ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/20/2019

Qual F#DIDO você é?


Uma letra pode mudar tudo: fodido ou fudido, qual você quer ser? Empresário Ricardo Bellino ensina tudo em "Ninguém é f#dido por acaso" um verdadeiro manual da desfudência

Você com certeza conhece alguém fodido e outro fudido. Mas você sabe qual é o seu nível de fudência? Sim, você pode ser um dos dois e nem saber. Que droga, hein?! Mas tenha calma! A solução para isso está mais perto do que você imagina. O empreendedor e acelerador de pessoas Ricardo Bellino desvenda todas as estratégias para sair do fundo do poço e conseguir o tão sonhado sucesso na vida. Em Ninguém é f#dido por acaso, lançado no Brasil pela Citadel Editora, o escritor relata de forma irreverente e desbocada episódios pessoais, orienta e ensina como sair da mediocridade e o mais interessante: sugere um teste que revelará o quão fudido você está.

A autoavaliação composta de 14 perguntas foi desenvolvida para ser uma poderosa ferramenta de autoconhecimento, a fim de que a pessoa possa se olhar, se identificar e entender suas atitudes. A partir do resultado pode-se adotar uma nova postura diante dos fatos e iniciar a transformação pessoal. O questionário pode ser acessado no link www.fudidometro.com.br por qualquer pessoa. Estima-se que mais de 20 mil f#didos já tenham feito o teste do fudidômetro.

O fudidômetro tem cinco níveis de fudência; o resultado do teste depende do número de respostas positivas. O primeiro nível (de um a dois sins) é o mais moderado: “Vai se fuder em breve! ” O segundo (três ou quatro sins) indica que você está “Pouco fudido”. A seguir vêm “Fudido” (cinco sins), “Muito fudido” (seis a sete sins emplacados) e “Fudido total” (acima de sete marcações positivas).

Bellino, estabeleceu os níveis do fudidômetro a partir da experiência pessoal e admite ter sido um fudido antes de alcançar o sucesso no mundo da moda. “Parece complicado, mas é mais simples do que a maioria pensa. Existe um método. Essa é a boa notícia, e a partir das minhas experiências e treinamentos, vou mostrar como estruturar esse pensamento”, garante.

“Estar pronto para dar certo é muito mais complexo do que parece. Porque, quando uma ideia dá certo, meu amigo, tem um trabalhão pela frente. Se você já está em dúvida se sua ideia é boa ou ruim, há grandes chances de que seja ruim mesmo. Então, você precisa ter certeza de que sua ideia é fantástica. ” Ninguém é f#dido por acaso (Página 157)

A obra tem oito capítulos com títulos bem-humorados e sugestivos: “Acho que não vai rolar”, “O impossível não existe”, “A lei dos seis graus”, “Tenha foco: a lei dos três minutos”, “Ninguém vai acreditar se você não acreditar primeiro”, “Não desista na primeira crítica! ”, “Corra riscos” e “Se você acha que vai dar errado mude o rumo”. 

Com 176 páginas, o livro é um verdadeiro manual da desfudência, no qual Bellino fala sobre autoestima, insegurança, ousadia, a importância de ter contatos, de aprender com quem é fodido, o tabu que envolve os palavrões, criatividade, humildade e foco. “É preciso movimentar, refazer, recomeçar, reorganizar, bagunçar para depois arrumar. (...) É hora de entender o processo, desconstruir seu caminho de fudido e assumir o controle”, ensina.

O autor só poderia terminar o livro com uma palavra: “Foda”. E convida o leitor a falar o palavrão em voz alta, agora, com uma nova atitude, mais consciente das mudanças, de posse de um guia que mudou sua vida. “Você vai ficar viciado no gosto do sucesso logo na primeira meta alcançada, vai comprovar que é possível e então partirá para a próxima mais confiante. Em um, cinco, ou dez anos, terá feito grandes mudanças na sua vida. E vai ser foda! ”, finaliza a obra, que é do caralh@!

Ficha técnica:
Título: Ninguém é f#dido por acaso – Um guia prático anticoitadismo
Autor: Ricardo Bellino
ISBN: 978-85-68014-84-0
Páginas: 176
Edição: 1ª (Abril 2019)
Formato: 16x23cm
Valor: R$42,90

Sobre o livro: Nesse manual anticoitadismo, Ricardo Bellino ensina estratégias para sair da mediocridade (ou do buraco). Irreverente e desbocado, o empreendedor utiliza episódios pessoais como exemplos do poder que a troca de uma simples letra pode ter na vida das pessoas.

Sobre o autor: Quem conhece o empresário carioca Ricardo Bellino certamente já o considerou louco. O que dizer de alguém que, aos 21 anos, pensou em trazer a mega agência de modelos americana Elite Models para o Brasil, sem falar inglês, nem ter um tostão no bolso? Bellino apostou nessa ideia mirabolante, abandonou a faculdade de economia, mudou-se para São Paulo e teve muito sucesso, a ponto de se tornar amigo pessoal e uma espécie de filho adotivo de John Casablancas – dono da Elite. Trouxe também para o país a campanha das camisetas do câncer de mama, colocando o famoso símbolo do alvo no peito de milhões de brasileiras. Aos 38 anos, o empresário encarou o seu maior desafio, vender uma ideia ao bilionário americano Donald Trump em uma reunião que deveria durar apenas 3 minutos. Bellino não para. Está sempre atrás de uma nova ideia para implementar.

Acesse o site e faça o teste do fudidômetro: www.fudidometro.com.br
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil