Angélica Duarte homenageia Caetano Veloso no EP “Odara” e faz show de pré-lançamento no Rio

Angélica Duarte por Amandha Levandowsk

A cantora paulistana Angélica Duarte escolheu o mês de aniversário de Caetano Veloso para dar o pontapé inicial a “Odara”, projeto em que homenageia o artista baiano tanto em um EP, que será divulgado no dia 17/08, quanto num show especial. Um dia antes, na sexta-feira (16/08), ela ocupa a Etnohaus em Botafogo para o espetáculo de pré-lançamento, em que revisita a obra de Caetano. O show tem início às 20h, com ingresso colaborativo (valor sugerido: R$20).

Nesse show especial, o repertório traz canções que abrangem diversas fases da carreira de Caetano - e com arranjos de Pedro Franco, que toca também com Maria Bethânia. Além disso, inclui sucessos regravados por outros compositores, tais como “Esse Cara” (por Cazuza) e “Menino do Rio” (por Baby do Brasil).

“Caetano é o compositor que mais me inspira, que mais me ensina, acredito que aprendi a cantar escutando suas gravações. Essa coleção de canções conta o que sou, o que penso e acredito, o que me inspira, o que me alimenta. O show ficou bem diverso, com momentos de rock, samba, jazz, brega e até axé Bahia”, adianta Angélica Duarte.

Ao lado dela neste projeto está um trio de músicos versáteis da cena instrumental carioca: além de Franco, que assume a guitarra, Gabriel Menezes é responsável pelo baixo elétrico e Lourenço Vasconcellos é o baterista.

Paulistana radicada no Rio, a artista teve mais de 10 anos de dedicação à música erudita. Angélica estudou na Escola Municipal de Música de São Paulo, do Theatro Municipal, e durante sua carreira participou de recitais, óperas e concertos, até se aproximar de sua outra paixão, a música popular, começando pelo jazz. De lá para cá, já estudou percussão, fez parte de um grupo de samba e choro, e com base nessa paixão, largou tudo e se mudou para o Rio, em 2015.

O Etnohaus é um trabalho colaborativo que surgiu em 2010, com o objetivo de criar e exercer atividades musicais na cidade do Rio de Janeiro. O coletivo tem sede em Botafogo e oferece espaço para desenvolver e aprofundar projetos culturais de forma estratégica, com estúdio multiuso e áreas de convivência. O local fica na Rua das Palmeiras, 26 e o show acontece na Sala Jacutinga.

Mais informações no evento: 

https://www.facebook.com/events/1816277388457253/


 Angélica Duarte por Amandha Levandowsk

SERVIÇO:
Angélica Duarte: Pré-lançamento do EP “Odara”
Data: 16/08/2018 (quinta-feira)
Horário: abertura da casa às 19h; show às 20h
Local: Etnohaus
Endereço: Rua das Palmeiras, 26 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$20 (contribuição sugerida)
Classificação: Livre
Sala Jacutinga sujeita à lotação: 45 lugares
Bar aceita os cartões Visa, Mastercard, Maestro e Elo

Mais informações: etnohaus@gmail.com

Ficha técnica:
Angélica Duarte: voz
Pedro Franco: guitarra
Gabriel Menezes: baixo elétrico
Lourenço Vasconcellos: bateria
Direção Musical: Pedro Franco
Arranjos: Pedro Franco
Linguagem: Música
Duração: 60 minutos

Ouça “De Manhã” na versão do espetáculo:


Angélica Duarte canta De manhã

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :