ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/21/2019

Sebrae Day discute como estabelecer um ecossistema de inovação



O especialista Alexandre Souza  apresentou os aprendizados de Santa Catarina, que é referência nacional no assunto


Em sua última edição, em 2019, o Sebrae Day - encontro mensal promovido pelo Sebrae que debate temas relativos à inovação nos pequenos negócios - contou com a presença de Alexandre Souza, coordenador do projeto de startups do Sebrae em Santa Catarina. Alexandre falou sobre “Ecossistema de Inovação” e expôs os aprendizados e fatores que levaram Santa Catarina a ser uma referência nacional em inovação. O evento foi realizado no Inovabra Habitat, em São Paulo.


Santa Catarina foi o primeiro a receber uma incubadora de base tecnológica do Brasil, é berço de conhecidas startups como Resultados Digitais, Conta Azul, Pixeon, entre outras. Atualmente, existem mais de 50 mil empregos gerados no setor de tecnologia do estado. Segundo Alexandre, Santa Catarina tem atraído muitos profissionais e empresas do setor devido seu ecossistema de inovação maduro. “Ecossistema nada mais é do que um conjunto de comunidades que vive em um determinado local e interage entre si, constituindo um sistema autossuficiente. Os ecossistemas são ambientes em evolução e comparar ecossistemas em contextos diferentes é injusto e perigoso”, destaca Alexandre. Porém, é possível inspirar-se em modelos consistentes para criar e fortalecer outros, ressalta o especialista do Sebrae.


Alexandre diz que um ecossistema pode nascer de investimentos do governo ou da união de empreendedores para movimentar o negócio local, buscando soluções, parcerias e recursos. Esse último foi o caso de Santa Catarina.  Para ele, o associativismo é a principal lição que pode ser aprendida com o ecossistema de inovação do estado. Apesar da palavra parecer um pouco obsoleta, foi assim que o estado se fortaleceu e virou referência nacional. O senso de colaboração, cooperação e de “give back”, que significa devolver o conhecimento que foi recebido, é muito forte na região e tem trazido ótimos resultados para os empreendedores e para a economia local. Alexandre destacou que o Sebrae tem feito ações efetivas para incentivar empreendedores de outros estados interessados nesse nicho a migrarem para Santa Catarina. Segundo o especialista, o crescimento tem sido muito grande, mas ainda há muito espaço para ampliar e avançar no volume de investimentos para startups.

Sem comentários:

Enviar um comentário