ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/08/2020

Governo Federal entrega 857 novas moradias em estados da região Sudeste


Mais de 3.400 pessoas serão beneficiadas em São Paulo, Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Em Oeiras, no Piauí, moradores também receberam as chaves nesta sexta-feira (6)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) entregou 857 novas moradias construídas na região Sudeste pelo programa de habitação social do Governo Federal. Mais de 3.400 pessoas serão beneficiadas nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Os investimentos da União nos empreendimentos somam R$ 151,7 milhões.

A maior quantidade de imóveis concedidos foi em Nova Iguaçu (RJ), onde 300 famílias receberam as chaves de seus apartamentos na primeira etapa de entrega do Residencial Villa Provance. Foram investidos R$ 112,5 milhões no empreendimento, que terá, ao todo, 1.500 residências.

No interior paulista, são 493 novas casas. Em São Manuel, foram aplicados R$ 14,4 milhões para a construção de 200 residências. Por sua vez, Areiópolis e Pratânia receberam R$ 6,6 milhões em aportes federais para a construção de 100 residências em cada município. Em Buritizal, os R$ 6,2 milhões repassados pelo MDR auxiliaram a edificação de 93 unidades habitacionais.

Já em Minas Gerais, a cidade de Itaguara recebeu investimentos de R$ 5,1 milhões para a construção de 64 apartamentos.

Na região Nordeste, 42 famílias receberam as chaves de suas residências em Oeiras (PI). Os recursos aplicados pelo MDR nos dois empreendimentos beneficiados somam R$ 2,7 milhões.

Aportes federais

Neste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional liberou a transferência de R$ 667,6 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) para garantir a execução do programa federal de habitação social. Desse total, R$ 400 milhões foram destinados à continuidade das obras de 310 mil moradias para famílias que ganham até R$ 1.800.

São R$ 360 milhões do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR); R$ 20,6 milhões para a modalidade Entidades; e outros R$ 19,4 milhões para o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

Nesta semana, foi autorizado o repasse de R$ 87 milhões do OGU para a continuidade das contratações de novas moradias das Faixas 1,5 e 2 do programa de habitação. O montante é referente à parcela de responsabilidade da União para assegurar os subsídios do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Somente neste ano, as transferências para a iniciativa somaram R$ 267,6 milhões para essas modalidades.

Investimentos em 2019

No último ano, o setor de habitação foi a área sob responsabilidade do MDR que mais recebeu recursos. Foram R$ 4,87 bilhões disponibilizados ao programa de interesse social, sendo que mais de 85% desse valor foi destinado ao atendimento da Faixa 1 – famílias com renda mensal de até R$ 1.800.

Foram concluídas e entregues 399,6 mil moradias em todas as Faixas da iniciativa. Destas, 68,3 mil foram voltadas para beneficiários do grupo mais popular.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo