ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/21/2019

Aula particular 3.0


O Brasil é o terceiro país do mundo que mais fica conectado à internet. Segundo o estudo feito pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, em 2018, o brasileiro passou mais de nove horas diariamente na rede e mais de 49% desses usuários utiliza seu smartphone para acessar a internet. Com a facilidade de acesso às informações, ficou mais prático estudar ou obter mais informações sobre certo assunto. O conhecimento agora está na palma da mão com o advento das plataformas de ensino à distância e aplicativos que conectam professores a quem precisa aprender.

Aplicativos

De acordo com a pesquisa da App Annie, empresa norte-americana de dados do mercado de aplicativos, o brasileiro gasta 200 minutos por dia nos aplicativos. Pensando em converter algumas dessas horas investidas no mundo virtual em encontros reais que promovem a melhoria do capital humano, Conrado Mecchi, Rodrigo Piccoli e André Alves desenvolveram uma startup de compartilhamento de conhecimento em 2017. Através do aplicativo Shapp, usuários de todo o Brasil têm acesso a professores que oferecem aulas em mais de 80 disciplinas. 

Por meio de geolocalização, é possível encontrar um professor mais perto e a velha indicação boca a boca, foi substituída pelas avaliações de outros usuários da plataforma - tão comuns em apps de mobilidade ou delivery. “Apostamos nas avaliações disponíveis na plataforma para que o aluno tenha mais fatores para ponderar na hora de optar por algum professor”, explica André Alves, co-fundador e gestor do app. Hoje a plataforma conta com mais de mil professores cadastrados em mais de 300 cidades. O download e cadastro na plataforma são gratuitos e, diferentemente de muitos concorrentes, o Shapp não cobra comissão do professor, mas sim uma taxa única por novo aluno conquistado. 

Plataformas de ensino à distância

Cada vez mais comum por conta de sua facilidade, o ensino à distância vem crescendo no Brasil. Segundo a última pesquisa Censo, realizada em 2015, 49% dos adeptos são adultos, entre 31 e 40 anos. 

As modalidades de EAD mais famosas são os cursos livres e de ensino superior. Mas também é possível encontrar plataformas que possuem professores particulares de aulas de reforço. No caso da youtzLIVE, os alunos possuem acesso a uma plataforma de aprendizagem que permite aos estudantes realizar aulas virtuais em tempo real, com aulas e conteúdos digitais.

As lives com professores nas mídias sociais são outro formato que costuma atrair muitos jovens. Neste caso, não são aulas exclusivas, mas se tornaram um modelo relevante pois é muito acessível aos alunos de qualquer lugar do país e trazem uma linguagem em canais com os quais este público está amplamente habituado.

Quem busca estar antenado em atualidades, pode consultar as lives do canal no YouTube do professor Marco Antonio Villa, que é comentarista político da rádio Jovem Pan e costuma abordar em suas transmissões os temas mais quentes do dia. Já quem está com dúvidas em matemática, pode consultar as lives do professor Ferreto, que costuma fazer revisões para os principais vestibulares do país. 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 2 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil