ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/18/2020

Victor Hugo fala sobre o luto na pandemia: O apoio de amigos e familiares ajuda muito"

Imagem de Ulrike Mai-Pixabay

Ex-BBB e psicólogo falou que a ausência dos ritos fúnebres dificultam o processo

A morte de um ente querido por só só já causa muita dor. Em um cenário pandemico, onde não existe a possibilidade de despedida ou ritual fúnebre essa situação pode ser agravada, como explica o psicólogo e ex-BBB, Victor Hugo.

“Os ritos fúnebres são importantes porque ajudam no processo de aceitação do luto. É uma passagem necessária para a elaboração de um novo plano de vida sem o ente querido. Quando isso ocorre sem uma devida despedida as chances de o indivíduo ficar ansioso ou deprimido aumentam devido ao esgotamento emocional que a pandemia por si só já causa.

Ele explica que em alguns casos é necessário procurar um profissional e que a ajuda de familiares e amigos nesse momento também auxilia bastante nesse processo de superação. O ideal é procurar um psicólogo quando sentir que está ficando muito ansioso ou com dificuldades de se concentrar ou fazer coisas novas durante o isolamento. Prevenção é sempre o melhor remédio. Quanto ao luto, evitar ficar sozinho e ter apoio de outros familiares na vivência do luto é importante”, recomenda o psicólogo. 

Outro luto também que podemos passar durante a pandemia está relacionado a perda de empregos e adiamentos de planos. “Outro luto comum na quarentena tem sido o luto do emprego e dos sonhos. Muitos planos como casamento e festas de aniversário planejadas há meses são adiados. Devido aos problemas econômicos que a pandemia gerou, empresas não tem dinheiro pra pagar funcionários que acabam sendo demitidos e com baixas possibilidades de conseguir novo emprego durante a pandemia” ressaltou Victor Hugo. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo