Rei Roberto Carlos entra na era da informática

Roberto Carlos, o rei, é um dos últimos cantores populares que a crítica especializada tece elogios. "Vossa Majestade" nasceu com a aura virada para a lua. Avesso a temas polêmicos ou políticos, ele acaba de se render ao modismo do Twitter e presta justa homenagem ao "sindíco" da MPB, Tim Maia. - Foto: Net
O Rei Roberto Carlos - que acaba de entrar na onda do Twitter com o lançamento de música em formato digital - é um dos últimos cantores/compositores brasileiros da velha geração que merecem respeito. Em sua incursão cibernética, o artista presta justa homenagem ao "síndico" da MPB, Tim Maia. Mesmo sem apresentar canções relevantes nos últimos tempos, o passado glorioso de "Vossa Majestade" o livra de eventuais ataques da crítica especializada. Seu repertório, considerado "água com açúcar", embalou gerações a partir de meados dos anos 60. Quem não se lembra, por exemplo, de Canzone Per Te, O Calhambeque, Jovens Tardes de Domingo, As Curvas da Estrada de Santos, Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos, Lady Laura, Amigo, Como Vai Você? e outras dezenas de melodias que tocavam nas paradas de sucesso? Sem nível superior, porém, pré-destinado, Roberto é um ícone da música brasileira desde que surgiu, a partir dos auditórios da Rádio Nacional do Rio. Imitado por um "batalhão" de cantadores, soube impor sua marca ao longo de cinco décadas com estilo próprio e esquisitices mil. Supersticioso, católico fervoroso (com direito a rezas, ladainhas e trezenas) jamais fez qualquer declaração polêmica ou política. Chegou, no entanto, a entoar cânticos em defesa dos animais e da mãe natureza. Há cerca de quatro anos, porém, teve súbito "apagão" de lucidez ao afirmar que gostaria de conhecer um baile funk nas quebradas do Rio de Janeiro. Qual é a sua meu rei? Enaltecer ainda mais a anti-cultura que assola nossa já fustigada música diante desses ritmos cretinos? Ainda bem que você, bicho, parece ter desistido da infeliz empreitada. Não lhe falaram que baile funk é caso de polícia? Continue a respeitar seus súditos e saiba que a recíproca nunca foi tão verdadeira. O Rei Roberto é tudo isso e muito mais. As mulheres morrem de amores por ele. Nós, homens, meros vagabundos, ficamos febris diante de "Vossa Majestade". BrasilWiki 27-10-2009 ----------------------------- Mazé Silva Colaboradora do Splish Splash

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !