Música Pop-Periférica e Nick Hornby viram temas de livros - Portal Splish Splash

Recentes

terça-feira, agosto 24, 2021

Música Pop-Periférica e Nick Hornby viram temas de livros

Celebrando 15 anos de atividades, nesta sexta-feira (27/08), às 19h, o Laboratório de Pesquisa em Culturas Urbanas e Tecnologias (LabCult) grupo que reúne pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense promove o lançamento de livros de dois de seus participantes: “Música Pop-Periférica Brasileira” (Ed.Appris), de Simone Pereira de Sá e “Vida Pop: representações e reconhecimentos da cultura pop em ficções de Nick Hornby” (Ed.Appris), de Thiago Pereira Alberto.


Valor da venda de um dos livros terá renda revertida para o projeto Mães da Favela


Celebrando 15 anos de atividades, nesta sexta-feira (27/08), às 19h, o Laboratório de Pesquisa em Culturas Urbanas e Tecnologias (LabCult) grupo que reúne pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense promove o lançamento de livros de dois de seus participantes: “Música Pop-Periférica Brasileira” (Ed.Appris), de Simone Pereira de Sá e “Vida Pop: representações e reconhecimentos da cultura pop em ficções de Nick Hornby” (Ed.Appris), de Thiago Pereira Alberto. O evento gratuito acontecerá no Zoom Meet e contará com um bate-papo descontraído sobre cultura pop, mediado pelos também pesquisadores Thiago Soares (UFPE), Nísio Teixeira (UFMG) e Gegê Albuquerque (UFPE).


Neste primeiro momento, ambas publicações serão vendidas diretamente com os autores a preço promocional e o livro “Música Pop-Periférica Brasileira”, de Simone Pereira de Sá, terá a renda revertida para o projeto Mães da Favela, da Central Única de Favelas (CUFA). Interessados podem entrar em contato com a autora pelo e-mail livromusicapopperiferica@gmail.com; O livro “Vida Pop”, de Thiago Pereira Alberto, poderá ser adquirido com desconto pelo e-mail thiagopereiraalberto@gmail.com.


A oportunidade também será aproveitada para iniciar as comemorações dos 15 anos de atuação do LabCult (com o lançamento do novo site e de suas redes sociais) como um centro efervescente de ideias e projetos em torno de temas como cultura pop, gêneros musicais periféricos, ativismo musical de artistas e fãs, videoclipes e cultura audiovisual digital, plataformas de circulação da música e performances de corpos dissidentes, dentre outras pesquisas em desenvolvimento neste momento.


Sobre os livros


“Música Pop-Periférica Brasileira: videoclipes performances e tretas na cultura digital”, de Simone Pereira de Sá, discute as transformações da música brasileira no ambiente das plataformas digitais com foco nos videoclipes. Partindo das constatações de que a cultura musical tornou-se fortemente audiovisual; e que artistas com pouco acesso às mídias tradicionais têm encontrado nas plataformas oportunidades para a circulação de sua produção, utilizando a favor as lógicas descentralizadas da cultura digital, a obra discute o ecossistema musical digital, privilegiando os gêneros musicais pop-periféricos, tais como o funk, cujos videoclipes ocupam o topo das listas de vídeos mais vistos no Brasil na última década. 


Fundadora e coordenadora do LabCult desde 2006, Simone é Professora Titular do Departamento de Estudos Culturais e Mídia e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense e foi pesquisadora visitante no Departamento de Música do King’s College, London, U.K. (2015/2016) e na McGill University, Montreal (2008), Canadá.  É bolsista de Produtividade do CNPq, desenvolvendo a pesquisa: “Música pop-periférica: política, ativismo e controvérsias nas plataformas digitais”. É autora de artigos, capítulos e livros sobre música brasileira, cultura pop,  fãs , videoclipes e audiovisualidades digitais, dentre os quais: “Baiana Internacional: as mediações Culturais de Carmen Miranda”, MIS-2001, Cultura Pop (co-organização com Ferraraz e Carreiro), EDUFBA, 2015; e Territórios Afetivos da Imagem e do Som (co-organização com Amaral e Janotti), Ed. UFMG, 2020. 


O livro pode ser comprado aqui


“Vida pop: representações e reconhecimentos da cultura pop em ficções de Nick Hornby”, de Thiago Pereira Alberto, analisa o impacto da cultura pop tanto em suas dimensões históricas quanto em suas possibilidades de agenciar novas experiências e modos de vida para o sujeito contemporâneo, a partir de seus processos afetivos com a música, cinema, TV e literatura. Duas obras do pouco estudado escritor britânico Nick Hornby servem como um inspirador campo para se analisar essas questões, entre elas o consagrado romance “Alta Fidelidade”, que segue atravessando gerações e conquistando novos leitores.


Jornalista com atuação em veículos mineiros e nacionais, Thiago Pereira Alberto é doutor em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense – orientado por Simone – com estágio doutoral na Universidade do Porto, em Portugal. Atualmente é professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, no departamento de comunicação social.


O livro pode ser comprado aqui. 


Conheça os convidados para o bate-papo


Thiago Soares: Professor e pesquisador do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM) e do Departamento de Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Realizou pós-doutoramento na Universidade Federal Fluminense (UFF); doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e mestrado em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Coordenador do grupo de pesquisa Grupop. Autor dos livros "Ninguém é Perfeito e a Vida é Assim: A Música Brega em Pernambuco" (2017); "A Estética do Videoclipe" (2014) e "Videoclipe, O Elogio da Desarmonia" (2004) e de inúmeros artigos e ensaios sobre interfaces música e mídia; performance; audiovisual; cultura pop; jornalismo e cultura de celebridades.


Nísio Teixeira: Professor e pesquisador do Departamento de Comunicação Social da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (DCS/Fafich/UFMG) desde agosto de 2010. Pesquisador Colaborador do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM/UFMG) na linha de Textualidades Midiáticas. É coordenador do grupo de pesquisa Escutas (Sonoridades, Comunicação, Textualidades e Sociabilidade) do departamento de Comunicação Social da UFMG Possui mestrado pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (1999), onde também concluiu doutorado em 2008. Jornalista, com ênfase na área cultural (e nesta, com destaque para o cinema, a literatura e a música), tem mais de 20 anos de experiência entre textos, políticas públicas e projetos de pesquisa científica voltados para essa área.


Gegê Albuquerque: GG Albuquerque é jornalista e doutorando em Estéticas e Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Escreve o blog Volume Morto e é co-fundador do Embrazado, portal jornalístico e podcast dedicado às culturas musicais das periferias brasileiras. Em 2020, foi curador da mostra musical Periferia Invenção, a ser realizada em março no Sesc Santo Amaro (adiada devido à pandemia). Escreveu e apresentou o documentário sobre bregafunk produzido pelo Spotify, em novembro de 2019. Foi jurado do Prêmio Multishow de Música Brasileira e curador do edital Natura Musical em 2020. Trabalhou como repórter de cultura do Jornal do Commercio e da Folha de Pernambuco e escreveu matérias sobre música de periferia para o Portal Kondzilla, UOL Tab, Vice Brasil, Bandcamp, Revista Continente, Revista Noize, Monkeybuzz, entre outros.


SERVIÇO:

Data: 27 de agosto (sexta-feira)

Horário: 19h

Link do Zoom: https://bit.ly/Livros15Anos

Evento: Gratuito

Classificação etária: Livre


Acompanhe as atividades do LabCult

Site: http://labcult.com.br

Instagram: @labcult.uff

Twitter: @LabCult_UFF

Nenhum comentário:

Postar um comentário