3 dicas para manter os lábios bonitos, jovens e hidratados - Portal Splish Splash

Recentes

quinta-feira, junho 17, 2021

3 dicas para manter os lábios bonitos, jovens e hidratados

Pele delicada e 100% exposta ao meio ambiente (sol, vento, frio, contato com alimentos), a região dos lábios precisa ser hidratada e protegida como forma de prevenção. Mas existem tratamentos para rejuvenescer a pele da região!


Pele delicada e 100% exposta ao meio ambiente (sol, vento, frio, contato com alimentos), a região dos lábios precisa ser hidratada e protegida como forma de prevenção. Mas existem tratamentos para rejuvenescer a pele da região!


São Paulo — junho 2021 - A própria anatomia e alguns hábitos podem fazer a pele dos lábios sofrer, descamando, ficando irritada e apresentando sinais de envelhecimento precoce. “A pele dos lábios é extremamente delicada e está 100% do tempo exposta ao meio ambiente (sol, vento, frio, contato com alimentos e com bebida alcoólica etc.) e por isso merece atenção especial. Ela facilmente se desidrata. Seja por temperaturas muito baixas ou muito altas. A ingestão diária de água adequada ajuda muito na hidratação labial. Já a água (mineral ou thermal) diretamente nos lábios tem efeito inverso; assim como a saliva, ambos ressecam os lábios por retirarem a oleosidade natural protetora. Portanto o ideal é beber muita água, hidratar os lábios com hidratantes labiais e não ficar “mordendo ou lambendo” os lábios. A saliva, com seu PH ácido, pode piorar ainda mais e causar uma “assadura” conhecida como dermatite perioral”, explica a Dra. Paola Pomerantzeff, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Por ser extremamente sensível e estar totalmente exposta ao sol, é um local frequentemente acometido pelo câncer de pele (carcinoma basocelular principalmente o lábio inferior), sendo de extrema importância a proteção solar diária, segundo a médica.


Prevenção – Principalmente no frio, os lábios tornam-se mais opacos e ressecados, apresentando descamação e rachaduras. “Isso ocorre porque os lábios não têm a mesma concentração de glândulas sebáceas que a pele da face, além de serem constantemente expostos a fatores ambientais, como o clima frio, e a hábitos como lamber e morder os lábios. Como resultado dessa combinação de fatores, os lábios podem apresentar rachaduras, inflamação e descamação", afirma o Dr. Daniel Cassiano, dermatologista da Clínica GRU Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Os principais cuidados preventivos devem ser a hidratação e a proteção solar. “Outra medida importante é não traumatizar essa região com frequência de forma repetitiva”, explica a Dra. Paola. “A hidratação deve ser endógena (beber pelo menos 2 litros de água por dia) e com hidratantes labiais específicos pela manhã, de preferência, com FPS 30 de exposição solar. O hidratante labial pode ser reaplicado ao longo do dia quantas vezes forem necessárias para manter a hidratação adequada”, explica a médica.


Sinais de envelhecimento – Sim, a pele dos lábios também envelhece. Esse envelhecimento começa por volta dos 30 anos de idade e é progressivo. “Ele ocorre devido ao processo de envelhecimento intrínseco da face: há uma perda de colágeno com diminuição da firmeza da pele e diminuição da gordura facial. Além disso, usamos muito a musculatura ao redor da boca (mastigação e mímica facial - sorriso e fala)”, explica a Dra. Paola. Segundo o Dr. Daniel Cassiano, os sinais do envelhecimento da região incluem a perda de volume e as rugas códigos de barras. “Os lábios tornam-se mais finos, com rugas ao redor da boca (o famoso “código de barras”) e consequente queda do ângulo da boca (“sorriso triste”)”, explica a Dra. Paola.


Segundo a Dra. Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o lábio superior apresenta uma linha em relevo entre o vermelhão e a pele, que em pacientes jovens pode estar apagada, mas durante o envelhecimento a perda de qualidade e quantidade de colágeno pode apagar este relevo. “Isto leva a uma retificação do lábio e muitas vezes, associado às rugas periorais (código de barras) há uma perda total da definição do contorno labial, mesmo em lábios com bom volume. Uma queixa muito comum em pacientes mais velhas é que o batom escorre, fica borrado”, diz a médica.


Mas existe tratamento! “Felizmente, hoje contamos com procedimentos dermatológicos que podem prevenir ou reverter esses efeitos indesejados”, explica a Dra. Paola.


Cuidados na clínica – “Podemos usar o laser erbium com drug delivery (aplicação de sérum se ácido hialurônico esteril imediatamente após a realização do laser) para estimular a produção de novas fibras de colágeno. Podemos aplicar skinboosters (hidratação injetável) que também estimulam a produção de colágeno e resultam num efeito ‘gloss’ se aplicados nos lábios. Quando aplicados na pele ao redor da boca há melhora das linhas, do ‘código de barras’.


Se o objetivo for marcar novamente o contorno dos lábios, reverter a queda do ângulo da boca ou devolver o volume perdido aos lábios, o ideal é realizar preenchimento com ácido hialurônico. A toxina botulínica também pode ser utilizada para tratamento do código de barras”, destaca a dermatologista Dra. Pomerantzeff.


 Segundo a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance existem diferenças individuais no formato da boca; dessa forma o preenchimento labial pode conferir forma, estrutura ou volume aos lábios. “É muito importante uma conversa franca com o paciente antes do procedimento para entender as expectativas e explicar os limites das técnicas. Com relação ao contorno, o preenchimento é feito somente na borda do lábio, repondo este relevo. Pode-se também preencher as rugas periorais ou melhorá-las com lasers tipo CO2 ou microagulhamento”, explica a cirurgiã.


 Uma novidade também é o tratamento Lip Peel, que ajuda a tratar a descamação e a falta de brilho dos lábios, além de contribuir para a redução dos sinais do envelhecimento da na região, como os códigos de barras, tornar os lábios mais volumosos sem a necessidade de preenchimento. Segundo o Dr. Daniel, o Lip Peel consiste basicamente na realização de um peeling químico nos lábios para acelerar o processo de renovação celular da região. “A substância utilizada no procedimento vai variar caso a caso, mas, no geral, damos preferência para ácidos com menor peso molecular que não penetram tão profundamente na pele da região, como os ácidos lático ou mandélico, visto que, por serem muito finos, os lábios podem facilmente sofrer com irritação e ressecamento caso expostos a ácidos muito agressivos”, destaca. “Quando realizado da maneira correta e com as substâncias adequadas, o Lip Peel é capaz de acelerar a renovação celular dos lábios, removendo células mortas. Além disso, o procedimento também estimula a circulação local e a produção de colágeno e melhora a hidratação e a definição da região”, explica o Dr. Daniel. Lip Peel é capaz de realçar a cor dos lábios, combater o ressecamento e a descamação, reduzir a aparência das rugas na região e promover um leve aumento do volume, tornando assim os lábios mais jovens, bonitos, vivos e definidos sem causar exageros.


Para um rejuvenescimento labial completo, uma novidade é o protocolo Young Lips HD. “Por meio da associação de técnicas, é possível ver um resultado expressivo para o tratamento de sulcos e rugas de códigos de barra peri labiais. Utilizamos a radiofrequência em associação ao microagulhamento robótico para o aquecimento intenso e controlado da região para gerar contração das fibras de colágeno, melhorar a textura da pele e estimular ao máximo a produção de novas fibras colágenas. Em seguida, os fios de PDO podem ser aplicados em volta do lábio, ajudando a melhorar o contorno labial e modular o movimento responsável pelas rugas de código de barras. Os fios também estimulam colágeno, de forma complementar. Também pode ser aplicado o preenchimento labial com ácido hialurônico, se houver indicação para esse paciente, para devolver volume perdido ou projetar os lábios”, explica a Dra. Letícia Bortolini, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.    


 Outra forma de conferir volumização labial é por meio do laser Pro Collagen, que entrega uma duração de pulso muito lenta, conferindo mais volume para preencher os lábios e pequenas rugas. “Então o laser aquece sem queimar. A temperatura em tecidos mais profundos chega a 60ºC, ocorrendo uma desnaturação do colágeno. A partir daí, há a formação de novo colágeno cicatricial, que é mais forte, no local. Então é possível melhorar o aspecto dos lábios e as ruguinhas ao redor”, afirma a Dra. Ana Paula Urzedo, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Perdemos volume com a idade por diversos motivos e o laser de volumização melhora o volume dos lábios e preenche rugas, mas ele não é um substituto do preenchedor injetável. Na verdade, eles podem ser associados em sessões diferentes com resultados muito bons”, finaliza a médica.


FONTES:

*DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me


*DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.


*DR. DANIEL CASSIANO: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Cofundador da clínica GRU Saúde, o Dr. Daniel Cassiano é formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutorando em medicina translacional também pela UNIFESP. Professor de Dermatologia do curso de medicina da Universidade São Camilo, o Dr. Daniel possui amplo conhecimento científico, atuando nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica.


DRA. LETÍCIA BORTOLINI: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. À frente da clínica Enlapy, em Cuiabá, a médica é formada em Medicina pela Universidade de Cuiabá, com especialização em Dermatologia pela Fundação Souza Marques (São Paulo/SP) e em Clínica Médica pelo Hospital Guilherme Álvaro (Santos/SP).


*LMG: A LMG é uma empresa que atua no mercado nacional tendo como objetivo de trazer soluções completas em equipamentos para tratamentos estéticos e dermatológicos. Os equipamentos respeitam os mais rigorosos padrões de segurança e qualidade estabelecidos por órgãos oficiais. Trata-se de uma empresa realmente comprometida, que vislumbra aumentar e melhorar o escopo de tratamentos. Laser, radiofrequência, cavitação e criolipólise em aparelhos consagrados como a Plataforma Solon e o Total Sculptor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário