ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4 de fevereiro de 2019

Amor como forma de resiliência é foco de clipe de banda capixaba


Auri comemora um ano do lançamento de seu álbum com clipe “Cais”

Um porto seguro de um mundo confuso. Esse é o mote para a canção “Cais”, da banda Auri, que acaba de ganhar um clipe. Traduzindo visualmente a letra, o vídeo acompanha uma dançarina por cenários de Vitória, no Espírito Santo. A música integra o álbum “Resiliência”, já disponível nos serviços de streaming. 

O conceito de resistir e superar é uma presença constante no trabalho da Auri. Em “Cais”, os versos refletem o desejo por refúgio, abrigo, pouso. Transcendendo essa busca para as telas, a atriz e bailarina Manuela Calmon mostra que o alento vem daquilo que nos traz felicidade - seja uma paixão, um hobby, uma pessoa, um lugar ou, como no vídeo, a dança.

“‘Cais’ fala sobre como podemos conseguir ser resilientes através do amor. E isso vai muito além do que um amor entre duas pessoas. É algo sobre como através do amor, se superam todas as adversidades. No caso, escolhemos uma atriz onde o cais dela não é uma pessoa, um amor encontrado num(a) parceiro(a), mas sim em uma atividade. Dessa forma, colocamos sua performance e paixão dela pela dança, representada como parte principal do clipe”, explica Everton Radaell, vocalista e guitarrista da banda. A Auri ainda é formada por Danilo Galdino (guitarra/backing vocal), Thaysa Pizzolato (teclados/sintetizadores), Gabriel Hand (baixo/backing vocal) e Bruno Miranda (bateria). 

O baixista Gabriel também assina a direção e fotografia do clipe, traduzindo em imagens a potência de versos como “navegar por saudade, ancorar por certeza”. Para isso, a banda escolheu uma das faixas mais elogiadas de seu álbum de estreia que acaba por resumir bem a temática do trabalho. 

“A gente espera que a música ajude as pessoas que precisam de uma mensagem de otimismo, seja por saudade, por se sentir só, pela simples tristeza cotidiana, pelas decepções, pela falta de esperança... enfim, esperamos que quem precise consiga ver na música algum ‘cais’ para si”, reflete Thaysa.

Reunindo experiências diversas da vida dos integrantes e tomando um ar memorialista, “Resiliência” é um trabalho com cinco faixas que busca focar em uma mensagem de otimismo através de um rock alternativo com influências do indie e da música brasileira. Segundo a banda, não importa o momento complicado, vai ser possível superar se formos resilientes. E acreditar nos sonhos, como dizem no primeiro single, “Sonhador de Pé Inchado”.

O clipe de “Cais” encerra o ciclo do álbum de estreia um ano após seu lançamento. O trabalho trouxe experiências e maturidade à banda, que agora se prepara para lançar mais novidades. Ainda no primeiro semestre de 2019, eles devem lançar um single inédito

Assista a “Cais”: https://youtu.be/JxVFYWd0ccY
Ouça “Resiliência”: http://bit.ly/AuriSpotify

Auri - Cais
Vem e vai
Calma e o caos
Sempre traz certeza

Tanto faz
Bem ou mal
Se faz sem clareza 

Pois vontade não falta
Nem beleza
Em quem se dá
(De verdade e total)
Fica a paz
Vai tristeza 

Nos braços, tanta paz
Nos olhos, toda cor
Se um dia foi, ainda irá
Ficará, afinal

Pois se sabe mais
Sobre si e sobre tal
Quando em cais
Se dá o amor

Navegar por saudade
Ancorar por certeza

Ficha técnica - Clipe Cais: 
Atriz: Manuela Calmon
Direção e Direção de Fotografia - Hvnd
Câmera 2: Diogo Buloto
Assistentes de produção: Lucas Zanandrea, Maycon Muller, Bruno Miranda
Edição, Cor e Finalização: Hvnd

Ficha técnica - música Cais:
Gravado por Auri: Everton Radaell - Voz e guitarra / Danilo Galdino - Guitarra e backing  vocal / Thaysa Pizzolato - Teclado / Gabriel Hand - Baixo e backing vocal / Bruno Miranda - Bateria.
Gravado no estúdio Gama Soundz em Vitória - Espírito Santo. 
Mixado e Masterizado por Felipe Gama.
Produção: Felipe Gama e Auri.

Ouça “Resiliência”:

Auri - Cais (Clipe Oficial)
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique para ver o perfil