Noir lança campanha para livro inédito de entrevistas com Henfil

O cartunista e quadrinhista mineiro Henfil (1944-1988) tinha uma forma peculiar de ver o que acontecia à sua volta. Contundente, com tiradas inteligentes e geniais, criou personagens de quadrinhos que viraram lenda no imaginário popular nas décadas de 1960 a 1990, nas páginas do jornal O Pasquim, porta-voz da luta pela redemocratização do país durante a ditadura militar.

Organizada por Gonçalo Junior, obra revela o quanto é atual o pensamento do maior cartunista brasileiro, ícone do humor gráfico, do jornalismo e da redemocratização do país

O cartunista e quadrinhista mineiro Henfil (1944-1988) tinha uma forma peculiar de ver o que acontecia à sua volta. Contundente, com tiradas inteligentes e geniais, criou personagens de quadrinhos que viraram lenda no imaginário popular nas décadas de 1960 a 1990, nas páginas do jornal O Pasquim, porta-voz da luta pela redemocratização do país durante a ditadura militar. Mas havia uma outra faceta sua tão boa quanto a de fazer rir: dar entrevistas. É o que se vê no livro inédito Sick da Vida – As grandes entrevistas de Henfil, que o jornalista e editor Gonçalo Junior levou mais de uma década para produzir e que sairá pela Editora Noir, de São Paulo.

O livro está em campanha de financiamento coletivo no Catarse, com previsão de finalização na primeira semana de janeiro e envio aos apoiadores e às livrarias para o mês de fevereiro de 2022. O desafio maior foi localizar as conversas antológicas do inquieto artista, pois ele dava entrevista para todo mundo. Gonçalo localizou o que considera as 18 maiores e mais importantes, que saíram em veículos de peso, como Ele Ela, Status, Status Humor, Playboy, Veja, Grilo, O Bicho, Versus, Coojornal, Homem, Pasquim e no livro Cartas para um novo Brasil, organizado por Geneton Moraes Neto. “O que mais impressiona é que os temas praticamente não se repetem. Henfil sempre tinha um assunto novo e interessante para tratar e dar opiniões acertadas, sem se esquecer que são bastante atuais e importantes”, afirma o organizador.

Sick da Vida é uma obra fundamental para conhecer o quanto o humor gráfico foi importante na luta contra os arbítrios na ditadura militar, a partir de um artista de saúde bem frágil – era hemofílico – e de coragem imensa que se jogou como um camicase na luta pela volta da democracia. Ajuda também a entender o Brasil de hoje, com os resquícios, equívocos e traumas herdados por 21 anos de ditadura. “Não é possível compreender tudo isso sem ler os quadrinhos e os cartuns de Henfil e, agora, suas geniais entrevistas. Acredito que seja impossível sair o mesmo depois de conhecer suas ideias e seu posicionamento contundente como artista gráfico e humorista”, ressalta Gonçalo.

SERVIÇO:
Sick da vida – As grandes entrevistas de Henfil
Editora: Noir
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 268 páginas
Preço promocional do Catarse: R$ 69
 
Gonçalo Junior é jornalista. Trabalhou nos jornais Gazeta Mercantil e Diário de S. Paulo. Foi editor das revistas Personnalité (Trip) e Brasileiros. Colaborou em Playboy, Trip, Entrelivros, Bravo!, MAG, Nossa História e no jornal Folha de S. Paulo. É autor dos livros: E Benício criou a Mulher e O Homem-Abril (Opera Graphica); A Guerra dos Gibis (Companhia das Letras); Enciclopédia dos Monstros (Ediouro); Alceu Penna e as Garotas do Brasil (Manole); Maria Erótica e A Morte do Grilo (Peixe Grande); Quem Samba tem Alegria (Civilização Brasileira); É uma Pena não Viver (Planeta); Eu Não Sou Lixo, Subversão Pelo Prazer, Pra que Mentir?, Visionário dos Quadrinhos e O Deus da Sacanagem (Noir).
Etiquetas

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !