O que esperar da Inteligência Artificial em 2023?

Do Texto: Muito mais do que a tendência criada pelo app Lensa, muitos desenvolvedores correrão em busca do pote de ouro criado pelo modelo de negócio do aplicat
Homem IA expondo na mão o seu rosto humano.

A tecnologia, de forma geral, tende a não obedecer ao objetivo para qual foi criada

Por: Rafael Franco*

Não temos como negar que a hype tecnológica que encerra o ano de 2022 é a Inteligência Artificial, que pela primeira vez chegou ao dia a dia das pessoas. 

A chuva de fotos geradas pelo aplicativo Lensa e a quantidade de pessoas descobrindo novos usos para a Open.ai todos os dias, trazem luz a uma realidade que não pode mais ser negada: a Inteligência Artificial está entre nós e precisamos aprender a conviver com ela. 

Mas de olho nesse cenário, o que podemos esperar desse campo da tecnologia no ano de 2023? 

Bom, vou fazer um exercício de futurologia aqui e colocar as minhas apostas 

1 - Mais imagens geradas artificialmente 

Muito mais do que a tendência criada pelo app Lensa, muitos desenvolvedores correrão em busca do pote de ouro criado pelo modelo de negócio do aplicativo, que gerou centenas de milhões em apenas alguns dias após se tornado viral. Portanto, você pode aguardar diversos novos “Lensas” em 2023. 

2 - Protestos 

Não há como negar a qualidade dos textos gerados pelo Open.ai, e isso vai causar sim protestos por parte de redatores, escritores e editores que tentarão desqualificar o material produzido por IA. 

3 - Aceleração na programação 

Ferramentas como o Github Co-pilot e a Open.ai devem acelerar os processos de desenvolvimento de software, e os programadores que não aprenderem a utilizar a inteligência artificial no seu dia a dia poderão ficar obsoletos já em 2023. 

4 - Usos não imaginados 

A tecnologia, de forma geral, tende a não obedecer ao objetivo para qual foi criada e isso acontece na hora que ela encontra o grande público. 

O Instagram não era uma plataforma de venda, assim como o TikTok não era uma plataforma de música, mas o usuário é quem decide o que fazer com a tecnologia. 

Nesse sentido, a popularização da IA vai criar soluções que nem imaginamos, tudo isso graças à criatividade dos usuários que estão tendo contato com um novo mundo de possibilidades.

❇❇❇

Sobre Rafael Franco

Empresário que atua no mercado de tecnologia há 20 anos, a paixão o levou a se aprofundar nesta área e por isso se graduou em Ciência da Computação com pós em Engenharia de Software. Também foi executivo de multinacionais liderando projetos premiados por grandes empresas. Em 2015 fundou a Alphacode, empresa presente em São Paulo, Curitiba (PR) e Orlando (FL-EUA) em que atualmente é CEO. Lidera um time de especialistas em experiências digitais com grande destaque para projetos de aplicativos mobile, sendo responsável por projetos de grande porte neste segmento como Grupos Habib’s, Madero e TV Band. Comanda o time responsável por dezenas de aplicativos que atendem mais de 20 milhões de pessoas todos os meses, principalmente nos segmentos de Delivery, Saúde e Fintechs.

Para mais informações, acesse https://site.alphacode.com.br/ ou @Alphacode 

Também pode ler:

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !