ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/11/2019

Psicóloga transpessoal fala como descomplicar o dia a dia


Segundo a especialista, é importante lembrar que o pensamento gera sentimento, o sentimento gera atitude e a atitude gera resultado 

Será que nós complicamos demais algo tão simples e tão mágico que é a nossa própria existência? Será que acabamos nos perdendo dentro dos nossos medos e anseios, nas nossas frustrações e muitas vezes esquecemos de nós mesmos, do nosso melhor? Infelizmente - a resposta pode ser - sim! “Talvez uma primeira pergunta para a gente fazer uma reflexão aqui é: o que você está esperando que aconteça na sua vida? Lembrando que no conceito de autorresponsabilidade, o único responsável por materializar uma mudança na sua vida é você”, explica a psicóloga transpessoal e orientadora pessoal Wanessa Moreira, ao relatar que nós temos a capacidade de ajustar a nossa vida na frequência que queremos viver.

Então como funciona? De acordo com a especialista, que também é Master Mentoring Coaching em Corpo e Mente, muitas vezes a gente quer viver uma frequência de abundância, felicidade, lealdade e de confiança, mas não sabemos em quem confiar e como agir. “Para eu viver uma frequência tão rica e positiva assim, é necessário que eu me sinta assim, para que eu possa materializar uma vida com felicidade. Mesmo que ainda não tenha acontecido algo que sustente essa minha felicidade, eu preciso estar na vibração daquilo que eu quero viver”, indica Wanessa.

Segundo a orientadora pessoal, se a pessoa está triste, ela irá manifestar na sua realidade situações tristes. “Qual é o primeiro pensamento quando eu acordo? Isso vai me dar um norte onde eu estou e o que eu vou colher na maior parte do meu dia. Lembrando que pensamento gera sentimento, sentimento gera atitude, e atitude gera resultado. Então, onde eu estou imprimindo a minha frequência quando eu durmo e quando eu acordo?”, indaga a profissional.

(Wanessa Moreira | Foto: divulgação)
Wanessa explica que o inconsciente gerencia um fluxo de pensamentos a 40 mil bytes por segundo. No entanto, o pensamento que cada um escolhe focar a atenção tem uma velocidade bem menor, de apenas 40 bytes por segundo. “Então, começar a ter a consciência dos nossos pensamentos inconscientes é uma maneira fantástica de gerenciar os resultados que temos na nossa vida. Acredito que focar nisso de maneira simples, ajuda a descomplicar um pouco de como nós nos sentimos e onde nós estamos indo e vibrando”, garante.

A psicóloga transpessoal diz ainda que outro exercício muito legal é pensar em um valor positivo para si próprio. “Quais as qualidades que você tem? Olhar os valores positivos vai fazer com que você treine, porque muitas vezes a gente sabe, mas nós não manifestamos mais, porque estamos esperando uma boa oportunidade para isso”, diz.

Para a especialista, quando alguém traz os seus valores positivos, pode inspirar os demais a também a trazer os mesmos valores. “Um exemplo disso é quando você tem uma atitude de começar a organizar algo em algum lugar, e aí aparece alguém perguntando se você quer ajuda, pois geralmente estamos prontos para dar o nosso melhor”, conta.

Por outro lado, Wanessa diz que há muitos casos em que esperamos, esperamos, e esquecemos de trazer o nosso melhor. “Comece do simples, com pequenas ajudas. Comece abraçando a quem você gosta, expressando o seu sentimento, admirando ao invés de ter um pouquinho de inveja daquilo que vai bem com o outro... Admire e elogie”, sugere.

A orientadora pessoal garante que quando uma pessoa elogia a outra, ela acaba se conectando com essa pessoa no valor positivo dela. “Elogiando o valor positivo do outro, você vai trazer esse hábito de admirar. Quando a gente admira, a gente aprende com o melhor do outro. Já quando eu estou criticando e julgando o outro, estou fazendo isso comigo também, eu vou estar sempre em uma vibração de olhar o que falta em mim e não o que me preenche”, argumenta.

Para terminar, a especialista complementa que a vida nos traz sinais o tempo todo de onde nós estamos e de como estamos nos sentindo, sendo importante também observar uma outra maneira de descomplicar. “Como está a sua conexão com as pessoas ao seu redor? Como está a sua conexão por onde você passa, na sua família? Como estão as dificuldades dentro de você? Na hora em que você vai fazendo esses ajustes finos, você vai refletindo uma mudança do lado de fora. Eu acredito que o treino de alguns exercícios relatados aqui, vai trazer uma mudança significativa no seu cotidiano”, finaliza Wanessa Moreira.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil