ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/24/2020

MAX 2020 será em novembro, em versão on-line

5ª edição da Minas Gerais Audiovisual Expo mantém foco em negócios e tendências

5ª edição da Minas Gerais Audiovisual Expo mantém foco em negócios e tendências


A quinta edição da MAX - Minas Gerais Audiovisual Expo – será realizada entre os dias 16 e 19 de novembro de 2020. Em modalidade completamente virtual, o evento, que é um dos mais relevantes dessa área no país, mantém seus pontos fortes: as rodadas de negócios entre produtores e exibidores e os debates sobre o futuro do setor audiovisual.


Desde a sua primeira edição em 2015, a MAX se consolidou como espaço para reflexão e caminho para viabilizar a produção, coprodução e distribuição de projetos. Neste contexto definido pela covid-19, o evento reafirma sua vocação e amplia seu alcance, oferecendo mais acesso e abrangência, por meio das possibilidades tecnológicas de interação, sem a necessidade de deslocamento dos participantes. A MAX 2020 é uma realização do Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, e do Sebrae Minas.


A curadoria da MAX é feita pela BRAVI – Brasil Audiovisual Independente, associação que reúne 670 empresas produtoras do país. O gerente de projetos da entidade, Lucas Soussumi, explica que a programação vai responder a uma demanda do setor: “Há uma ansiedade dos profissionais para trocar conhecimento sobre as oportunidades que surgem após a pandemia. Nós queremos discutir a geração de parcerias e desenhar saídas para a indústria de conteúdo de mídia e entretenimento. Neste ano, mais do que nos outros, é preciso identificar novas possibilidades”.


A cada edição, o número de participantes da MAX é ampliado. Em 2019, foi registrado um crescimento de 11% no número de projetos inscritos para as rodadas de negócios. Houve um recorde de apresentação de 476 propostas de 13 estados brasileiros. Além disso, foram realizados 50 debates com a presença de mais de mil pessoas. Em 2020, a expectativa é aumentar a participação, já que o acesso virtual se mostra mais democrático e inclusivo para realizadores do interior do estado e de outras partes do país. Além disso, permite aos convidados e ao público a conciliação com a participação em outros eventos e a realização simultânea de outras atividades.


As inscrições para as rodadas de negócios serão abertas no final deste mês de setembro e a programação completa do evento será divulgada na primeira quinzena de outubro.


Programação de negócios


A programação de negócios contará com a participação de 35 players de destaque nos mercados nacional e internacional, entre eles, distribuidoras, canais de TV paga e TV aberta, plataformas de vídeo on demand, agregadores e produtoras. Já estão confirmadas as presenças da Netflix, Sony, Warner Bros. e Viacom.


Os produtores ofertantes podem apresentar seus projetos aos players compradores em duas modalidades: as rodadas de negócios e as sessões de pitch.


As rodadas de negócios são encontros de 20 minutos de duração, entre o ofertante e um único player. Para participar, o ofertante deve apresentar previamente sua proposta, em inscrição on-line. As categorias são documentário, ficção e animação. Os compradores selecionam os projetos que lhes interessam para compor a agenda de encontros. Na última edição da MAX, foram realizados 462 encontros.


As sessões de pitch são a apresentação curta de uma proposta a uma banca selecionada de players. Os ofertantes podem inscrever projetos, que estejam em fase de desenvolvimento, nas categorias documentário, ficção e conteúdo infantil. O tempo de apresentação, de 7 minutos, será mantido como nas edições anteriores. Porém, desta vez, em formato virtual, a apresentação poderá ser gravada, dando ao produtor a liberdade de utilizar esse recurso de forma criativa. Após a exibição da apresentação, será feita a defesa ao vivo aos compradores da banca.


Programação de conteúdo


A programação de conteúdo da MAX 2020 terá 18 debates, sendo nove diálogos com entrevistados de renome e nove painéis de 90 minutos, com três palestrantes e um moderador.


A realização do evento on-line irá permitir a ampliação do número de convidados internacionais, com destaque para representantes de países que foram atingidos pela covid-19 antes do Brasil. Palestrantes da França, por exemplo, irão apresentar a experiência de retomada da produção audiovisual no país. Os rumos do mercado pós-pandemia irão permear diversas discussões e serão tratados ainda em um painel específico chamado “Arquitetura da produção e financiamento no pós-covid”. 


Mantendo seu foco no mercado, a MAX irá promover diversos debates sobre novas formas de captação e produção audiovisual, para garantir a sustentabilidade do setor em tempos de múltiplas janelas e modalidades inéditas de consumo de conteúdo. As discussões vão apontar dois caminhos: a aproximação com o mercado internacional e o fomento da produção de conteúdo local.


Por um lado, serão levantadas as necessidades de buscar outras formas de financiamento, além do recurso federal, em articulação com estados e municípios e a partir do desenvolvimento de políticas que geram condições mais competitivas para filmagens nessas localidades.


Por outro lado, serão destacados os incentivos internacionais. Será apresentada com exclusividade na MAX parte de um estudo que identificou fundos do exterior para financiamento de todas as etapas de projetos em desenvolvimento, seja produção, finalização ou exibição. Representantes desses fundos participarão das exposições.


No eixo de debates sobre as narrativas do audiovisual, diversas questões de extrema atualidade serão discutidas, como as preocupações ambientais e a representatividade das minorias (nos conteúdos, capacitação e colocação no mercado de trabalho). Serão analisadas ainda as repercussões da pandemia na forma de contar as histórias, principalmente as ficcionais. E ainda merecerão atenção especial as produções voltadas para mercado infantil, que apresenta agora uma demanda ainda maior de conteúdo educacional para suprir as necessidades do ensino a distância.


A 5ª edição da MAX é realizada pelo Sebrae Minas, Codemge e Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, com o objetivo de promover negócios e atividades de capacitação profissional para o incremento da indústria de audiovisual.


SERVIÇOS:

Minas Gerais Audiovisual Expo – MAX 2020

De 16 a 19 de novembro, inteiramente virtual

www.minasgeraisaudiovisualexpo.com.br 

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo