Novidades

quarta-feira, dezembro 23, 2020

5 dicas para criar conteúdo em vídeo de qualidade em 2021

Na última década, a produção de conteúdo se alterou dramaticamente com  a popularização dos vídeos. Mais de 500 milhões de horas de vídeos no Youtube são assistidas todos os dias e, em 2020, de acordo com pesquisa da Cisco, 82% do tráfego da internet será gerado por vídeo. A pesquisa revela ainda que 80% dos usuários preferem assistir conteúdo audiovisual a ler um texto online, por exemplo. Portanto, se você está procurando engajar pessoas com um conteúdo relevante e envolvente, o vídeo é a maneira de fazê-lo.


 Como praticamente tudo, começar é metade do sucesso


Na última década, a produção de conteúdo se alterou dramaticamente com  a popularização dos vídeos. Mais de 500 milhões de horas de vídeos no Youtube são assistidas todos os dias e, em 2020, de acordo com pesquisa da Cisco, 82% do tráfego da internet será gerado por vídeo. A pesquisa revela ainda que 80% dos usuários preferem assistir conteúdo audiovisual a ler um texto online, por exemplo. Portanto, se você está procurando engajar pessoas com um conteúdo relevante e envolvente, o vídeo é a maneira de fazê-lo.


Mas, e se você não tem ideia de como começar? André Wendler, gerente de marketing para América Latina da InVideo, plataforma que permite aos usuários criar vídeos de alta resolução para qualquer formato de mídia digital com facilidade e rapidez, traz cinco dicas para criar conteúdos em vídeo incríveis - e assim você pode começar 2021 abrindo horizontes em novas mídias.


1. Conheça seu público

"A melhor ideia para começar a criar conteúdo em vídeo é saber para quem você vai fazê-lo", diz Wendler. “Gosto da ideia de conhecer o público porque a partir desse conhecimento, posso fazer conteúdos para os temas relevantes para eles (ou para outras pessoas que não nos conhecem ainda, mas que têm as mesmas características do nosso público). Com temas que fazem sentido pra minha audiência, consigo engajá-los e trazer outras pessoas parecidas com elas, aumentando minhas visitas”, completa

Quando você começar a pensar em vídeos que deseja fazer, concentre-se em dar conhecimento. Eduque seus visualizadores dando-lhes informações que melhorarão suas vidas. Se for começar do zero, uma pesquisa sobre qual assunto que quer falar e a capacidade de penetração desse conteúdo é necessária. “A análise não precisa ser algo tão rebuscado, mas procurar números para apoiar as suas decisões é sempre bom -  quanto menor é a audiência, menor pode ser a complexidade dessa pesquisa, mas se o público for grande, é preciso dedicar mais tempo a isso”, continua André.


2. Não sabe por onde começar? Faça perguntas

Agora, se você está completamente perdido sobre qual tipo de conteúdo de vídeo produzir, faça perguntas. Leve para as mídias sociais e pergunte ao seu público o que eles querem e precisam. Uma caixinha de perguntas no stories do Instagram, por exemplo, é um lugar fácil de ter ideias. Uma live também pode ser o ponto ideal para se perguntar, além disso, você aprenderá mais e terá tópicos para conteúdos futuros. 


“Além disso, pesquisar o mercado é tão importante quanto. Isso envolve: observar concorrentes, players que vendem produtos diferentes, mas para o mesmo público e empresas análogas, só que de outros países. Usar conteúdos existentes para adaptá-los para o formato de vídeo ou até editar uma palestra gravada, por exemplo, em vídeos menores, são boas alternativas para começar”, afirma André.


3. Respeite o formato das plataformas

Cada plataforma de vídeo tem suas particularidades, mas, o que importa é o conteúdo e você usar o tamanho certo para a plataforma certa. Por exemplo, o Instagram stories precisa ter duração de segundos, já vídeos de YouTube podem durar de cinco minutos até horas, dependendo da audiência/profundidade/densidade do conteúdo. “Pensando na estratégia, é legal mesclar vídeos curtos para conseguir atenção, com vídeos mais longos e profundos que educam o público", diz Wendler.


4. Mostre seus vídeos

Por mais estranha que seja essa dica, não importa que tipo de vídeo que você faça, não esconda isso do resto do mundo. Dependendo de seus objetivos e público, você pode optar por distribuir seus vídeos em diferentes plataformas. Se o marketing de vídeo é o que você está atrás, você pode empurrar seus vídeos no Facebook, Twitter, Instagram ou YouTube como posts regulares ou anúncios direcionados. 


Além disso, uma boa edição é mais interessante para sua audiência do que onde estará o vídeo. Ferramentas como a InVideo, são fundamentais nesta etapa do processo. 


5. Engajando sua comunidade

Em vez de ficar obcecado com o número de visualizações de seus vídeos, foque em trazer conhecimento ou ajudar seu público-alvo. “Para conseguir resultados com vídeos, não tem jeito: é um misto de qualidade de conteúdo com frequência de execução. Fazendo isso, você conseguirá construir uma comunidade engajada de pessoas com mentes semelhantes”, finaliza André.


Leva tempo e esforço para criar vídeos de alto desempenho. Mas se você tem o plano de conteúdo de vídeo certo e mostra um pouco de criatividade, você pode capitalizar seu potencial para fazer clipes inspiradores e incentivar as pessoas a vê-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário