ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/25/2020

Cadu Tenório reúne colaboradores e celebra jornada em novo disco “Monument for Nothing”

Cadu Tenório - Monument For Nothing

Lançado pelo selo QTV, disco conta com diversas participações especiais


Nome marcante da cena experimental carioca, Cadu Tenório é um músico e produtor conceituado, que se reinventa e explora novas fronteiras no álbum “Monument for Nothing”. Ele reúne, em seu novo álbum participações de Juçara Marçal, Carla Boregas, Maurício Takara, Sara Não Tem Nome, Emygdio, Lucindo, Rogério Skylab e Vitor Brauer. Esse é um lançamento do selo QTV que está disponível em todas as plataformas de música digital.

“Com esse disco eu resolvi tentar imprimir toda a pluralidade da minha produção, extrapolando os limites possíveis mesmo. Entre gêneros e estruturas. É um disco de música, principalmente”, explica ele.

Elogiado por nomes como Ari Aster e Matana Roberts, Cadu produz música com os projetos Sobre a Máquina, VICTIM!, Ceticências, Banquete, Gruta e Vaso, além de sob seu próprio nome Cadu Tenório. Já colaborou com inúmeros artistas que vão da música experimental à canção popular brasileira, incluindo Paal Nilssen-Love. 

Co-fundador do selo independente TOC, ele tem passagens importantes por palcos como o da Audio Rebel e Circo Voador e participações em eventos como o Festival Novas Frequências (RJ), a Ocupação do Quintavant no Museu de Arte Moderna do Rio, o Festival Continuum (PE), Perturbe - Festival de Ruído e Performance (PR), Pequenas Sessões (MG), Kinobeat (RS).

Em 2015, ganhou destaque nacional com o disco “Anganga” em parceria com Juçara Marçal. No mesmo ano compôs ao lado de Romulo Fróes a trilha sonora do espetáculo de teatro Labirinto. Nos últimos anos, ele lançou trabalhos pelos selos estrangeiros Fusty Cunt (EUA), Blue Tapes (Reino Unido) e Ukiuki Atama (Japão). Todas estas facetas de seu trabalho e alguns dos principais parceiros que teve ao longo dos anos são sintetizados no novo álbum.

“Acho que esse disco é essa experiência, onde tudo que eu consigo, de canção pop estranha até peça radical de música eletrônica. Produção, composição, timbres, detalhamento e espaçamento, mixagem, todas a participações, o lance da pluralidade de linguagem unida no fio todo: acredito que este é o meu trabalho mais forte”, conclui.

O QTV é um dos destaques da cena da música experimental e avant-garde nacional. Além deste, o selo lançou álbuns elogiados na música brasileira, como os recentes “Action Lekking”, de Negro Leo, “Drama” de Tantão e os Fita e o laureado “Anganga” de Cadu e Juçara Marçal. “Monument for Nothing” está disponível em todos os serviços de streaming de música.

Ouça “Monument for Nothing”: https://smarturl.it/MonumentForNothing

Cadu Tenório - Monument For Nothing - Cadu_avatar

Ficha técnica
01 Hi...
02 Garden
03 No Longer Human
04 Shinobu
05 Saffron Witch
06 Hazel Priestess
07 R'lyeh.exe
08 @tekeli_li
09 Monument for Nothing (Feat. Juçara Marçal)
10 Breeze ASMR (Feat. Juçara Marçal)
11 Yog-Sothoth is the gate (Feat. Carla Boregas & Maurício Takara)
12 Nublado (Feat. Sara Não Tem Nome)
13 Conchas (Feat. Sara Não Tem Nome & Emygdio)
14 Astral Clocktower (Feat. Lucindo)
15 Entreportas (Feat. Rogério Skylab)
16 Mãos (Feat. Vitor Brauer)
17 Gatos de Ulthar na Rua dos Quatro Ventos (Feat. Emygdio)
18 Fim
Produzido por Cadu Tenório
Gravado por Cadu Tenório
Com exceção das vozes e instrumentos adicionais gravados nos homestudios dos convidados.
Mixado por Cadu Tenório e Emygdio
Masterização Emygdio
Arte: Daniel Semanas
Produção geral: Cadu Tenório, Luan Correia e Bernardo Oliveira

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo