ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3 de outubro de 2018

ROBERTO CARLOS - Show no Espaço das Américas foi pequeno para tanta emoção


Por: Rosemeire Barbosa

O Espaço das Américas, local escolhido pelo cantor Roberto Carlos para uma série de shows em São Paulo, é o maior espaço para shows, eventos sociais e corporativos da cidade de São Paulo, com capacidade para 8 mil pessoas. Entre os principais diferenciais está sua localização de fácil acesso, próximo à estação de metrô Barra Funda e grandes avenidas. Na estrutura interna, há um suntuoso hall de entrada com capacidade para mil pessoas, salão principal com aproximadamente 3.500 metros quadrados, cinco telões com projeção frontal, ar condicionado central, quatro bares, dois camarotes com banheiros exclusivos e quatro camarins com sala de estar e um buffet próprio com cozinha industrial com capacidade para servir até 4 mil jantares simultâneos.

Como toda fã, entrar no site oficial e navegar no mundo azul do rei, faz parte do meu cotidiano. Ao ler a agenda de shows de São Paulo, vi que o Espaço das Américas foi o local escolhido para a realização de vários shows. Confesso que a vontade em fazer parte deste público, fez-me até esquecer de minhas dificuldades pessoais em transpassar a distância entre as duas cidades, Piracicaba - São Paulo ou seus duzentos quilômetros. Sofrendo com a Síndrome do Pânico e as limitações que são geradas por ela, pus-me a pensar o quanto teria que me superar para conseguir realizar meu sonho de ir ao show. Cada dia que passava, a ansiedade dava lugar à expectativa. Imagine, eram muitas coisas a serem programadas nesse curto espaço de tempo. Gostaria de entregar os adesivos de unhas do rei para as pessoas presentes, então precisaria produzir uma quantidade extra dessas películas; atualizar o caderno com os nomes de todas as  pessoas que já receberam os adesivos, pois seria uma oportunidade poder e entregar ao rei; a ideia de qual  presente ofertaria, afinal é onde vemos nossas esperanças de conseguir entregá-lo e ter em troca seu olhar agradecido pelo gesto carinhoso e por que não, ganhar a rosa  beijada e entregue em nossas mãos, momentos em que nossos olhares se cruzam. Com muita fé, pedi a Nossa Senhora Aparecida, que queria ver novamente o rei cantando Nossa Senhora, ali, no Espaço das Américas. A minha curiosidade começava na beleza do lugar e no glamour das pessoas que encontraria ali. Durante semanas, todas as etapas foram listadas e concretizadas até à chegada do grande dia. Desta vez não esqueci de nada... roupas, maquiagem, acessórios, etc., tudo em  ordem. Assim começou a nossa aventura, a estrada estava tranquila e após duas horas, chegamos a São Paulo, cidade de múltiplas personalidades e encantos. O ponto de encontro era na casa de outra fã, Marlene Bueno Queirós, local em que nos arrumaríamos para o show e onde também receberia a doação do acervo que ela colecionou por anos sobre o rei. Mas essa história eu conto depois. Conversamos a respeito de quantas amigas virtuais que iríamos conhecer naquela noite, tudo isso regado a quitutes deliciosos que Marlene nos ofereceu. O nosso mundo azul se iniciou no momento de colocarmos o nosso traje e nossos sonhos... tudo AZUL!

com Carmen Augusta
com Marisa Bueloni, Maria Chrissa, 
Sonia Alves Diogo



CHEGANDO NO ESPAÇO DAS AMÉRICAS

Na entrada do hall, as recepcionistas aguardavam posicionadas a chegada do público onde os acompanharia até à respectiva mesa. Uma foto enorme do Rei decora a entrada e várias pessoas faziam fila e aguardavam pacientemente a sua vez para tirar uma foto ao lado do ídolo, que estava em um elegante terno branco com um sorriso convidativo para entrarmos com ele, em um mundo azul onde não faltarão muitas EMOÇÕES!

Ao entrar no salão, imediatamente buscava entre as pessoas, as amigas virtuais que estariam no show. Nesse momento, a oportunidade de poder conhecê-las e ter a chance de assistir ao show juntas, tornaria esse momento ainda mais inesquecível.

Ao nos encontrar, muitos abraços, risos e selfs não poderia faltar. As seguranças pediam que retornássemos aos nossos lugares, pois o show iria começar. E assim mais uma vez retornamos aos nossos lugares.

com Sonia Alves Diogo, Ilze Zambone
com Daniela Rossin, Ilze Zamboni




















O REI ENTRA EM PALCO E O DELÍRICO ROBERTOCARLICO ACONTECE

O Rei entra em palco para delírio do público que o aplaude e ovaciona. Um pouco abatido pela gripe que o fez desmarcar o show anterior, mas com muita alegria ao falar a frase “Que prazer rever vocês!”, leva o público ao delírio.

E assim começa uma viagem ao som das melodias que de alguma forma marcaram muitas vidas. O rei conversa com seu público, diz que estar ali não é um trabalho e que cantar não é um trabalho, é o prazer que tem na vida. Muito carismático como sempre, faz o salão estremecer ao cantar as música Quero que vá tudo pro inferno; faz o público chorar ao cantar Lady Laura e faz o público refletir e orar ao cantar Nossa Senhora. Assim prossegue com tantas outras músicas, em quase duas horas de espetáculo. A interação entre o cantor e o público é enorme, as pessoas cantam junto e pedem suas músicas preferidas. Lançam ao ar, em diversos momentos, um “Eu te amo!” e “Lindo!”, tirando do cantor um sorriso maroto. Esse é o carismático Roberto Carlos, amado por homens e mulheres. 

com Cida Claro
com Malvina Carriço


ROBERTO CARLOS É O NOME DA ROSA

Ao começar a cantar “Esse cara sou eu”, as pessoas começam a ficar impacientes, sabem que no final desta música será o momento de entregar o seu presente e tentar ganhar a tão sonhada rosa. Pessoas se aglomeram e muitas delas conseguem seu intento. São quase dez minutos em que o rei tem um contato mais direto com seu público, pegando os presentes e entregando as rosas. As pessoas saem da aglomeração segurando a sua rosa que mais parece um troféu, outras choram por não terem a mesma sorte. No final, sobraram cinco rosas, o Rei agradece, se despede, levando mais uma vez o público ao delírio, levando consigo as rosas. Com certeza elas serão entregues para as pessoas que ele escolheu para ir ao camarim nesta noite.

Aos poucos, as pessoas vão deixando o local. Algumas ainda permanecem com esperança que o rei atenda os membros de diferentes fãs-clubes no camarim. Me misturo a essas pessoas, amigos virtuais que têm o mesmo amor pelo rei; mais ao lado uma senhorinha linda, minha madrinha do Projeto Roberto Carlos: O Mensageiro da Paz também estava próxima, para minha surpresa. Ela havia me dito que estaria no show de quinta o qual havia sido desmarcado. Me aproximei e perguntei se podia lhe abraçar. Ali permaneci abraçada por vários segundos e dei muitas beijocas. Um desses beijos lhe falei que era para o padrinho do projeto, Armindo Gonçalves Guimarães. Vi na pessoa da Carmen Augusta, a maninha, o amigo português que muito me ajudou a divulgar o projeto RC. Foram cinco anos e mais de 300 crianças semeando a Paz em um dos bairros mais violentos de Piracicaba. Armindo Guimarães, através do Portal Splish Splash, oportunizou que pessoas de diferentes partes do mundo acompanhassem esse trabalho pedagógico e, por isso, serei eternamente grata, amigo de fé e irmão camarada Armindo Guimarães.

com Genival
com Guto
com Maurício












A LOTERIA DO CAMARIM

Logo mais próximo à porta do camarim havia uma grade de ferro que só era aberta para os membros da produção. Um deles, o Guto, tentava acalmar os ânimos das pessoas, falando da dificuldade do cantor em atender os fãs-clubes. Converso um pouco com cada uma e entre tantas estavam, Malvina Carriço, a Mensageira da Paz do Projeto Roberto Carlos: O Mensageiro da Paz, que ganhou esse título por entregar para o rei em show de 2013, o vídeo e banner do nosso trabalho; a Egli das Graças Cardoso Faria, fã que já entrou 25 vezes no camarim (uhruuuuu); Jhonny Lima (também sempre a postos para entrar no camarim); Luiza Silva (fã que sempre acompanha os shows do rei em diferentes cidades), Maria Chryssa Colpo, de Santa Catarina, Marisa Bueloni, Sérgio Barreto, fotógrafo do Rio de Janeiro, entre tantos outros. Aos poucos as pessoas começam a sair, ainda anestesiadas com a linda noite que o rei proporcionou. O camarim? Fica para o próximo show, junto com todos os outros preparativos e esperanças de poder rever o carismático e amado Rei Roberto Carlos.
Rosemeire Barbosa Estúdio Azul

Sobre a autora

Rosemeire Barbosa Estúdio Azul - Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

1 comentário:

  1. Menina Rosemeire, parabéns pela matéria! Se continuar assim, vai ter direito a 30 dias de férias em hotel de 5 estrelas nas Bahamas, como habitualmente têm os restantes redatores. Beijinho.

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis