ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/13/2012

Um inolvidável encontro com bacalhau à mesa

 



Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br

Via email, lido logo pela manhã desta quinta-feira, conta o Armindo Guimarães o seguinte (vou ter mesmo o desplante de colocar aqui textualmente):

“Amigo Carlos Alberto, estes dias têm sido para mim de muitas surpresas. Hoje almocei aqui no Porto com o maestro (leia o artigo no Portal) e chego a casa e deparo com esta entrevista que como ainda nem estou em mim só amanhã enviarei as respectivas respostas. Mas para já lhe digo que só mesmo você faria tais perguntas. Por isso cada vez o admiro mais.
Até amanhã e um grande abraço".

Na verdade, também para mim foi um grato e enorme prazer ter conhecimento deste encontro entre Armindo Guimarães e Eduardo Lages, duas figuras que muito admiro como homens, como profissionais, enfim, como pessoas que revelam uma valorosa cultura em cada e respectivo “métier”. Se um dia disse (e escrevi claro. Nunca deixo de trazer à estampa a raiz da maioria dos meus pensamentos) que era um incondicional fã de James Last, hoje volto a referir que, igualmente, tenho pelo Eduardo Lages um carinho muito especial e fundamentalmente sou um seu admirador pela forma em como dirige a orquestra em palco. Mas o admiro mais pela simplicidade que o norteia nos frequentes contatos com o público e fãs que o assediam em cada show que o Roberto Carlos realiza. Também já escrevi que Eduardo Lages é o “outro lado” de Roberto Carlos. Sem ele e os seus músicos, Roberto Carlos não teria tantos êxitos. É que, como se sabe, desta mais-valia (Eduardo Lages), Roberto Carlos sabe sempre que espera o melhor, profissionalmente falando e com toda a sua honestidade. São predicados que fazem do maestro uma pessoa sumamente respeitada.

Este encontro no Porto, em plena ribeira da Gaia, constitui um marco histórico para o Portal Splish Splash e, claro está, uma inolvidável recordação para o nosso querido amigo Armindo Guimarães. Não foi um bate-papo fictício, até porque as fotos não deixam enganar ninguém. O Armindo é muito bom em montagens fotográficas, mas, com estas fotos, não enganaria ninguém no que concerne ao tal fictício que ele amiudadamente utiliza.

Um encontro que deve ter metido ilusionismo, música, Splish Splash, uma ou outra “fofoca” (no bom sentido) em relação ao Rei, planos futuros e, como não podia deixar de ser, à mesa um bacalhau bem regado com o tinto da ordem.

Também fiquei feliz com esta notícia, que é o mesmo que dizer que comecei da melhor maneira, em termos de escrita, esta quinta-feira, dia 11 de janeiro. Acabei a minha higiene diária (barba, banho, o perfuminho da ordem, etc.) e lancei-me logo para o computador para alinhavar este escrito e cujo conteúdo expressa o que senti de felicidade pelo encontro entre Armindo Guimarães e Eduardo Lages.

NOTA FINAL – Faltou numa foto a presença de uma das “pombinhas da catrina”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil