ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

20 de dezembro de 2018

Natal, que vibe é essa?!


Por: Padre Marcio Prado*

O que nos lembra o Natal? Festa, família, comida, bebida, “amigo secreto”, presentes… Quantas coisas boas vivemos no Natal! Reencontramos familiares, amigos; enviamos mensagens; boas lembranças de pessoas que já se foram vêm à tona. Às vezes, também bate aquela tristeza por amizades enfraquecidas ou rompidas. Nesse tempo, vejo tendências: ou afloram o consumismo e a indiferença, ou damos o verdadeiro sentido ao Natal, que é o Cristo entre nós!

O comércio se dedica a fazer bem a sua parte com as mais variadas propagandas, afinal a “propaganda é a alma do negócio”, já escutamos isso, não é?! E quantas boas propagandas, até nos convencem que realmente precisamos comprar aquele produto. Hoje em dia, a tecnologia permite oferecer à pessoa não somente aquilo que pesquisou na internet mas outros produtos relacionados. Para não cairmos no consumismo, algumas perguntas podem nos ajudar: Eu preciso desse produto? Ou não preciso? Isso vale para presentear também: Essa pessoa precisa desse presente? Ou será que não precisa? Por que quero comprar ou presentear, é necessidade? Por que é Natal? É promoção? É um agrado/carinho?

Se há muitas pessoas ansiosas por “gastar”, também encontramos algumas pessoas indiferentes. Já ouvi muitas pessoas que dizem não gostar do Natal porque veem esse consumismo exacerbado ganhar maior proporção a cada ano. Outras não gostam do Natal, não encontram nenhum ou quase nenhum motivo para celebrar, por dificuldades em casa ou porque perderam entes queridos.

Independente da circunstância, somos convidados a viver bem o Natal e resgatar seu verdadeiro sentido. O Natal é a comemoração da vinda de Deus entre os homens. Ele veio como gente, como ser humano, na fragilidade e simplicidade de uma criança. Que incrível! Que fantástico! Que vibe é essa! Até as pessoas mais “fechadas” já devem ter achado graça em uma criança, quanta esperança se deposita naquela pessoa que acabou de nascer! Que será dessa criança no futuro? Vai se destacar como atleta, como cientista, como governante? A pessoa do ainda menino Jesus trouxe muita alegria e esperança para o seu tempo e ainda traz para o nosso tempo. Muitos escritores já falaram, falam e falarão a respeito d'Ele. É a pessoa mais influente do mundo, seus ensinamentos ajudam, ainda hoje, crentes e não crentes. Ele é o sentido do Natal!

Tomemos cuidado para que, nem o consumismo e nem a indiferença, tomem conta desse tempo. O Menino cresceu e continuou humilde e simples, ensinou e ensina-nos a amar e perdoar. Que tal aproveitar o hoje para amar e perdoar? Foi dessa forma que Jesus mudou o mundo. Natal é festejar o nascimento de Jesus, é acolhê-lo e acolher seus ensinamentos. Dentre tantos ensinamentos desse Menino, que nos faz pensar no Natal, estão o amor e o perdão. Vamos viver bem o verdadeiro sentido do Natal e mudar o mundo com humildade e simplicidade? Natal é deixar Jesus nascer na manjedoura do nosso coração e deixá-lo crescer em nossas atitudes.

Feliz Natal para você!

* Padre Marcio Prado, natural de São José dos Campos (SP), é sacerdote da Comunidade Canção Nova e Vice-Reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É autor dos livros “Entender e viver o Ano da Misericórdia” e “Via-sacra do Santuário do Pai das Misericórdias”, pela editora Canção Nova.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis