LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/21/2020

Para a sua casa convide ROBERTO CARLOS e não COVID-19

 Vou botar Roberto Carlos cantar pra mim as músicas que eu quiser

Diante da pandemia do COVID-19, que avança em todas as direções do nosso Planeta Terra



Por: Carlos Marley

Diante da pandemia do COVID-19, que avança em todas as direções do nosso Planeta Terra, provocando sérios problemas na saúde das pessoas, levando muitas vitimas a óbito, fazendo  com que a rotina das pessoas mude drasticamente.

Tentando conter a proliferação do vírus as autoridades de saúde tem recomendado manter certa distância durante a comunicação verbal, manter a higienização das mãos, roupas e alimentos.  Evitar aglomeração e ter sempre por perto (bolsa e carro) álcool gel e papel toalha para usá-los sempre que circular por lugares públicos, onde aja muito contato manual (corrimão, botão do elevador, etc.) e sempre que chegar a casa, além de outras medidas.

Portanto, o momento atual requer que a maior parte da população fique em casa para evitar uma disseminação ainda maior do novo coranavírus. Mas há os que necessitam de trabalhar fora, exercer outras tarefas na rua, inclusive quem ainda não levou a sério a gravidade do problema.

Diante de tal situação e seguindo as recomendações das autoridades de saúde resolvi entrar em isolamento social, uma “prisão domiciliar” sem o uso da tornozeleira eletrônica.

Para isso pensei qual a melhor estratégia a ser adotada durante o confinamento. A primeira que me veio à cabeça foi:

1 - Vou botar Roberto Carlos cantar pra mim as músicas que eu quiser;

2 - Ele vai fazer o show que eu escolher dos DVDs;

3 - Vou reler a sua biografia não autorizada.

Enfim, ele vai ficar a minha disposição o tempo que eu quiser. Não vai poder nem reclamar. Como diz a canção: “cansei de ser escravo do seu coração/ Agora resolvi fazer/ Você sentir a dor que eu senti/ Você sentir na pele o que é sofrer...”.


Roberto Carlos - Nada Vai Me Convencer (Áudio Oficial)

Roberto Carlos - Como dois e dois

6 comentários:

  1. Nobre e querido colega Marley, se as sugestões prometidas por você para alegrar nosso isolamento obrigatório forem essas, adorei e vou fazer uso delas.. Vou convidar o NMQT para vir aqui ficar conosco e ele vai ter de fazer o que eu quiser, sem reclamar.. Obrigada.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nobre colega Carmen, eram essas sim. Aproveite bastante. A montagem da sala foi preparada pelo mestre da arte gráfica Armindo Guimarães.

      Um forte abraço

      Eliminar
  2. Agora temos tempo para tudo,ontem estive a ver um filme do Roberto que nunca tinha visto.O Diamante cor de Rosa.

    ResponderEliminar
  3. Nobre colega Alda, o negócio é arejar a mente. Evitar pensamentos negativos. É preciso saber viver.

    ResponderEliminar
  4. Mais uma excelente matéria do nosso amigo Carlos Marley com um toque humoristico digno de nota. Com efeito, muitas são as dicas que começam a aparcer na web para as pessoas ocuparem o isolamento domiciliário e esta dica do Marley tem montes de absolutamente, sendo certo que não é aconselhável a ninguém ajuizar uma matéria apenas pelo título e foto que dela fazem parte. Digo isto porque no Facebook, designadamente no grupo Fãs de Roberto Carlos, um membro reagiu mal à partilha da matéria, invocando neste momento só interessa Deus e não o Roberto e que era contra fãs fanáticos, etc. Ri-me com essa de "fanáticos" e fiquei na dúvida a quem se queria referir, a ele ou aos autores do texto e da foto e respondi sem fanatismo de qualquer espécie, mas depois estive a ler os 44 comentários que o post já tinha e fiquei pasmado, pois normalmente, com um comentário a abrir daquele género, como foi o caso, o pessoal que vem a seguir comentar segue o mesmo raciocínio, mas neste caso nem um houve igual ao primeiro, ou seja, ninguén concordou com o membro porque na certa não se tinham ficado apenas pela foto e título e já tinham lido a matéria do grande Carlos Marley. Grande abraço e manda mais! Ah! Quase me esquecia de dizer aqui que na minha resposta ao comentário do tal membro, deixei ficar uma embalagem de ROBERTOCALMEX.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nobre colega Armindo, agradeço as suas palavras e o contraponto sobre o comentário feito. Só lembrando o que diz em Eclesiastes 3:1-8 Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu (...). Para concluir peço emprestado as palavras de Roberto e Erasmo Carlos na canção “Perdoa” (1983): “Não queira/ Que eu seja como manda o figurino/Nem me castigue assim como um menino”.

      Grato

      Eliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo