ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/12/2019

FAMBRAS HALAL comemora resultados positivos de encontro entre embaixadores de países árabes e o governo brasileiro

Mohamed Zoghbi, presidente da FAMBRAS HALAL, entre a Ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, e o Presidente Jair Bolsonaro

Pioneira em certificação Halal no Brasil, FAMBRAS HALAL, representada por seu presidente, Mohamed Zoghbi, foi uma das principais articuladoras do encontro ocorrido ontem na sede da Confederação Nacional da Indústria, em Brasília

A FAMBRAS HALAL, primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979, participou ontem do jantar que reuniu, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), 36 embaixadores de países árabes, o presidente Jair Bolsonaro, a Ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, e o chanceler Ernesto Araújo. Representada por seu presidente, Mohamed Zoghbi, e pelo vice-presidente, Ali Zoghbi, a certificadora foi uma das articuladoras do evento devido ao relacionamento que mantêm com as embaixadas das nações árabes.

“Nossa dedicação para organizar este encontro histórico se deu pela importância de manter a boa relação com os países árabes, fruto de muito esforço e dedicação”, declara o presidente da FAMBRAS HALAL, Mohamed Zoghbi. “Além disto, o Brasil precisa manter e ampliar suas relações comerciais com estes países, sob pena de afetar a economia nacional e aumentar as taxas de desemprego”.

Na opinião do vice-presidente da FAMBRAS HALAL, Ali Zoghbi, o encontro foi bastante positivo. “Atingimos nossos objetivos. Foi um esforço que valeu muito a pena. Acredito que a estratégia do governo será revista e favorecerá esta importante relação com as nações árabes”.

O Brasil é líder mundial na produção e na exportação de proteína animal Halal – que inclui tanto a carne bovina e como a de frango. O bloco de países árabes é o quarto principal destino das exportações brasileiras, ficando atrás apenas da China, Estados Unidos e Argentina, conforme dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. A Câmara de Comércio Árabe Brasileira estima que o total de exportações do Brasil à região pode chegar a US$ 20 bilhões até 2022, ante US$ 13,6 bilhões no ano passado.

O governo e as repercussões - Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo "está de braços abertos a todos, sem exceção". Em uma rede social, disse que espera que os laços comerciais com os países árabes "cada vez mais se transformem em laços de amizade, de respeito e de fraternidade”.

Já a ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, declarou que “o nosso papel (do Brasil), na agricultura, é cada vez mais fortalecer, além da amizade, as relações comerciais da agropecuária brasileira, com esses grandes parceiros que são os países da Liga Árabe”.  

A ministra foi além: “Se tornarmos como referência os países membros da Organização para a Cooperação Islâmica, temos aí um universo responsável por absorver 19% de nossas exportações agropecuárias... Nesse montante estão compreendidas 58% de nossas vendas de açúcar de cana, 37% das de carne de frango, 23% das de carne bovina. Números assim não são fruto do acaso...”

O empresário José Carlos Zanchetta, da Zanchetta Alimentos – referência em processamento de aves - declarou que “todos os empresários do setor agro, especialmente os que se dedicam à avicultura, precisam agradecer os esforços do ex-senador Cidinho Santos (PR-MT), da Ministra Tereza Cristina, e do Dr. Mohamed Zoghbi, da FAMBRAS HALAL”, pois graças a seus esforços, foi possível esse encontro com a Ministra.

O ex-senador completou: “O jantar de hoje tratou de um tema bastante delicado. Mas com muita sensibilidade, Mohamed Zoghbi, primeiramente, conversou com os embaixadores e, depois, com a Ministra Tereza Cristina. Foi tão importante que o presidente Jair Bolsonaro resolveu participar”.

Em geral, os participantes do encontro destacaram clima fraterno presente durante todo o jantar, sem as polêmicas que dominaram as últimas semanas, e agradeceram ao presidente da FAMBRAS HALAL, Mohamed Zoghbi por ser o principal interlocutor entre o Brasil e os países árabes.

Sobre a FAMBRAS e FAMBRAS Halal
A Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - FAMBRAS, foi criada há 40 anos. Atua nos âmbitos religioso, social, cultural, econômico e diplomático. Dentro destas esferas, desenvolve projetos que contemplam a divulgação do Islam e ações educacionais, culturais e assistenciais - tanto em benefício dos muçulmanos como das comunidades carentes do Brasil. Outras preocupações da FAMBRAS são ajudar a manter vivas as práticas do Islam e combater o preconceito aos muçulmanos por meio da informação.

O trabalho da Federação conta com o reconhecimento de renomadas instituições nacionais e internacionais. O apoio da FAMBRAS Halal - a primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979 – tem sido determinante para a concretização e ampliação dos projetos a cada ano. A certificadora é líder de mercado e realiza auditorias, abate, inspeção, supervisão de produtos e implantação do Sistema de Garantia Halal junto a indústrias e frigoríficos interessados em comercializar seus produtos especialmente para países árabes.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil