ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/06/2019

Por que não se deve usar produtos corporais de beleza no rosto?


A diferença de textura entre um produto corporal e facial é nítida: e esse é um dos motivos que você deve evitar ao usar produtos corporais no rosto, fora outros problemas de pele que podem aparecer

São Paulo – maio de 2019 - A pele é uma extensão só, mas sua lubrificação e suas características são diferentes no corpo todo. Por isso, nada de passar esfoliante corporal no rosto e hidratante de corpo na face. A dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, explica abaixo por que os produtos de uso corporal não devem ser passados no rosto e os riscos que essa prática pode trazer:

Sabonete corporal no rosto – Essa definitivamente não é uma boa ideia. O sabonete corporal contém um pH incompatível com a pele do rosto e pode trazer problemas como ressecamento e aumento de oleosidade. “Em peles oleosas, há o risco de primeiramente ela ficar mais ressecada e sofrer, depois, com o que chamamos de efeito rebote, que é uma produção exagerada de oleosidade, porque o organismo entendeu que houve uma agressão. Isso pode deixar a pele com excesso de brilho e piorar a acne”, afirma a médica.

Hidratante corporal no rosto – Você não deve usar o mesmo hidratante do corpo para a face. Geralmente o hidratante corporal é mais espesso, já que essa pele tem menos glândulas sebáceas e deve ser hidratada com produtos de veículos mais pesados. “A pele do rosto é mais sensível, então você pode deixá-la por último e usar o seu hidratante facial de uso diário, que deve hidratar, mas pode ter princípios ativos antienvelhecimento, calmantes e que estimulem a produção de colágeno. Então, após passar o hidratante no corpo todo, lave as mãos para poder passar o hidratante facial no rosto”, diz a médica. “Hoje temos uma vantagem onde os protetores podem ter hidratação, ativo antiaging, um controlador da oleosidade, um ativo calmante e o protetor propriamente dito. Praticamente um 5 em 1. Previne toda a ação do UV, que danifica o DNA da pele, diminui os impactos do ressecamento e tem uma ação nutritiva e antioxidante”, afirma a médica. Além disso, muitos produtos de tratamento facial, como ácidos mais agressivos, podem ressecar a pele corporal, que pode ser hidratada no banho com óleos corporais ou imediatamente após a ducha.

Esfoliante do corpo na face – Um bom esfoliante facial deve ter partículas de pequeno ou médio porte, uniformes e de preferência de origem natural, como a seda do arroz retirada da casca deste alimento, das sementes de apricot, linhaça ou um triturado natural como as sementes de tâmara. “Além disso, deve ter a capacidade de remover as impurezas sem agredir o tecido cutâneo por apresentar na sua formulação produtos calmantes anti-inflamatórios, hidratantes e antissépticos”, afirma a dermatologista. No entanto, os esfoliantes corporais devem ter partículas maiores em relação às utilizadas para o rosto, e de preferência incorporadas em sabonetes cremosos para usos no banho, ou misturadas a óleos naturais que promovam fácil aplicação, espalhabilidade, promovendo uma esfoliação homogênea, que resultará em uma pele mais fina de textura regular e luminosa, explica a médica. “Também podem conter partículas esfoliantes naturais, ou mesmo, sal marinho embebido em óleos que promovem reposição de lipídeos”, diz. Ou seja, as partículas maiores podem ser agressivas para o rosto, deixando a pele vermelha, machucada e sensibilizada, o que pode resultar em ressecamento e, também, efeito rebote.

Protetor solar – Também mais espesso, o protetor solar corporal não deve ser aplicado no rosto, sob o risco de deixar a pele mais oleosa e com brilho. “As peles mais secas devem investir em proteção solar facial hidratante, enquanto as peles oleosas precisam de produtos com efeito mate, oil-free e antioleosidade”, finaliza a médica.

Fonte: Dra. Valéria Marcondes – Dermatologista da Clínica de Dermatologia Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser. www.valeriamarcondes.com.br
Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul

Sobre a autora

Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul - Natural e residente na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, formada em Magistério pela E.E.S.G. “Sud Mennucci” com habilitação para exercer a profissão de professora em 1996. Aprovada no Concurso Público de prova e Títulos para provimento de emprego de Professor do Ensino Fundamental em 14 de janeiro de 1999. Em 1 de fevereiro de 2001, foi contratada pela Prefeitura Municipal de Piracicaba, na pasta da Secretaria da Educação com habilitação para alunos do 1º ao 5º ano. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil