Seria um homem capaz de enfrentar sozinho os criminosos da Amazônia?

Do Texto: Enquanto António é um habilidoso atirador e exímio guarda-costas, Lia é uma jovem bióloga cuja missão é contribuir para salvar o mundo do desmatamento

Drik Barbosa Autor Paulo Nascimento e capa do livro "Cães da Amazônia".

Em "Cães da Amazônia", premiado cineasta Paulo Nascimento revisita os filmes de Charles Bronson na história de um pai vingativo que precisa salvar a filha das mãos de madeireiros

Após 30 anos dedicados ao trabalho como segurança e motorista de uma família milionária, António é demitido quando o herdeiro do Grupo Souza e Silva assume a presidência da empresa.

No mesmo dia, sua filha Lia é capturada na Floresta Amazônica por um grupo de traficantes de madeira. Agora, o pai terá que usar todo seu treinamento de combate para resgatar a filha e única parente das mãos dos criminosos.

Ao estilo dos filmes de Charles Bronson e com discussões sobre preservação ambiental, o leitor é levado a uma missão de resgate em Cães da Amazônia, de Paulo Nascimento. Retomando as narrativas de pais vingativos, o romance revela o choque de gerações entre um pai que coloca o trabalho à frente de qualquer coisa e a filha idealista e questionadora.

Enquanto António é um habilidoso atirador e exímio guarda-costas, Lia é uma jovem bióloga cuja missão é contribuir para salvar o mundo do desmatamento. São estes ideais vão colocá-la em uma situação extremamente arriscada na Floresta Amazônica.

Nem mesmo com a violenta morte da esposa, António colocou em prática seu plano de vingança usando o treinamento que recebeu no exército israelense. Ele sabia que não podia correr o risco de deixar a pequena Lia sem família. Porém, agora, tudo mudou. A vida de sua filha está em risco e toda a indenização que recebeu na demissão será usada para enfrentar os madeireiros que a sequestraram.

Pela primeira vez, António confessou à filha ter pensado sobre um plano para se vingar dos caras que haviam ceifado a vida
de seu grande amor. Ele chorou, e isso foi algo que Lia nunca havia visto, a não ser no enterro da mãe.
Contou que tinha tudo pronto em sua cabeça para encontrar os dois assassinos, algo que a polícia não fez, e acabar com eles.
Seria arriscado? Sim, muito. Mas por um tempo ficara cego, só pensava nisso.
Lia não sabia, mas foi por causa dela que António desistira da vingança.
(Cães da Amazônia, p. 38)

Em Cães da Amazônia, o cineasta e escritor Paulo Nascimento coloca o conservadorismo e a truculência das gerações passadas para o lado do pensamento progressista. Uma divertida e contraditória narrativa sobre os valores familiares e a desvalorização da vida cometida por grandes corporações.

FICHA TÉCNICA
Título: Cães da Amazônia
Autor: Paulo Nascimento
Editora: Citadel
ISBN/ASIN: 9786550471705
Páginas: 128
Preço: R$ 46,90
Onde comprar: Amazon

Sobre o autor: Paulo Nascimento é um contador de histórias independente do meio: cinema, TV, livros, streaming. É escritor, diretor, produtor e roteirista, com mais de dez longas-metragens lançados, séries para TV e plataformas, premiado no Brasil e no exterior pelo seu trabalho. Em “Cães da Amazônia”, Paulo Nascimento conta uma história eletrizante inspirada nos filmes de ação que assistiu ao longo da vida. Foca o homem de meia-idade que é descartado do mercado profissional e passa a ter uma grande missão pessoal a cumprir. Essa capacidade do protagonista oferece uma reflexão para nossos dias, em que as pessoas deixam de ter a chance de provar sua habilidade em função da idade.
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !