LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/09/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - GLEIDE MOREIRA


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A selecão da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que se segue é com Gleide Moreira, de Maceió.

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQI, Roberto Carlos?

GLEIDE MOREIRA - Comecei a gostar do Roberto Carlos na década de 1960, quando ouvi pela primeira vez, na época super inovadora (como tudo o que Roberto faz), a canção “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno”. Ouvi esta música numa festa, no interior onde eu morava, em frente à igreja mais linda de Quebrangulo/AL.

PSS - Você se considera uma grande fã? Por quê?

GM - Penso que sou até a fã número UM de Roberto Carlos porque ele apareceu como luz em minha vida, principalmente para quem morava discretamente numa cidade que nada tinha para ouvir e fazer e Roberto apareceu abruptamente com as suas melodias e me tornou completamente dependente e a partir dali ele fez parte de minha vida e até hoje e/ou amanhã, para sempre. Amo tudo o que escreve, tudo o que canta, tudo o que faz. Sempre moderno porque o Roberto para mim é como se fosse clássico que perdura no tempo, para sempre.

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o (a) amado (a) que música do Rei colocaria para tocar?

GM - São tantas, tantas... Cada uma faz parte de um sentimento construtivo como se todas fizessem parte de um quebra cabeça e juntas dariam tudo o que sou e o que sinto. A começar pela linda canção de amor “Como é Grande o Meu Amor por Você”.

PSS - Roberto Carlos faz parte da sua vida? Como?

GM - Nossa!!! Daria até um livro se eu fosse responder na íntegra, não teria toda esta objetividade da pergunta e sim sonhos, versos, canções, melodias, lembranças, entrelinhas, vida... Muita coisa eu vivi ao lado dele, pensando nele e superei muitas realidades quando podia ouvi-lo. Ele é muito em minha vida e só não digo tudo porque ele faz parte de tudo o que sinto. Roberto me viu amadurecer porque esta sensação que tenho como se ele morasse aqui perto de mim tão perto que chego a confundir a razão com a emoção, o pensamento e a realidade, como se tudo nele fizesse parte de mim, isto é, fosse o meu próprio coração. Amo!!!

PSS - Cite uma história engraçada e ou/ emocionante que já viveu relacionada ao Rei Roberto.

GM - Sempre sonhei em chegar perto do Rei, chegava a chorar de tanto ter vontade e sentia que era apenas um sonho, porque cheguei a casar e por ter valorizado demais o Roberto, as canções que supriam o meu vazio, por ser muito nova, interiorana, despreparada para vida. Roberto surgiu para mim como um sol, o vínculo que me faltava, sendo imatura, acabava demonstrando tudo o que sentia e o meu ex marido, não o suportava, apenas por não atingir o meu coração como Roberto conseguia.  Diante tantas brigas, compreendi que não adiantava assumir o meu amor platônico e por isso decidi fazer tudo calada durante 40 anos de minha vida e me sentia adolescente, porque o amava pelo meu pensamento do que mesmo pelas palavras e comportamento e amando o Roberto fiz tudo o que eu podia sem falar nada sobre este amor. Colecionava discos de vinil, revistas, fotos, álbuns etc...  Anos se passaram, 40 anos, em 23 de setembro de 2007 foi quando tive a primeira e maior oportunidade de estar ao lado dele quando Deus me agraciou através de uma amiga da minha filha que estava estudando com ela Psicologia quando caiu do caderno da mesma uma foto dela com o Rei, foi uma grande surpresa para ela quando procurou saber como teria acontecido e colocou a mesma no fone para eu falar com ela sobre o Rei, pense a emoção que até chorei quando ela me prometeu que falaria com ele. Que emoção!!! Passaram meses e o grande dia chegou e eu sequer conhecia a amiga de minha filha que me passaria à pulseira, mas ao chegar ao local do show ela me viu com minha filha e me entregou a minha abençoada pulseira. Chegando ao camarim, humildemente num cantinho esperando Roberto vi quando ele olha e diz: venha cá meu amor! Anestesiada, pensei: só mesmo o meu Rei, lindo, maravilhoso para me agraciar com o seu encontro, com a sua voz tão próxima, que mais sentia como se fosse um sonho e neste dia tive o momento mais feliz de minha vida. Então nesse momento pedi para tirar uma foto. Perguntei: - Como faço? Ele respondeu: - Como você quiser!

PSS - Coleciona algo sobre o Rei?

GM - Coleciono tudo o que é possível. Tenho um site que é administrado pelo meu neto Pablo André: www.prasemprerobertocarlos.com; também coleciono fotos, revistas, reportagens que saem sobre ele num total de 160 álbuns sobre a história da vida dele, um quarto repleto de fotos dele. Tenho todos os CD´s e DVD´s até uma poesia que eu fiz mediante a este encontro com uma foto no fundo para registrar um dos momentos mais feliz da minha vida. 

PSS - Uma música que você sempre ouve de Roberto Carlos?

GM - Todas. Principalmente as mais antigas porque me traz saudade. Sem esquecer “Esse cara sou eu” que é a cara do Rei. Linda! Mágica!

PSS - Muitas são as músicas do Rei e muitas são aquelas que ele a tempo não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

GM - Muitas. Ele tem tantas que poderia fazer os shows completamente diferentes, mesmo cantando alguns clássicos. Mas com certeza daria uma conotação de ter vivido vários momentos. Gostaria que ele cantasse: As baleias, Luz Divina, Nosso Amor...

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa o que você prepararia?

GM - Se ele pensar um dia em fazer este momento divino que me contemple e, me avise, pois com certeza viraria a sua cozinheira e faria: Sururu ao molho de creme de leite; arroz branco; legumes; como sobremesa sorvete de coco e um copo de caipirinha...

PSS - Se fosse para escolher 10 músicas do Rei em ordem qual preferiria?

GM - Nossa! Além das músicas clássicas como: como é grande o meu amor por você, Detalhes, Outra vez. Gostaria de ouvi-lo cantar: Este cara sou eu, Força estranha, Cavalgada, O portão, Nosso amor, Paz na terra, As baleias, Amazônia,  Desabafo, A distância, A  montanha.

PSS - Se tivesse oportunidade de falar ao vivo com o Rei, o que diria?

GM - Durante a minha vida de entrega e amor por Roberto Carlos tive a oportunidade de falar com ele por três vezes e, bem próxima, lhe falei: Como é grande o meu amor por você!

PSS - As músicas do Rei não seria a mesma coisa sem as respectivas letras, independentemente da música diga os títulos de três letras que mais lhe impressionam e por quê?

GM - As baleias pela sensibilidade em tempo que não se defendia a ecologia, ele no teor de louvor em defesa à vida, fez da canção um alerta mundial, onde esta música virou um hino.  A Amazônia também tem este mesmo enfoque de grito pela vida. Todas as suas músicas que foram escritas e respondem pela fé trazendo a oração como encontro espiritual. São tantas melodias que apenas essas me refiro.

PSS - O Rei possui em torno dele uma vasta equipe desde os elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouviu falar. Cite quais:

GM - Apenas o Roberto Carlos, pois é o único que passa simplicidade, humildade e espiritualidade.

PSS - O que mais gosta na personalidade do Rei?

GM - Tudo. Exceto, as suas repetições de shows e vestimentas.

PSS - O que gostaria que o Rei mudasse nos seus usos e costumes?

GM - Melhorasse principalmente os shows que mais parecem reprises; as suas roupas também poderiam ser diferentes a cada show para não dar a conotação igual e sem criatividade; as músicas escolhidas estão numa sequência desconexas quando ele vai cantar. Bem, quanto aos costumes, não tenho nada dizer por que ele é maravilhoso. Apenas ressalto o que percebo e o que todos dizem. Vou a todos os shows porque sou fã, mas muitas vezes fui desanimada por ver que são completamente repetitivos.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarloslística do repertório do rei que mais se identifica com você, que frase escolheria:

GM - Como é grande o meu amor por você.

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que tivéssemos feito?

GM - Sendo proprietária do site www.prasemprerobertocarlos.com você teria condições de viajar com o Rei Roberto Carlos na próxima viagem de navio depois de toda a sua história? Como se sentiria? Gostaria de ter esta oportunidade?
Prezada amiga Carmen Augusta, fiquei muito feliz por ter me dado à honra de poder dizer parte do que sinto para o meu maior ídolo, o ídolo de minha vida – o meu único e amado Roberto Carlos. Não há palavras!


Entrevista conduzida por:
Carmen Augusta
Facebook
https://www.facebook.com/carmenaugusta.a.coelho

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo