LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/06/2020

Momento para reinventar a Educação Física

Chegou o momento de reinventarmos a Educação Física.


CHEGOU O MOMENTO DE REINVENTARMOS A EDUCAÇÃO FÍSICA


Por: Prof. Paulo Lopes

Precisamos buscar o lado positivo em todas as situações e a possibilidade de assistir excelentes LIVES de grandes cantores é uma oportunidade que eu estou aproveitando neste período de quarentena, em razão do COVID-19. 

Tive o privilégio de, da sala da minha casa, assistir o show do cantor Nando Reis, músico de primeira linha e um compositor que torna as suas músicas verdadeiras poesias. No início da LIVE, Nando Reis verbalizou várias vezes que estava desconfortável frente a esta nova situação. Disse que após 41 anos de carreira, aquela era a primeira vez que fazia um show sem ter o público à sua frente, mas que isso iria passar após as primeiras músicas. 

E não é que passou... depois de 1 hora e 30 minutos de LIVE ele já estava bem mais descontraído e encerrou dizendo que havia gostado da nova experiência e que novas LIVES seriam planejadas.

Esse fato me levou a uma reflexão: 

Será que a Educação Física, profissão que optei e exerço com paixão, sempre buscando modelos e referências em grandes profissionais com quem tenho o privilégio de conviver está buscando se adaptar a esse momento sem perder sua identidade? 

Aos colegas de profissão direciono algumas pautas: 

Será que nós, Profissionais de Educação Física, iremos buscar crescimento e novas alternativas? 
Será que vamos romper com pré-conceitos, com vícios da profissão, com comodismo e sair da zona de conforto? 
Será que tornaremos as nossas aulas, por exemplo de ritmos e treinamento funcional mais atrativas do que os vídeos postados em redes sociais? 
Será que ofereceremos cursos on line de qualidade? 
Será que buscaremos formas de oferecer aulas em grupos fechados de redes sociais, como estamos fazendo agora? 
E com relação ao discurso de que somos Profissionais da Saúde, será que estamos sendo na prática ou somente no discurso? 

Espero que essas pautas levem-nos a uma auto análise e, ao encontrarmos as respostas, busquemos um processo de mudanças, primeiro pessoal, para que posteriormente possamos mudar o nosso meio profissional, pois parafraseando Gandhi: "Seja a mudança que você quer ver no mundo".

Colegas, chegou o momento de REINVENTARMOS A EDUCAÇÃO FÍSICA.

O momento em que devemos, ao invés de “pensarmos fora da caixa”, “sairmos da caixa” e, de fora dela, tentarmos entender tudo o que já fizemos lá dentro e contextualizarmos com esse momento novo e complexo. E nós, mais do que qualquer outra profissão, temos essa capacidade de inovar, criar e adaptar, pois nossas práticas diárias, independentemente da área que atuemos, nos propiciam tudo isso. Precisamos estar preparados e com várias alternativas, pois não saberemos ao certo de que forma retornaremos as nossas rotinas após a quarentena. Um fato é evidente, quando tudo isso voltar ao “normal”, o nosso ‘"padrão de normalidade” será outro. 

Espero que possamos evoluir e que este novo “padrão de normalidade” faça com que preocupemo-nos mais com o “nós” e menos com o “eu”. Que tenhamos mais ações que visem o crescimento da “nossa profissão” junto ao “nosso crescimento pessoal”, pois quanto mais fortalecida estiver a Educação Física mais força terão os argumentos destes profissionais frente à sociedade. 

Que as lições aprendidas nos tragam novas possibilidades de atuação, buscando um crescimento pessoal, porém compartilhando com os demais colegas a fim de trazer um crescimento qualitativo à nossa profissão.

Finalizo citando um trecho da música "A Letra A”, de Nando Reis: "...se a gente não sabe, inventa...”, neste caso reinventa... REINVENTA A EDUCAÇÃO FÍSICA.


------------------------

NOTA DA REDAÇÃO:
Também pode ler do Prof. Paulo Lopes: "O gerenciamento do medo frente à pandemia".

Sem comentários:

Enviar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo