show de RC no Crato, sua cidade?

IS – Foi algo sensacional. Eu estava em êxtase. Foi fantástico.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

IS – Com certeza “O Divã”. É uma das minhas canções favoritas, e ouvi um áudio fantástico do Rei cantando essa música no Canecão em 1973. Fantástico.

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa, o que prepararias?

IS – Um Salmão grelhado com ervas finas, um bom vilho e um sorvete de sobremesa. E talvez uma Carne de Sol com macaxeira, já que o rei voltou a comer carne quem sabe ele gostaria de experimentar algo regional(risos).

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

IS – 1. Aceito seu coração / 2. O Divã / 3. Você na minha Vida / 4. A Estação / 5. Eu mi vi tão só / 6. Quando / 7. Rotina / 8. Amor perfeito / 9. Você já me esqueceu / 10. O quintal do vizinho.

PSS - Se tivesse a oportunidade de falar ao vivo com o rei, o que diria?

IS – Acho que eu perderia a fala! Mas tentaria dizer o quando o admiro. Sua carreira, sua integridade e simplicidade. E como ele, mesmo sem me conhecer, foi e é tão importante em minha vida. E com certeza pediria um abraço e uma foto.

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respetivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais a impressionam e porquê.

IS – 1. O Divã. Porque fala um pouco da sua vida, sua infância, problemas, dúvidas e seu acidente. Humaniza o Ccntor, ou melhor a pessoa Roberto Carlos na Canção; 
2. A Estação. Está letra fala de separação, depedida, amor. Mas toca o coração bem no fundo. Não tem como você ouvir e não imaginar a cena. Como num filme;
3. Rotina. A descrição perfeita do amor em seus detalhes do cotidiando. Quando ele fala: 
“Eu quase posso ver a água morna
A deslizar no corpo dela
Em gotas coloridas pela luz
Que vem do vidro da janela”.
É algo maravilhoso de se imaginar. Somente o Rei e o Erasmo pra conseguir um efeito tão forte com palavras tão simples.

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

IS – Não tive o prazer de conhecê-los pessoalmente, mas admiro muito o Maestro Eduardo Lages, O Dedé, e o Genival Barros.

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

IS – O seu carisma e simplicidade.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, que frase escolhia?

IS – “Coisas que aborrecem, muitas vezes acontecem por amor. E esse amor eu tenho esquecido às vezes de lhe dar valor”. À Janela (Roberto e Erasmo Carlos).

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.

IS – Qual LP do Rei você mais gosto? R. 1972 (À Janela). E qual a capa de LP ou CD mais gosta? R. 1969.


Entrevista conduzida por
Derbson Frota

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo