ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/20/2018

Médica canta música de Roberto Carlos para paciente e emociona na web

Há um consenso entre toda a medicina que música faz bem à saúde, e diversos são seus benefícios à mente. Alguns estudos de renomadas instituições, como o da Associação Americana de Musicoterapia (American Music Therapy Association - AMTA, EUA) e o da Federação Mundial de Musicoterapia (World Federation of Music Therapy - Gênova, na Itália) ratificam que os benefícios de ouvir música vão muito além do lazer. Ela influencia positivamente na vida social das pessoas, além de prevenir problemas cardíacos, controlar a pressão sanguínea e a respiração e ajudar na prevenção e tratamento de diferentes doenças físicas e mentais, incluindo estresse e depressão.
Médica e paciente (Foto: g1.globo.com)
 
 
Por: Derbson Frota

Há um consenso entre toda a medicina que música faz bem à saúde, e diversos são seus benefícios à mente. Alguns estudos de renomadas instituições, como o da Associação Americana de Musicoterapia (American Music Therapy Association - AMTA, EUA) e o da Federação Mundial de Musicoterapia (World Federation of Music Therapy - Gênova, na Itália) ratificam que os benefícios de ouvir música vão muito além do lazer. Ela influencia positivamente na vida social das pessoas, além de prevenir problemas cardíacos, controlar a pressão sanguínea e a respiração e ajudar na prevenção e tratamento de diferentes doenças físicas e mentais, incluindo estresse e depressão.

Muitos médicos e enfermeiros usam e aconselham seus pacientes a inserirem em sua prática diária a audição de músicas. Um caso viralizou na internet essa semana: Uma médica do Acre aparece num vídeo cantando a música Como é grande o meu amor por você, de Roberto Carlos, para uma paciente de 92 anos. A gravação, de menos de 20 segundos, emociona pela simplicidade da profissional e a força de vontade da paciente, que também cantarolou o hit. 

Segundo a Doutora Luciana Nogueira, do Hospital Epaminondas Jácome, em Xapuri, no interior do Acre, Dona Etelvina Pereira, que tem diabetes, ficou animada depois que cantou. 

“Ela estava muito debilitada, meio desorientada e sonolenta. Aquele foi o momento que ela melhorou e acordou. Eu estava conversando com ela e a gente fez o vídeo. Perguntei se ela gostava de cantar, ela disse que não, mas disse que gostava de música. Foi quando comecei a cantar e ela cantou junto”, conta a médica que costuma incluir a música em suas consultas com seus pacientes e recomenda a ação.

Como sabemos, ouvir música é sempre bom, e melhor ainda se for de qualidade, né? E é por essas e outras que a gente é fã do rei. Roberto Carlos faz bem à saúde! 😀

Informações adicionais: g1.globo.com e mundopositivo.com

Nota da Redação:
Clique e veja o emocionante vídeo mencionado na matéria.
 
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

1 comentário:

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo