ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/30/2019

Descubra quais são as causas da ‘dor nos cabelos’ e como tratá-la


Tricologista explica como prevenir o problema constantemente descrito como dor nos cabelos, mas que, na verdade, atinge o couro cabeludo e é causado principalmente pela falta de cuidados com os fios.

São Paulo – Abril de 2019 - Dor nos cabelos. Apesar de estranha, esta é uma reclamação muito comum em consultórios e cabeleireiros. Mas, ao contrário da queixa de muitos, não é exatamente o seu cabelo que está doendo, mas sim a pele da área perifolicular, ou seja, a região em volta de cada fio, poro ou folículo. “Existem várias causas para a sensação dolorosa no couro cabeludo ou tricodínea e é sempre importante avaliar a queixa, pois ela pode preceder quadros de queda intensa”, afirma a dermatologista e tricologista Dra. Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

E o problema não para por aí, pois, segundo a especialista, o uso frequente de penteados como rabos de cavalos, tranças e até mesmo coques para dormir também podem contribuir para a piora da dor. “Quando usamos penteados que tracionam a raiz dos cabelos o resultado é uma inflamação ao redor dos pelos que, se for crônica, pode resultar em casos de alopecia definitiva. O mesmo ocorre com o uso de apliques muito apertados”, destaca.

Porém, é possível prevenir o problema através de cuidados básicos, como evitar usar elásticos para prender os cabelos, optando por penteados mais soltos, evitar o uso de apliques por mais que três meses consecutivos e sempre realizar o procedimento com mechas finas e manutenção frequente. Estados inflamatórios do couro cabeludo, como a dermatite seborreica, podem agravar ainda mais o problema e o excesso de oleosidade deve ser combatido.

Mas, afinal, de quanto em quanto tempo deve-se lavar os fios para evitar o problema?
De acordo com a tricologista, tudo depende do seu tipo de cabelo. Cabelos mais finos e lisos, por exemplo, devem ser lavados mais frequentemente, já que produzem mais óleo, enquanto pessoas de cabelo crespo e grisalhos podem deixar um espaço maior entre uma higienização dos fios e outra. “De forma geral, pessoas de cabelo oleoso devem lavar os fios todos os dias ou em dia alternados. Já quem tem cabelos secos ou grossos deve realizar a higienização a cada dois ou três dias. No entanto, se o cabelo estiver sujo por suor, no caso dos praticantes de atividade física diária, ele deve ser lavado, ainda que com um xampu suave”, recomenda.

Mas existem também outras causas para o problema. “Temos quadros de ansiedade generalizada ou distúrbios psiquiátricos e o aumento da substância P, produzida no SNC (Sistema Nervoso Central) e relacionada aos mecanismos de dor; e hoje questiona-se se a rosácea em couro cabeludo não ocasionaria o quadro. Outros estados inflamatórios do couro cabeludo também estão relacionados, como a psoríase e dermatites. Diante de uma queixa tão complexa, a avaliação com especialista é fundamental”, finaliza a tricologista.

DRA. KÉDIMA NASSIF: Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. www.kedimanassif.com.br
Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul

Sobre a autora

Rosemeire Barbosa- Estúdio Azul - Natural e residente na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, formada em Magistério pela E.E.S.G. “Sud Mennucci” com habilitação para exercer a profissão de professora em 1996. Aprovada no Concurso Público de prova e Títulos para provimento de emprego de Professor do Ensino Fundamental em 14 de janeiro de 1999. Em 1 de fevereiro de 2001, foi contratada pela Prefeitura Municipal de Piracicaba, na pasta da Secretaria da Educação com habilitação para alunos do 1º ao 5º ano. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 2 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil