Projeto Educação e Participação do Museu Judaico de São Paulo oferece Oficina de Bordado em Fotografias

Fotos de elementos do "Projeto Mais Educação" e de reunião sobre a temática.

A atividade "Transbordar memórias - Oficina de Bordado em Fotografias" foi elaborada pela equipe de educadores para dialogar com a exposição "Descer da Nuvem", de Leila Danziger


A programação do Museu Judaico de São Paulo (MUJ) no mês de agosto conta com a atividade Transbordar Memórias- Oficina de Bordados em Fotografias, que trabalha o bordado em fotografias, diários, anúncios, papéis, etc. Nessa oficina o visitante utiliza linhas e agulhas para intervir em documentos, e como resultado, reinventa ou reconta a história. Aqui a linha narrativa é a linha do bordado. “Transbordar memórias'' é uma das atividades elaboradas pela equipe de educadores para dialogar com a exposição “Descer da Nuvem”, de Leila Danziger, em cartaz no Museu Judaico. Muriel Male e Henry Castelli são os educadores que irão ministrar a oficina que acontece nos dias 13, 14, 27 e 28 de agosto, aos sábados e domingos, 13h.

"O projeto “Educação e Participação” é uma realização da Sapoti Projetos Culturais em parceria com o MUJ e conta com o patrocínio do Grupo CCR e com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura - Lei 8.313/1991."

Serviço
Transbordar Memórias - Oficina de Bordados em Fotografias
Local: Museu Judaico de São Paulo
Data: 13,14, 27 e 28 de agosto| Sábados e Domingos
Horário: 13h
Classificação indicativa: A partir de 10 anos.

Sobre Educação e Participação
Educação e participação é um programa de mediação cultural que desenvolve ações educativo-culturais sobre as exposições em cartaz e o patrimônio do Museu Judaico de São Paulo (MUJ), em diálogo vivo com o território e com a cidade. Contamos com uma equipe de educadores inclusiva e plural, formada em distintas áreas de conhecimento como História, Ciências Sociais, Artes Visuais, História da Arte, Letras, Pedagogia e Música.  

“Nós queremos atender cada vez mais os professores para fazer formação, para que eles possam levar esse trabalho para as escolas, além de atender os estudantes. A formação de uma consciência voltada para a tolerância e valorização da diversidade começa de criança”, disse Felipe Arruda, diretor do Museu Judaico de São Paulo. 

As ações do Educação & Participação do Museu Judaico de São Paulo são viabilizadas com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei nº 8.313/1991. Ele é um projeto original proposto pela Sapoti Projetos Culturais e equipe de coordenação e consultoria, em co-criação com o Museu Judaico de São Paulo. Em seu primeiro ano, em 2021, o projeto foi patrocinado pelo Grupo CCR.

Sobre o Museu Judaico de São Paulo (MUJ) 
Espaço que foi inaugurado após vinte anos de planejamento, é fruto de uma mobilização da sociedade civil. Além de quatro andares expositivos, os visitantes também têm acesso a uma biblioteca com mais de mil livros para consulta e a um café que serve comidas judaicas. Para os projetos de 2022, o MUJ conta com doação do Instituto Cultural Vale, Instituto CCR, Família Minev, Sotreq, Fundação Arymax, Dexco e Alfa Seguros.

Informações para imprensa:
a4&holofote comunicação
Foto: Muriel Male
Também pode ler:

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !