ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/22/2020

Marcelo Rizzo transforma melancolia em esperança no novo single “Farol”

Marcelo Rizzo - Farol

Faixa de indie pop chega acompanhada de um lyric video


Após lançar o EP “Pouco a Pouco”, o cantor e compositor Marcelo Rizzo transformou a tristeza de um término em canção em “Farol”. A faixa, pensada como parte do processo de cura, chega com um lyric vídeo e está disponível em todas as plataformas de música digital.

“Magoado, sentei no piano e compus. Coloquei as palavras que estavam faltando na música, consegui dar a vida que eu queria e que ela precisava. Me ajudou a curar a mágoa. Assim que terminei de compor, sabia que precisava gravar e lançar pro mundo”, conta Rizzo. 

Relacionando-se com a música desde 2003, foi em 2009 que Marcelo Rizzo decidiu começar a gravar as suas composições de forma amadora, com o auxílio de um computador. Em 2016, tomou coragem para investir em suas canções. Após uma série de singles, ele lançou seu EP de estreia no ano passado, sempre deixando com muita sinceridade as suas emoções no seu trabalho.

“A música sempre foi um remédio pra mim nos momentos ruins. Não acredito que sempre tenha que ser algo pra te tirar da fossa. Às vezes, você só quer se dar o direito de curtir a fossa mesmo. Pra daí então, se reerguer. E é demais quando outra pessoa sente o que você sente e coloca em palavras nas músicas. Isso que traz conforto, saber que não estamos sozinhos no mundo e que nossos sentimentos são humanos, são reais, válidos”, reflete.

Com produção musical de Leo Hainer e lyric video realizado por Luiza Montoni, o single marca  o começo de uma nova fase no trabalho de Rizzo. “Farol” está disponível em todos os serviços de streaming de música.


Ficha Técnica:
Produção musical e arranjos: Leo Hainer
Letra: Marcelo Rizzo
Fotos por: Renata Nascimento | Produção: Fernando Nascimento e Renata Nascimento
Edição e arte: Estúdio Farândola, Marlon Carneiro

Acompanhe Marcelo Rizzo:

Marcelo Rizzo - Farol (Lyric Video)

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo