LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/13/2020

Somos um só no combate ao Covid-19

Foi necessária uma grande epidemia para a humanidade voltar a valorizar o essencial
Fotocomposição A. Guimarães


Por: Carlos Marley

Quero compartilhar com vocês a canção “Somos um só” da cantora cearense, Bruna Ene, que é tema de campanha de prevenção da Cruz Vermelha contra o Covid-19.

O presidente nacional da Cruz Vermelha explica como a canção chegou até ele: “A música apareceu em um grupo em que faço parte e logo eu vi que se encaixava perfeitamente com o que a Cruz Vermelha brasileira pensa e age. Então, eu entrei em contato com a autora e cantora da música, e ela topou. Na música, ela fala que quer abraçar a pessoa que ama, mas que precisa fazer tudo certo. E para fazer tudo certo, vamos trabalhar na educação das pessoas, na prevenção e distribuição de kits”, explicou Júlio Cals, presidente nacional da Cruz Vermelha. 

A Cruz Vermelha, que sempre esteve presente, ajudando as pessoas mais necessitadas em períodos difíceis vividos pela humanidade, também tem realizado ações para conscientizar as pessoas de que o momento é de união e o inimigo é um só: O coronavírus.

O desejo de voltar abraçar as pessoas que ama e a vontade de restabelecer o mundo de um momento difícil motivou a cantora fortalezense Bruna Ene a escrever uma música autoral de conscientização e esperança. A canção “Somos um só” traz palavras de força e imagens de um planeta inteiro lutando contra um mesmo inimigo: o Covid-19 e seus efeitos.

Foi necessária uma grande epidemia para a humanidade voltar a valorizar o essencial e perceber que todos têm sua importância, desde o trabalhador mais humilde até os mais graduados. 

Um sentimento que andava esquecido e que vem sendo praticado fortemente neste momento tão difícil é a solidariedade. Muitas pessoas que talvez nunca tenham tido contato com a filantropia estão passando por essa experiência.

“A felicidade é a única coisa que podemos dar sem possuir”
(Voltaire)

Somos um só

E de repente tudo mudou
O mundo inteiro quase parou 
Tudo que era de rotina e eu conhecia no meu dia-a-dia então se transformou
Um inimigo se aproximou
E foi testando tudo que eu sou
A paciência, a coragem, as certezas e até a minha fé
Mas minha esperança
É maior que todo o medo
E eu sei que vai passar
Se a gente fizer tudo direito
      Refrão
Quero abraçar quem eu amo
Voltar a ter os meus planos
E acordar dos enganos
Que eu criei sem saber
Que a vida é mais que pensamos
E tudo que precisamos
É aprender com os danos
Que o mundo inteiro é um só
Cuide do seu corpo
Alimente a sua fé
Brinque com seus filhos
Faça tudo o que puder
Pra gente passar logo 
Com essa dor que é do mundo
E a luta continua de segundo a segundo
Os anjos de jaleco
Estão se arriscando pra nos salvar 
E cada vida em risco deve importar 
Por todos nós Por cada um de nós 
Faça sua parte Porque nunca estamos sós 
Quero abraçar quem eu amo 
Voltar a ter os meus planos 
E acordar dos enganos 
Que eu criei sem saber 
Que a vida é mais que pensamos 
E tudo que precisamos 
É aprende com os danos 
Que o mundo inteiro é um só 
Um só 
O mundo inteiro é um só 
Que o mundo inteiro é um só

Somos um só - Bruna Ene

3 comentários:

  1. Nobre colega Armindo, agradeço a criativa arte produzida para o texto. Vou tentar dá a minha visão sobre a foto composição. O Globo terrestre representa a nossa casa (reino animal, vegetal e mineral), enquanto a criança sendo gerada representa a evolução do planeta (Terra mãe), uma criação de Deus, o amor, que ficou demonstrado em forma de coração na ponta do cordão umbilical. O astronauta no espaço simboliza a busca incessante do homem por novidades. As fórmulas e gráficos é a ciência atuando para produzir benefícios para humanidade representada na figura do casal. E aí cheguei perto da sua ideia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Marley, escusado será dizer que estamos perante mais um excelente texto como aqueles a que já nos habituaste e do prazer que sempre me dá em poder contribuir com uma imagem alusiva. Quanto à minha arte, na verdade não é arte da minha autoria, mas sim de outros. Eu, tendo em atenção o teu texto, apenas me limitei a idealizar uma cena e depois procurar encontrar imagens na web isentas de direitos de autor, e depois de reunir as imagens pretendidas, colocá-las numa só foto de acordo com o que havia imaginado. Não é fácil encontrar exatamente o que queremos, mas com paciência sempre se consegue.
      A visão que explanaste é exatamente aquela que queria transmitir. Procurei. também, que fosse perceptível a analogia entre o feto com o cordão umbilical e a posição fetal do astronauta com o tubo que o liga à nave espacial, sinónimo da missão que o Ser Humano tem à nascença no sentido de se descobrir a si próprio partindo à descoberta do desconhecido.
      O homem e a mulher, bem como o desenho de que fazem parte, trata-se da representação de uma das placas metálicas que foram colocadas em 1972 e 1973, nas sondas Pionner 11 e 10, com a intenção de poderem, eventualmente, ser encontradas por seres extraterrestres. É interessante o significado do desenho da referida placa que se espera seja compreendido por eventuais ETs que as encontrarem. Como não cabe aqui em texto de comentário que se pretende o mais resumido possível, deixo aqui o link de uma explicação que encontrei na web e que acho suficientemente completa: https://universoracionalista.org/as-placas-pioneer-uma-mensagem-para-o-espaco-profundo/
      Grande abraço.

      Eliminar
  2. Nobre colega Armindo, agradeço o seu comentário e sua disposição na busca de uma imagem adequada para abordagem do texto. Isso não diminui o valor da sua arte, que sempre é muito criativa e enriquece o texto. Vou aceitar a sua sugestão e acessar o link para conhecer mais detalhes dos elementos que compõem a imagem postada.
    Um forte abraço

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo