Aconteceu esta coisa linda na nossa Lisboa - Rua das Portas de Sto Antão!

DO TEXTO:

Esta é uma rua onde se cruzam multidões: multidões de espetadores que enchem a sala do Politeama, do Coliseu dos Recreios e do vizinho Teatro Nacional D. Maria II, em dias de espetáculo; multidões de turistas que passam vagarosamente à procura da famosa ginjinha e da beleza inesperada da Casa do Alentejo; e multidões de imigrantes que se concentram nas imediações à espera de melhores dias. Mas aqui também se aglomeram lojas, e muitos, muitos restaurantes. Mesmo no centro da cidade, entre a Avenida da Liberdade, os Restauradores e o Rossio.


Espectáculo da Baixa de Lisboa, na rua que vai do Rossio para o Coliseu, onde há restaurantes, bares e cervejarias.
Não esquecer que em Lisboa todos os bairros fazem festas nesta altura do ano _ Sto.António, S.João e S.Pedro.
Sardinha assada,a febra, a entremeada o vinho, a cerveja e o manjerico !
E o cheiro ?

Fado. A voz de um povo.
O fado está no coração de qualquer português, podendo ser cantado por qualquer pessoa em qualquer ocasião.






POSTS RELACIONADOS:
4 Comentários

Comentários

  1. Que saudades dos dias em que passei por essas bandas de Lisboa...bem proximo a Praça do Rossio onde passava todos os dias...O Fado é emocionante!!!!
    Marilia Zippinotte

    ResponderEliminar
  2. Realmente, Lisboa tem essa magia que, para mim só existe em uma outra cidade no mundo depois da capital portuguesa, que é Salvador da Bahia.

    ResponderEliminar
  3. Olá, amiga Ocenilda!
    Talvez a amiga não conheça a magia única dos festejos em honra de São João realizados na cidade do Porto.
    Trata-se de uma festa cheia de tradições, das quais se destacam o lançamento de balões de ar quente, os martelos de plástico1 usados para bater nas cabeças das pessoas que passam, os alhos-porros, os ramos de cidreira e de limonete, usados para pôr na cara das pessoas que passam. Existem, ainda, os tradicionais saltos sobre as fogueiras espalhadas pela cidade, normalmente nos bairros mais tradicionais; os vasos de manjericos com versos populares são uma presença constante nesta grande festa e o tradicional fogo de artifício à meia-noite, junto ao Rio Douro e à ponte Dom Luís I que faz as delícias dos milhares de residentes e visitantes que chegam de todo o mundo para assistir. O fogo de artifício chega a durar mais de 15 minutos, estando ao nível dos melhores no mundo, e decorre no meio do rio em barcos especialmente preparados, sendo acompanhado por música num espectáculo multimédia muito belo e digno de se ver.
    Além de tudo isto, existem vários arraiais populares por toda a cidade do Porto especialmente nos bairros das Fontainhas, Miragaia, Massarelos, entre outros, dando mais animação e brilho durante a noite. Nos arraiais, normalmente, existem concertos com diversos cantores populares acompanhados, quase sempre, por boa comida, em especial, grelhados de sardinhas e carnes. A festa dura até às quatro ou cinco horas da madrugada, quando a maior parte das pessoas regressa a casa. Os mais resistentes, normalmente os mais jovens, percorrem toda a marginal desde a Ribeira até à Foz do Douro onde terminam a noite na praia, aguardando pelo nascer do sol.
    Grande abraço
    :)

    ResponderEliminar

  4. Querido Armindo!

    Eu que sou uma brasuca apaixonada pelas belezas da cidade do Porto, lendo o teu texto falando dos festejos em honra de São João, fiquei a imaginar o espetáculo de poder estar presente nessa festividade... deve ser mesmo uma magia única...depois de participar de tudo o que descreveste, ficar aguardando o nascer do sol na praia...nossa, deve ser fantástico, momentos de magia e muita emoção!
    Se o pôr do sol do Porto já é maravilhoso, como dá para comprovar nas fotos que partilhaste no teu mural, o nascer do sol deve ser espetacular!
    Ainda quero ter o prazer de conhecer e poder apreciar todas essas belezas!

    Beijinhos,
    Alba Maria.

    ResponderEliminar