ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/07/2019

Prêmio Zunga 2019



 por Rosemeire Barbosa

Na noite de 26 de abril, os fãs e admiradores do cantor cachoeirense Roberto Carlos puderam curtir a segunda edição do concurso nacional de covers do rei, o “Prêmio Zunga 2019”, realizado na Praça Jerônimo Monteiro, em Cachoeiro de Itapemirim.

Quatro concorrentes cantaram para o público e o ganhador foi, pela segunda vez, Robson Carvalho de Minas Gerais. Em sua performance vencedora, ele homenageou o rei e sua terra natal com a canção “Meu pequeno Cachoeiro”, hino da cidade, eternizado pela voz de Roberto Carlos.
As premiações, para os três primeiros colocados, foram de R$ 3,5 mil para o 1º colocado, 2,5 mil e 1,5 mil, sendo Jorge Luiz Biazatti, no segundo lugar, e Marcos Antônio Rodrigues, do município de Mimoso do Sul, ocupando o terceiro lugar.

Os participantes do “Prêmio Zunga”, nome alusivo ao apelido de Roberto Carlos, na infância, foram avaliados por um júri, pelos critérios de similaridade física, vocal e performática.

O evento integra a programação organizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), com atrações em homenagens ao aniversário do filho mais conhecido de Cachoeiro, que, no último dia 19, completou 78 anos.

Robson Barbosa  Carvalho, nascido em Miranda-(MTS) em 19/12/1949 foi sempre uma criança muito tímida, mas também sonhadora. Aos  dezesseis  anos  de idade, residindo em Santos, ouvia emocionado as canções de Roberto Carlos.

Já nessa época, timidamente, cantava acompanhando o som de sua vitrola e ficava emocionado:"Ouvia as histórias daquele menino de olhos  tristes e  com uma emoção na  flor  da pele, comecei a  me  achar até parecido com ele. Diante do espelho, eu imitava seu penteado e até seu modo de falar".

Aos 18 anos, ao se  alistar no Exército, sua grande preocupação era  de  não querer  cortar o cabelo, que  na  época  era igual ao do cantor. Para sua alegria, devido ao excesso de contingente no quartel, foi dispensado do serviço militar.

Com o passar do tempo, as músicas do rei embalaram o namoro e o casamento: "Namorei e me casei ouvindo sempre Roberto Carlos. Por anos acompanhei a sua carreira e sempre  tentando me parecer ao máximo com ele, principalmente no cabelo. No começo era liso e puxado  na testa, depois  encaracolados, grisalhos  e agora mais curto ou bem curtos". No meu dia a dia, as pessoas me chamavam de Roberto, pela minha semelhança física. Mas fazer o cover do rei me deixava inseguro diante da responsabilidade em de  representar meu ídolo e o ídolo de milhões de pessoas".

O sonho de participar do Projeto Emoções em Alto Mar, veio com o presente de sua irmã, Inês Barbosa a qual tem uma agência de turismo. Fã incondicional do rei,  Inês presenteou a família com as passagens para o cruzeiro. Seria a oportunidade do irmão mostrar às pessoas a sua semelhança física com o rei, mas receoso, Robson não aceitou o presente, apesar da insistência da família. 

No ano seguinte, novamente presenteado pela irmã, ele resolveu aceitar o desafio e embarcar no Cruzeiro do Rei :"Aconteceu tudo aquilo que eu já  previa dentro de mim. Chegando no Porto de Santos, antes  do embarque, foi uma  loucura. Tirei muitas fotos com as fãs do “Roberto”, dei várias  entrevistas para jornais e TVs e falei  mais  de  mil vezes “São tantas  Emoções”!, emoções que eu estava sentindo, mas tudo graças ao carisma de Roberto CarlosTudo aquilo para mim, era  um mundo que  eu desconhecia e fiquei assustado, mas atendia a  todos. Durante alguns anos, o Cruzeiro já estava programado com a família e  por duas  vezes, tive a  sorte de  receber das mãos do  “Roberto” uma rosa e um aperto de mão com um elogio (essa é para o Roberto rsrsr)".

A convite do cantor Erasmo Carlos, agora como cover do rei Roberto Carlos, Robson Carlos participava dos shows do Tremendão entregando a rosa para o público. Inesperadamente, certa vez ao entrar no palco para entregar as rosas, quem estava na plateia era o seu ídolo Roberto Carlos. "Nossa. Quando vi Roberto Carlos ali, não contive a emoção e comecei a chorar. Só sei que ele veio até mim e me acalmou...Peguntei se ele se importava de estar entregando as rosas como ele faz nos shows dele. Ele falou que só imitamos quem a gente gosta...e que eu representava muito bem. Uma alegria muito grande conhecer meu ídolo desde a adolescência".

Robson Carlos participa de eventos como  cover oficial de Roberto Carlos "Tenho muito orgulho de, pelo segundo ano consecutivo, ganhar o concurso promovido por Cachoeiro do Itapemirim. Só tenho a agradecer o carinho que as pessoas têm por mim".

Robson Barbosa  Carvalho no Facebook
Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul

Sobre a autora

Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul - Natural e residente na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, formada em Magistério pela E.E.S.G. “Sud Mennucci” com habilitação para exercer a profissão de professora em 1996. Aprovada no Concurso Público de prova e Títulos para provimento de emprego de Professor do Ensino Fundamental em 14 de janeiro de 1999. Em 1 de fevereiro de 2001, foi contratada pela Prefeitura Municipal de Piracicaba, na pasta da Secretaria da Educação com habilitação para alunos do 1º ao 5º ano. Leia Mais sobre a autora...

1 comentário:

  1. Padrinho Armindo Guimarães...a fotomontagem ficou SENSACIONALLLLL. Obrigada!!! Showwww de bola...

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil