ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/22/2019

Festival Levada 2019 apresenta Delia Fischer, dias 22 e 23, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca


DELIA FISCHER FAZ DOIS SHOWS NO FESTIVAL LEVADA 2019

Depois de conquistar os palcos europeus, a cantora e compositora apresenta-se nos dias 22 e 23 no Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca

Conquistar a Europa, fazendo shows para públicos majoritariamente locais, não é para qualquer artista, mas a carioca Delia Fischer acaba de triunfar no Velho Continente. Foram onze apresentações consagradoras em palcos da Alemanha, Itália e Portugal, incluindo a participação na edição de Amarante do prestigiado Mimo Festival. Não haveria melhor maneira para comemorar os 30 anos de estrada dessa artista múltipla, uma das poucas que canta, compõe, é instrumentista, líder de uma banda, arranjadora e diretora de grandes musicais, e – ainda – mãe e esposa. Ou seja, uma mulher do nosso tempo.

Para festejar essa brilhante fase, Delia Fischer volta ao Rio de Janeiro para se apresentar no Festival Levada 2019 em duas noites seguidas. Os shows serão nos dias 22 e 23 de agosto, às 20h, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca. O festival tem direção geral de Júlio Zucca e curadoria de Jorge LZ, DJ, radialista e pesquisador.

O giro europeu marcou a estreia da turnê do disco "Tempo mínimo", lançado em abril nas plataformas digitais e agora no formato físico. O primeiro show foi na cidade de Karlsruhe, na Alemanha. De lá, Delia seguiu para terras italianas, passando por Turim, Roma e Nápoles. Em julho, foi a vez de Portugal, com récitas em Lisboa e Amarante, na já citada apresentação no Mimo. E o mês de agosto começou com uma nova aterrissagem na Alemanha, dessa vez em Frankfurt, na renomada casa Jazzkeller, considerada pela revista Downbeat uma das mais importantes do mundo. Um verdadeiro templo do jazz.

O show é o resultado de mais de oito anos de dedicação ao novo disco, que acentuou a faceta de cantora de Delia Fischer num repertório quase integralmente autoral. É como frisou o crítico italiano Massimo Milano, estudioso da música japonesa e brasileira, sobre o trabalho da artista: "Nos dias de hoje, quando a atenção dedicada a qualquer experiência cognitiva ou estética não dura mais que 30 segundos, apropriar-se do tempo e de seu valor talvez seja um gesto muito mais revolucionário do que se poderia imaginar".

Ainda que estejamos vivendo em tempos de mídias digitais, o público de Delia Fischer continua rigoroso e não perde o costume de ouvir CD à moda antiga. Por isso, o álbum físico estará à venda, a partir de setembro, em todas as unidades da Livraria da Travessa, no Rio de Janeiro. Nesse trabalho, que será apresentado aos cariocas no Festival Levada 2019, Delia trouxe a palavra para o primeiríssimo plano, depois de dedicar muito tempo de sua carreira à seara instrumental, seja como artista ou produtora. São faixas como "Orgia", "Samba mínimo", "Tanto faz", "Canção de autoajuda", "Ela furou", "Copacabana", "Mesmos sons", "Feliz por um triz" e "Corações amarelos", feitas sozinha ou com parceiros como Claudio Botelho (o midas dos musicais brasileiros), Carlos Careca e Camila Costa. Além, claro, da regravação de "Garra", dos irmãos Paulo Sérgio Valle e Marcos Valle, este último presente na própria faixa.

No palco, Delia Fischer vai se apresentar ao lado de dois músicos para lá de talentosos: o multi-instrumentista e vocalista Matias Correa e também do multi-instrumentista Antonio Fischer-Band. É a mesma formação que rodou com ela pelos palcos internacionais. "São os parceiros perfeitos para o meu som", acentua a artista, que é casada com Matias e mãe de Antonio. "Depois de mostrar “Tempo mínimo” na Europa, chego ao Rio com a energia musical renovada e mais forte para festejar esse novo repertório com toda a alegria", comemora.


SERVIÇO:
Shows de Delia Fischer
Dia: 22 e 23 de agosto
Horário: 20h
Local: Centro da Música Carioca Artur da Távola
Endereço: Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca
Tel.: (21) 3238-3831
Ingressos: R$20,00 | R$10 (meia-entrada para estudantes, idosos, deficientes, menores de 21, professores do Município do RJ e moradores do bairro mediante a apresentação de comprovante de residência
Classificação: 16 anos

Próximos shows do Festival Levada 2019

29 e 30 de agosto, 20h – quinta e sexta-feira (Centro da Música Carioca Artur da Távola/Tijuca)
Mombojó No Festival Levada 2019, o grupo lança o vinil comemorativo pelos 15 anos do primeiro disco: “nadadenovo”. Composto por nove músicas, o álbum é também um material virtual, disponível para baixar no site da banda (www.mombojo.com.br). Expoente da geração pós-manguebeat de Pernambuco, o Mombojó está vivendo nova fase de trabalho com seus integrantes: Felipe S (voz e guitarra), Chiquinho (synth e sampler), Marcelo Machado (guitarra), Missionário José (baixo) e Vicente Machado (bateria e sampler). Veterano da música independente, o grupo recifense passou o ano de 2018 lançando uma música por mês dentro do projeto MMBJ12, uma delas, “Nunca vai embora”, contou com a participação do cantor Lenine, premiado recentemente com um Grammy Latino.

6 de setembro, 20h – sexta-feira (Teatro Firjan SESI/Centro)
Jards Macalé - O cantor, compositor e músico carioca representa um ganho musical e cultural para o público do Levada. Ele fecha a série de shows antes do Levada+ com o lançamento da versão em vinil do elogiado "Besta fera" no Teatro Firjan SESI. Conectado com seu novo trabalho, o álbum tem 12 músicas inéditas que dialogam as luzes e as trevas em uma aura punk. A direção musical é do próprio Macalé. Lançado em fevereiro nas plataformas digitais e em CD, será no Festival Levada que Jards apresentará o material em vinil.

19 de setembro - quinta-feira, 20h (Labsonica)
Livia Nery: Apresenta no Levada+ o show de lançamento do disco “Estranha Melodia”. Cantora, compositora e instrumentista baiana, Livia foi muito elogiada pela crítica musical pela mistura do orgânico com eletrônico em seus trabalhos. Seu primeiro disco tem produção de Curumin, artista que brilhou no Festival Levada 2017.

20 de setembro - sexta-feira – 20h (Labsonica)
Bia Ferreira: Cantora, compositora e violonista paulistana, Bia chama a atenção não só pela excelente performance, mas também pelo poderoso discurso político e social de suas letras. Apresentará no Levada+ o show de lançamento de seu primeiro disco, "NOME – Um Chamado"

26 de setembro - quinta-feira (Labsonica)
Ana Frango Elétrico: Apresenta no Levada+ o show de lançamento de seu segundo disco, “Little Eletric Chicken Heart”. A cantora, compositora e instrumentista carioca vem chamando a atenção e já é um dos destaques da cena independente da cidade por conta de seu primeiro disco, “Mormaço queima”, de 2018.

27 de setembro - sexta-feira (Labsonica)
Lucas Estrela: Guitarrista e compositor paraense, Lucas é considerado um dos principais nomes da nova geração de músicos do Pará. Esteve no Festival Levada 2017 acompanhando a cantora paraense Juliana Sinimbú. Ainda esse ano, ele participará do Rock in Rio. Apresenta no Levada+, pela primeira vez no Rio de Janeiro, o show de lançamento de seu primeiro disco, "Farol".

FESTIVAL LEVADA 2019 – LOCAIS DOS SHOWS
. Centro da Música Carioca Artur da Távola: Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca. Tel.: (21) 3238-3831

. Teatro Firjan SESI/Centro: Av. Graça Aranha, 1 – Centro. Tel.: (21) 2563-4164

. Labsonica – Oi Futuro/Flamengo: Rua Dois de Dezembro, 107 – Flamengo


Sobre o Festival Levada
Importantíssimo para divulgar a música independente que anda sendo feita por todo o Brasil, o Festival Levada chega à sua 8ª edição, com dois shows diferentes a cada semana, às quintas e sextas-feiras, até 27 de setembro, em três palcos diferentes: Centro da Música Carioca, na Tijuca; no Teatro Firjan SESI, no Centro; e no LabSonica do Oi Futuro, no Flamengo.

E se o festival dedica-se a dar visibilidade à música produzida de forma independente, nada melhor do que contar com um nome de peso icônico neste segmento: o genial Jards Macalé, que se apresentará no dia 6 de setembro, no Teatro Firjan SESI/Centro, mostrando seu mais recente trabalho, “Besta fera”, lançado no primeiro semestre deste ano.

E tem mais! Esta 8ª edição do Festival Levada traz outros nomes de peso e repercussão nacional, como Mombojó, JosyAra, Ronei Jorge e The Baggios. O LabSonica Oi Futuro será o espaço do Levada+, sucesso de público no ano passado e que, para 2019, traz Lívia Nery, Bia Ferreira, Ana Frango Elétrico e Lucas Estrela.

Em setembro, é a vez do Levada + com gravações ao vivo gratuitas no estúdio do LabSonica, no Lab Oi Futuro. Patrocinado pela Oi, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro (Lei do ICMS-RJ) e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro (Lei do ISS) e com o apoio do Oi Futuro, o festival tem direção geral de Júlio Zucca e curadoria de Jorge Lz, DJ, radialista e pesquisador.

Sem comentários:

Enviar um comentário